Os lábios dele mexem-se lentamente por de baixo dos meus. De uma maneira muito calma e ternurenta.

Eu estou a senti-lo como uma pequena criança que apenas precisa de um carinho.


A forma lenta e intensa como ele se beija.

Passa-se alguma coisa.

"O que é que se passa?" sussurro quando nos separamos e volto a deixar um beijo inocente nos seus lábios

"Nada" ele volta a puxar-me para um beijo

"Estás carente hoje" a minha voz soa infantil e ele sorri por segundos

"Na verdade preciso de falar contigo" ele acaricia a minha cara passando uma mexa do meu cabelo para trás da minha orelha

"É raro dizeres isso" tento levantar-me do seu peito

"Não não, fica assim" ele pede puxando-me contra ele e eu mantenho-me deitado

"Força" encorajo-o mas ele desvia o olhar do meu e brinca com o meu cabelo

"Lembras-te de eu te dizer que ia fazer aquela viagem a Las Vegas?" ele continua concentrado no meu cabelo como se o assunto não fosse importante

"Sim lembro" a minha curiosidade começa a espreitar

"Bem, a viagem antecipou-se mais do que eu estava à espera, e amanhã de manhã tenho que estar no aeroporto" ele finalmente olha para mim

Ele está a gozar certo?

Amanhã de manhã?

"Estás a brincar não estás?" a minha voz é mais séria

Ele só pode estar a brincar.

"Não Emma eu-"

"Então se eu não pergunta-se nada, tu também não irias contar?" não o deixo acabar e levanto-me do seu peito sentando-me

"Eu ia contar-te" ele endireita-se aproximando-se de mim

"Ias contar-me Zayn? Quando? De manha antes de ires embora?" soo mais fria do que pretendo

Não percebo qual é a ideia dele sinceramente. Pede-me para dormir aqui com ele quando vai ter uma viagem amanha de manhã.

Por isso é que ele queria vir aqui para casa. Por isso é que ele esteve tão carinhoso este tempo todo e me estava a beijar como se estivesse a pedir desculpas por alguma asneira. Agora percebo.

"Eu também só soube hoje Emma" ele fala

"Mas de certeza que já sabias quando me foste buscar à escola. Foi por isso que insistes-te tanto em vir para tua casa"

"Sim eu sabia mas tu já estavas preocupada não te quis estar a encher a cabeça com este assunto" ele parece preocupado e aproxima-se mais enquanto me mantenho calada

"Mas devias ter-me contado antes de me convenceres a vir para tua casa"


Não é que eu me importe de vir para a sua casa. Eu adoro estar aqui. Mas não sei como é que el vai fazer amanhã, vai acordar de madrugada para apanhar o avião e depois deixar em casa?

"Porque eu sabia que irias começar com as tuas coisas, e já me bastam as próximas duas noites que vou ter de passar sem ti" ele é obvio


"Minhas coisas?" soo ofendida mas ele ri-se pela minha voz ter saído um pouco mais esganiçada

Eu estou a tentar parecer chateada e ele esta a rir-se

"Sim. Ias arranjar maneira de ficares em casa, eu amanhã tenho voo às 10:30, tu entras às 9, por isso eu levo-te" ele faz-se parecer obvio de novo

"Não não levas. Tu de certeza que tens de estar lá duas horas antes do voo ou seja às 8:30, por deixas-me em casa antes de ires e eu vou-"

"Vês, são essas tuas coisas que eu estou a falar" ele corta a minha voz e um sorriso esvoaça no seu rosto

Tu ainda estás chateada Emma. Para de olhar para os olhinhos castanhos dele!

"Eu só estou a ser realista"

"O avião não vi partir sem mim por isso eu até podia aparecer lá 10 minutos antes" ele é convicto e eu reviro os olhos

Faz o que quiseres, por mim até era melhor se perdesses o avião

Merda eu disse isto em voz alta.

"O que é que tu disseste?" um enorme sorriso torto aparece nos seus lábios

Merda, merda, merda

"Nada" espero que ele não tenha ouvido

"Parece que alguém vai ter saudades minhas" o seu sorriso cresce juntamente com o seu ego

Ele ouviu.

"Não eu não vou" tento parecer séria e uma gargalhada deixa a sua garganta e ele inclina-se sobre mim

"Eu sei que sim" deita-se sobre mim

Ele está a tornar isto difícil eu continuo chateada.

"És engraçada quando tentas parecer chateada" ele aproxima a sua cara da minha não desfazendo o seu sorriso torto

"Eu estou chateada" sou breve e ele ri

"Hum hum" o seu nariz roça no meu

"Voltas domingo?" pergunto ainda mantendo a minha cara séria

Para de olhar para ele tu estás chateada


"Volto" ele roça os seus lábios nos meus e eu tento parecer imparcial

Na verdade sim eu vou ter saudades dele, e esta ideia de ele ir para Las Vegas fazer seja lá o que for, não me agrada nem um bocadinho. Não quero que isto soe egoísta, mas tenho tanto receio desta viagem.

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!