"Sim, e ele ainda me disse que não era nada, e para eu me meter na merda da minha vida" eu disse falando para o telemóvel.

"se eu fosse ati ia atrás dele" a Kate disse do outro lado da linha fazendo-me revirar os olhos. Ela nunca leva as nossas conversas a sério. "a sério Emma eu ia atrás dele e seguia-o para ver o que ele tanto esconde" ela voltou a falar.

Abri a boca para falar mas duas leves batidas fizeram-se ouvir do outro lado da porta.

"Espera um bocadinho que já te volto a ligar" eu disse a Kate pelo telemóvel desligando-o.

"Entre" eu disse meigamente esperando ver a figura de Marihana entrar pela porta, mas assim que olho para lá vejo o corpo do Zayn aparecer.

Mas o que é que este quer agora? Já não chega?

"Se vieste aqui para discutir podes sair pela porta que entras-te" eu falei assim que os nossos olhos se cruzaram.

Ajeitei-me na cama e encostei as minhas costas a cabeceira cruzando as pernas agarrando de novo o telemóvel.

"Eu vinha dizer-te-"

"Se me vinhas dizer que vais sair, então vai." Eu disse interrompendo-o. A minha voz suou com indiferença e nem me dei ao trabalho de olhar para ele, apenas o senti a respirar fundo e a fechar a porta.

"eu vinha falar contigo" a sua voz falou rouca e baixa

"Estou ocupada" eu disse agarrando de novo no meu telemóvel

"Emma ouve-me por favor" ele disse meio que como um pedido, mas ao mesmo tempo como uma ordem.

Desviei o telemóvel das minhas mãos e olhei para ele para que ele falasse, mas este manteve-se calado. Deu um passo em frente e sentou-se também na minha cama e passou uma das mãos pelo cabelo. Um tique que ele faz muito frequentemente. E depois de alguns segundos que mais pareceram eternidades ele falou.

"eu queria falar sobre aquilo de abocado. Ha... eu não devia ter falado contigo assim" ele falou lentamente quase num sussurro e o silencio voltou a instalar-se como se ele esperasse que eu dissesse alguma coisa.

"Tu és sempre assim Zayn?" eu perguntei olhando todo o castanho que rodeava os seus olhos.

"Assim como?" ele perguntou baixo.

"Assim Zayn. Tu fazes sempre o mesmo. Eu tento falar contigo, tu respondes-me com sete pedras na mão, acabamos por discutir tu dizes coisas horríveis sem pensares e depois vens ter comigo, a dizer que não querias ter dito aquilo mas estavas muito enervado no momento então saiu-te." É verdade. Ele faz sempre aquilo e eu estou a começar a ficar farta.

Ele que faça o que ele quiser eu já não me preocupo. Ele que faça o seu trabalho e que não me chateie que eu também não o chateio.

"Eu sei Emma. Mas Fodasse tu estás sempre com as tuas perguntas e tens que saber sempre tudo e depois ainda me desafias e respondes-me, e quando tu me gritas, a sério Emma tu ás vezes dás mesmo comigo em doido." Ele disse e de facto apeteceu-me rir. Sim eu estou furiosa com ele, mas a maneira como ele está falar, parece que está a descrever uma discussão de crianças. E afinal eu sempre consigo tira-lo do sério.

Para mim isso é um orgulho porque sempre nós estamos a discutir e eu digo alguma coisa e ele faz-se de indiferente como se não lhe tivesse afeto, mas afinal afeta. Sim eu sei é ridículo.

Mas o que ele disse não mudou em nada.

"Mas eu vou tentar ter mais calma contigo e não gritar tanto e ser mais compreensivo. Tu já passaste por muito e não mereces ter de levar comigo em cima todos os dias, mas é que eu não gosto que se metam na minha vida, e tu estás constantemente a faze-lo. E também odeio que me desafiem e tu parece que adoras faze-lo. Mas também acho que não é bom para nenhum dos dois estarmos sempre a discutir"

Não sei o que é que se está a passar com ele mas eles está a pedir me desculpas indiretamente? Estará Zayn a redimir-se e a dizer que vai tentar mudar? Estará ele, a dizer que não gosta de discutir?

Ele de facto têm razão nós estamos sempre a discutir o que também não é bom para nenhum dos dois, eu concordo no facto de nós tentarmos dar-nos melhor um com o outro mas estou a achar isso muito estranho estar a partir da iniciativa do Zayn.

Mas já que o vou ter de aturar que seja a bem. Eu odeio dar o braço a torcer mas que assim seja. 

 "Eu também vou tentar fazer mais o que tu mandas e não te fazer perguntas, nem te desafiar tantas vezes" a minha voz saiu como um sussurro e vi os olhos do Zayn arregalarem-se em espanto por eu ter dado o braço a torcer.

"Tréguas?" ele disse esticando o braço.

"Tréguas." Eu disse esticando o meu braço fazendo com que a minha mão tocasse na sua, e não consegui evitar dar um pequeno sorriso ao ver o nosso gesto infantil e quase que posso jurar que também vi um pequeno sorriso pela parte dele.

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!