"Claro" sorrio assim que encaro os seus olhos

O seu tronco nu aparece dentro da cozinha e é inevitável não sorrir ao ver o seu ar ainda adorminhado.

"Porque é que vieste cá para baixo?" ele coça os seus olhos e passa uma das mãos pelo cabelo

"Eu ia levar-te o almoço lá a cima" levanto-me da cadeira e poiso o meu telemóvel sobre a bancada

"Da próxima vez não saias sem me acordar" ele é sério

"Tu ontem também não me acordas-te" contraponho

"Tu é que fingiste estar a dormir só para eu te levar ao colo" a sua voz faz-me soltar uma gargalhada

"Vês, se eu te tivesse acordado não estarias assim tão bem desposto" ele encosta-se ao balcão e eu começo a procurar ingredientes nos armários

"Eu não tenho mau acordar" ele resmunga

"Sim tu tens" viro-me de costas para ele e sei que ele está a passar uma das suas mão pelo seu cabelo

"Porque é que tiras-te a minha camisola? Estás a pensar ir a algum lado hoje?" a sua voz torna-se um pouco mais séria

É sábado e na verdade estava a pensar ficar em casa mas se ele me convidasse para ir a algum lado seria ótimo.

"Eu só vesti isto porque não somos os únicos a morar cá em casa" consigo retirar um tacho da prateleira de cima

"Mas podíamos" sinto os seus braços em volta da minha cintura e estremeço

"Zayn... já falamos sobre isso" não quero mesmo tocar neste assunto outra vez

"Eu não estou a falar sobre tirar o Harry daqui" ele vira-me para si

"A Marihana mora aqui teríamos sempre alguém" o meu peito choca contra o dele

"Eu estava a falar de vires morar comigo. Para minha casa" ele roça o seu nariz no meu

"Nós também já falamos sobre isso Zayn" desvio os meus olhos dos dele

"Mas tu ainda não aceitas-te" ele puxa o meu queixo para cima

"Porque eu não posso aceitar Zayn. Ambos sabemos que temos uma relação bastante instável nós-"

"Nós o quê Emma? Diz. Estás com medo que nós voltemos a discutir e que eu volte a embebedar-me e faça merda contigo de novo" a voz dele suga o pouco ar nos meus pulmões

"Eu não vou voltar a faze-lo Emma. Eu não vou voltar a magoar-te nem vou voltar a embebedar-me, mas sim nós vamos voltar a discutir. Ambos sabemos disso, porque todas as pessoas discutem, mas nós também vamos aprender a lidar com isso" ele encara-me

As palavras dele parecem ser convincentes de mais mas ambos temos que pensar de cabeça fria. Nós já tivemos esta conversa, à demasiadas coisas entre as nossas vidas agora.

"Zayn nós já conversamos sobre isto. Eu não vou aguentar quando estivermos a discutir e tu me atirares à cara que eu só estou lá porque quis e que me posso ir embora assim que quiser-"

"Emma para" ele corta a minha voz

"Eu não vou fazer isso Emma. Eu podia ter-me ido embora ontem quando tu quase chamas-te a policia mas eu não o fiz. Tu tens razão quando dizes que eu não preciso de fazer mais de teu segurança até acabar o que vim aqui fazer, mas além disso tudo eu estou aqui contigo" a sua voz faz o meu coração congelar

Talvez eu esteja a ser injusta com ele. E é igualmente egoísta da minha parte querer tê-lo aqui como ele me quer em sua casa.

"Zayn" peço e afasto-me lentamente dele

"Não é só isso que está em causa. Nós não podemos agir como dois adolescentes inconscientes. Tu és um homem, tens um emprego, tens casa, tens carro e com tudo isso tens uma vida independente, contas para pagar, talvez renda comida tudo mais. E eu ainda não tenho nada disso, não tenho um emprego e ainda estudo. E eu não posso só por roupa na minha mala e ir viver contigo. À imensas coisas que a minha mudança para tua casa implicaria" explico e ele rola os olhos

Ele não me está a levar a sério.

"Emma não compliques. Eu já disse que não tenho problemas em sustentar-nos aos dois, como se tu fosses fazer uma despesa assim tão grande em minha casa" ele bufa e avança de novo até mim

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!