P.O.V Zayn 

"Obrigada Louis um abraço" desligo a chamada colocando o telemóvel no bolso de trás das minhas calças e levo ambas as mãos à minha cara deixando uma respiração pesada sair pela minha boca

"Precisas de alguma coisa?" um voz grave soa atrás de mim e viro-me instantaneamente

"Está tudo calmo por agora" sou breve e ele apenas assente

"Já tens as tuas coisas no quarto cá em baixo, se precisares de alguma coisa eu vou estar lá em cima" agarro no tabuleiro em cima da mesa e começo a andar em direção às escadas

"Obrigada por me deixares ficar aqui" a voz do Harry faz-me parar

Nós estamos na antiga casa da minha irmã a Doniya. Agora que ela está na sua nova casa perto  da sua empresa a casa antiga está sem ninguém.

"Só o estou a fazer pela Emma, tu sabes disso" soo mais rígido do que aquilo que pretendo

Apesar do Harry a ter salvo hoje ele fez-nos muita coisa.

"Eu fui tão enganado quanto vocês" a voz dele está irreconhecível

Sem qualquer tipo de maldade ou ironia.

Está como o antigo Harry, aquela que era meu amigo à uns tempos e em quem eu confiava.

"Isso não justifica tudo o que fizes-te. Boa noite Harry" a minha voz fica no ar e eu volto ao meu caminho

Sinto todo o ar que paira nesta casa quase impossível de respirar e sinto uma necessidade doentia de voltar imediatamente para perto dela.

Subo os cinco degraus de madeira que separam o primeiro do segundo piso e abro a primeira porta fazendo a minha cabeça espreitar lá para dentro.

Um pequeno corpo estremece pelo barulho e vejo que ela se assustou.

"Sou só eu" tento o meu tom mais calmo e fecho a porta atrás de mim

Caminho até à cama e vejo-a sentar-se cruzando as suas pernas.

"Trouce-te o jantar" poiso o tabuleiro à sua frente e sento-me frente a frente a ela

O seu olhar sobe para encarar o meu e o meu coração aperta quando vejo os seus olhos ainda inchados.

Doí-me tanto vê-la assim.

"Não tenho fome" ela murmura

"Emma" chamo e ela puxa as mangas da minha camisola que têm vestida para baixo cobrindo as suas mãos

"Vá lá, eu sei que não sou bom a cozinhar mas eu tentei" consigo um sorriso fraco da parte dela

Ela está muito magoada.

"Vais ficar aqui comigo?" ela ajeita o seu rabo de cavalo e a sua pergunta apanha-me desprevenido

Sinto um murro no meu estomago.

Ela quer que eu vá para outro quarto?

"Sim, quer dizer eu pensei que tu querias, mas eu posso ficar noutro quarto, eu compreen-" ela corta-me

"O que eu quero saber é se vais poder ficar aqui comigo ou vais ter que sair?" sinto um peso enorme sair dos meus ombros

"Claro que sim, eu não vou voltar a deixar-te sozinha" deixo a minha mão poisar na sua perna e ela não me afasta

A coisa que eu mais queria agora era puder ouvir tudo aquilo em que é que ela está a pensar.

"Podes perguntar-me o que quiseres Emma" aperto a sua perna e ela sobe os olhos para mim

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!