Arrumo as caixas de baixo da minha cama e volto a colocar-me em pé.

Arregaço mais uma vez as minhas mangas e olho em volta.

"Já está quase" falo comigo própria contornando a cama e agarro nos lençóis lavados em cima da minha secretária

A Marihana faz tanta falta nesta casa.

Mas também compreendo que ela queira ficar com a sua irmão por mais algum tempo, têm todo o direito disso.

Agarro no primeiro lençol branco colocando-o sobre a cama e começo ao trabalho.

Durante esta ultima semana tenho dormido no quarto do meu irmão.

Sempre que entrava neste quarto ou no quarto de hospedes o cheiro dele sobrepunha-se às minhas forças e era insuportável a forma como a àgua pesava nos meus olhos.

Por isso desfiz as camas, abri as janelas, coloquei tudo a lavar, e hoje tirei o dia para arrumar o meu quarto de uma ponta à outra.

Prometi-me a mim mesma que amanhã finalmente vou voltar à faculdade por isso quero recomeçar com boas energias? parece meio estranho mas acho que lhe vou chamar assim.

Ajeito as leggins nas minhas pernas e pucho a sweet do meu irmão que tenho vestida para baixo quando acabo de fazer a cama.

"Okay, agora é só arrumar o meu roupeiro e a casa de banho" continuo a fazer a minha lista mental em voz alta

Saltito por entre os cabides e roupa que está no chão e sinto mais cabelo a bater na minha cara do que aquele que está preso.

"Posso?" salto no lugar quando uma cabeça aparece por de trás da porta

"Ai que susto!" levo uma das minhas mãos ao peito e ele ri-se

"Claro que podes entra" continuo na minha missão de chegar roupeiro e vejo o corpo do meu irmão aparecer por completo

"Bem, como é que tu conseguias viver nesta confusão?" ele fala levando ambas as mãos à testa e deixo as minha caírem nas minha ancas

"Isto não estava assim eu sempre fui arrumada" tempo parecer ofendida e ele arregala os olhos de forma divertida

"Arrumada? Imagina como seria se fosses desarrumada!" ele brinca e eu faço uma almofada voar até a sua cabeça

"Okay eu rendo-me!" ele levanta os braços e não consigo evitar uma gargalhada que foge por entre os meus lábios

"O que vieste fazer ao meu território?" agarro em varias peças no chão e começo a procurar cabides

"Vinha ver o que estavas aqui à horas a fazer" ele encosta-se à minha secretária

"Estou a arrumar, amanhã quero voltar à faculdade e quero ter as coisas minimamente organizadas" respondo colocando alguns casacos em cabides

"Muito bem, depois podes atravessar o corredor que mesmo à frente encontras o meu quarto, podes abrir e começar a arrumar lá" ela goza e eu encaro-o

"Sem a Marihana cá imagino como o teu quarto não deve estar!" contraponho

O meu irmão transmite-me tanta calma e felicidade.

"Por falar em arrumações o Harry veio cá a pouco buscar o resto das coisas" sinto-o a fazer uma festa interiormente

O Harry foi-se embora logo no inicio da semana. Têm vindo cá buscar as suas coisas pouco a pouco, mas também não o quero apressar a nada visto que o meu pai o expulsou daqui em meras horas.

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!