O seu punho roda a chave na porta mostrando-nos que a trancara e os seus olhos verdes estão fixos em mim de forma doentia.

"Sei que o cenário não é o melhor mas eu-" ele dá um passo na minha direção e eu recuo imediatamente batendo em alguma espécie de caixa que cai ao chão fazendo um barulho ensurdecedor

"Calma eu não te vou fazer mal" ele dá uma leve gargalhada e eu tremo

É ele. É o Stefan.

Não o Stefan meu irmão. O Stefan que andou atrás do Zayn nos primeiros dias.

É ele. O Zayn?

Onde é que está o Zayn?

"Lembras-te de mim?" ele anda de novo até mim e o meu coração para quando vejo a arma que ele transporta na mão

"Calma eu não a vou usar se tu te portares bem" ele ri colocando-a na parte de trás das calças e tento manter a minha respiração

Está tudo a acontecer outra vez.

"Não te aproximes dela! Deixa-a ir tu não vais ganhar nada com isto! Não passas de um cobarde-" o meu irmão rosna e eu volto a minha atenção de novo para ele

"Cala-te" estremeço e fecho os olhos quando o Stefan da uma estalada ao meu irmão

"Que moral tens tu?" ele caminha para longe do meu irmão e eu sinto um nó enorme formar-se na minha garganta

A minha respiração torna-se irregular e eu tento a todo o custo controla-la.

À meses que eu não tenho um ataque de asma.

Calma. Respira.

O meu subconsciente tenta.

"Tu és igual a mim! Chamaste-a para vir aqui! Queres mesmo ver quem é o cobarde aqui?" Ele volta-se para o meu irmão e sinto o ar irrespirável à minha volta

"Eu não tive escolha!" O meu irmão grita e tudo fica em silêncio

"Desculpa Emma, ele ameaçou fazer mal à Emily, eu não tive escolhe Emma desculpa, desculpa, desculpa" o meu irmão força a sua voz e vejo agua descer pela sua cara

Eu não me lembro da ultima vez que o vi chorar.

"Desculpa-me Emma por favor" ele olha para mim e sinto o meu corpo desfazer-se

O seu olhar é a coisa mais delorosa que eu alguma vez vi. A culpa o arrependimento e a frustração refeltem-se no castanho que eu encaro e por mais que eu queira dizer que o desculpo um nó enorme está enrrolado à volta da minha garganta.

Eu nunca o culparia por nada. A Emily é a sua namorada ele ama-a. Eu não aguentaria se ele a perdesse por minha causa mas sinto cada musculo meu congelado.

"Chega!" o Stefan grita e eu fecho os olhos encolhendo-me no meu lugar

"Senta-te Emma" o Stefan puxa uma cadeira mas eu permaneço imovel

"O que é que queres?" a minha voz é tão baixa que não tenho a certeza que ele ouviu

"Eu já estou aqui, deixa o meu irmão fora disto o que é que tu queres?" solto a pouca energia que tenho não conseguindo controlar o peso dos meus olhos

Não. Não. Não

Isto não pode estar a acontecer outra vez.

"Quero acabar com esta merda" ele rosna e manda a cadeira para o meu lado

"Senta-te. Se te portares bem pode ser que não tenha de te amarrar" ele ordena e eu continua estática

O seu olhar está em mim de forma agressiva e consigo sentir o meu irmão chorar ao meu lado.

"Não faças isto" o meu irmão pede e o Stefan chega-se perto dele puxando o lenço que tinha caido no pescoço para a sua tapar a sua boca

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!