"Toc toc" O barulho de alguém a bater a minha porta suou, fazendo-me assim acordar. Abri ligeiramente os olhos e olhei para o meu relógio e ainda faltavam 20 minutos para eu ter que me levantar. Voltei a mandar-me contra a almofada mas a porta fez se suar outra vez. Levantei as costas da cama mantendo-me sentada e passei as mãos pelos olhos. Mas quem é que me veio acordar a estas horas? E porquê?!


"Sim" Disse com a minha voz extremamente rouca devido ao facto de ter acabado de acordar.


"Posso menina" Ouvi dizer depois de a porta ser aberta até metade deixando-me ver que era Marihana quem me tinha acordado.


"Entre Marihana" Disse enquanto amarrava o meu cabelo num cone despenteado. Ela abriu mais a porta entrando enquanto me olhava.


"Bom dia menina." Ela disse fazendo uma pausa "A... o menino Zayn está lá fora, e, ele pediu-me para eu lhe vir acordar, porque, acho que ele precisa de leva-la a escola mais cedo porque depois tens outros assuntos para tratar" A Marihana terminou e eu fiquei parva, com o que ela disse. Ontem não fui estar com os meus amigos porque ele embirrou, e como também só o conheci ontem decidi fazer o que ele mandou. Depois disse que aparecia cá em 20 minutos, nem a meia-noite cá pôs os pés. E agora manda-me acordar mais cedo porque o menino tem coisas para fazer?! Isto é de malucos! É que ele nem pense.


"Não, ele deve estar maluco é que só pode!" disse levantando-me da cama rapidamente. Passei pela Marihana que me olhava e sai do meu quarto dirigindo-me as escadas. Eu estava só de calções e de manga a cava, com uns chinelos e o meu cabelo num cone mas não me importei.

Quando cheguei ao fim das escadas a figura do Zayn apareceu-me diante dos olhos. Ele estava sentado no sofá enquanto mexia no telemóvel. E assim que ele me viu levantou-se.


"Foste rápida" Ele disse em tom de gozo quando se apercebeu que eu estava furiosa com ele. "Vamos?" Ele perguntou ainda com o mesmo tom, olhando-me de cima a baixo. Aproximei-me mais dele e quando ele se ia levantar para apanhar as chaves do carro que estavam na mesinha de centro da sala eu coloquei a minha mão no sei peito e empurrei-o para que ele ficasse sentado no sofá de novo, e coloquei-me a sua frente.

"Nós não vamos á lado nenhum e tu agora vais ter de me ouvir!" Disse claramente chateada.

Ele apenas se limitou a estender os dois braços pelas costas do sofá e acenou com a cabeça para que eu fala-se. E aquele ar de divertido dele já me estava a enervar!

"É assim Zayn ainda só começaste a trabalhar ontem e eu já estou a começar a ficar farta das tuas coisas. Ontem não me deixas-te ir ter com os meus amigos, e eu fiz o que tu mandas-te. Depois ficaste super enervado por eu ter demorado mais uns minutos a sair da escola. E ainda por cima disseste que vinhas cá a casa em 20 minutos e por causa disso eu não convidei ninguém para vir cá, e no final de contas já eram 10 da noite e tu nem cá puseste os pés. E hoje chegas cá e dizes que eu tenho que ir para a escola 20 minutos mais cedo só porque tens coisas para fazer! Por isso se tu não és capaz de esperares por mim depois de eu sair da escola, ou fazeres as tuas obrigações, ou o que quer que seja porque tens coisas para fazer, então acho que este trabalho não é o indicado para ti." Disse. Disse e disse num tom claramente chateado e o qual ele se percebeu. Ele continuava-me a olhar nos olhos e ainda a processar cada palavra que eu tinha dito. Ele desviou o olhar por segundos mas depois voltou a encarar-me.

Ele levantou-se obrigando-me a levantar a cabeça para o continuar a encarar, devido ás nossas diferenças de alturas.


"Já acabas-te?" Ele perguntou encarando-me e agora já mais sério.


"Não não acabei! Eu-" Ia continuar a falar mas ele começou a falar num tom mais alto fazendo –me assim calar.


"Então se não acabas-te, passas a acabar. E já que és assim tão esperta devias intender que o teu pai com certesa não me contratou a toa! Por isso tu fazes o que eu mando. Por isso agora vais-te despachar e vais parar com a birra." Ele disse com o seu olhar congelado no meu. Os olhos dele estavam claramente chateados, e obviamente que ele detesta, que o desafiem.


"Não Zayn eu não vou fazer nada do que tu mandas. Não me podes levar a escola eu arranjo-me sozinha." Eu ia-me virar mas ele agarrou-me no braço fazendo-me voltar a olhar para ele.


"Emma. Eu não volto a dizer a mesma coisa. Se não estiveres aqui em baixo dentro de dez minutos, eu vou te buscar lá acima e não me interessa se ainda estiveres de pijama, entendido?" Eu não disse nada apenas me ia virar mas ele apertou o meu braço com mais força.


"Zayn estás me a magoar..." Eu disse num sussurro mas ele logo voltou a falar ignorando completamente o que eu tinha dito.


"Entendido?" ele falou mais alto.


"Sim, está tudo entendido como tu queres!" eu disse quase gritando. "E agora larga-me que o meu pai não te paga para me aleijares!" disse e puxei o meu braço. O qual ele largou. Caminhei de novo para o meu quarto e fechei a porta com força o que fez com que se ouvisse um estrondo pela casa todo. Eu juro que aquele rapaz me enerva!

Vesti umas calças simples, juntamente com uma camisola branca com uns efeitos de renda. Coloquei brincos e uns anéis e aprecei-me em pentear o cabelo, e este ficou esticado e caído pelos meus ombros. Calcei as minhas all star brancas e agarrei na minha mala, colocando o meu iphone no bolso de trás das calças.

Sai do meu quarto e desci as escadas com a mala ao ombro deparando-me com o Zayn de novo sentado no sofá, este olhou para mim mas eu desviei o olhar dirigindo-me para a cozinha. Aprecei-me a entrar lá e tirei um iogurte do frigorífico vendo que Marihana já estava a trabalhar. Esta apercebeu-se que não era boa altura para perguntas e deixou-me sair mantendo-se no seu silêncio.

Voltei a dirigir-me para a sala e o barulho dos meus sapatos no chão fez com que o Zayn olha-se para trás e se levanta-se depois de ver que eu já estava pronta. Ele ainda continuava com um expressão séria e dirigiu-se para a porta de saída enquanto brincava com as chaves do carro pelos dedos. Eu segui-o e ele abriu a porta passando por ela, e eu depois de sair fechei-a atrás de mim. Entramos ambos no carro em silencio e o resto da viajem foi feita assim. Apenas o ruido baixo da rádio se era deixado ouvir.

A viajem foi curta e depressa chegamos a escola e ainda não estava lá ninguém ou quase ninguém como era de esperar. O dia passou-se rapidamente sai as 15:30, e o Zayn foi me buscar a escola. E como era de esperar pouco ou mesmo nada falámos. E eu apenas combinei encontrar-me em minha casa com o Niall ás 20:00. 


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E aqui está mais um capitulo, e ao que pareçe as coisas entre ela e o Zayn não estão a correr nada bem... Mas pode ser que melhor, não muito, mas que melhor um bocadinho...

Espero que estejam a gostar beijossss <3 <3


Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!