8º Capitulo

23.2K 1.6K 86

Continuava abraçada ao Zayn a chorar o que pareceram eternidades. E ele... ele simplesmente conseguiu surpreender-me. Não nos afastou e esperou que fosse eu a faze-lo quando me sentisse mas calma e preparada para lhe contar o porquê de estar assim.

Lentamente começei a acalmar-me e afastei-me do Zayn. Encostei a minha cabeça para trás na minha cama e dei um suspiro olhando para cima na esperança que as minhas lágrimas parassem. Voltei a direcionar a minha visão para o rapaz a minha frente e este olhava-me em silêncio. Eu levei as mãos as bochechas limpando as lágrimas que ainda estavam molhadas e voltei a respirar fundo afastando o cabelo da minha cara.

Olhei para um ponto imaginário no meu quarto e começei a tentar falar não encarando o Zayn.


"Emma o que é que se passou?" a sua voz rouca suou num sussurro. Eu olhei-o encarando e os seus olhos castanhos olhavam os meus, que agora deviam estar vermelhos, e sem cor.

"Foi o Niall..." eu disse mas tive de fazer uma pausa ao qual ele não me interrompeu. "Ele teve um acidente..." engoli  em seco tentando não voltar a chorar e tirando o meu olhar dos olhos do Zayn. "ele está agora mesmo a ser operado e..." eu tentei falar mas não consegui. Levei a minha mão a cara tentando parar o choro mas era quase impossível. "eu tenho que ir para lá agora" eu disse levantando rapidamente. Eu não podia perder mais tempo. Mas o Zayn agarrou-me o braço fazendo-me parar.

"Emma tu não podes ir para lá assim, descansa um bocado e depois vais."

"Zayn..." eu disse tentando soltar o meu braço deste mas este não o largou. "Por favor..." eu implorei olhando-o nos olhos e este começou a soltar-me.

"Eu levo-te." Ele disse e eu assenti. Mesmo que eu não quisesse eu não ia discutir com ele agora.

Peguei na minha mala e num casaco e começei a dirigir-me a rua. Desci as escadas e quando passamos pela sala vi o Zayn a pegar nas chaves e no seu casaco e dirigimo-nos os dois para o carro. Entramos sentando-nos em silencio quando ele começou a conduzir.

"Ele está em que hospital?" o Zayn perguntou. 

"Vou ligar ao pai do Niall a perguntar." Com tanta confusão, nem consegui ouvir o Bobby a dizer o nome do hospital. Agarrei no telemóvel chamado o numero deste que atendeu ao segundo toque.

"Estou Emma?" a voz dele suou baixa.

"Sr. Horan. Ha... desculpe ter desligado abocado..." eu disse evitando a todo o custo não chorar. O pai dele precisava de tudo menos isso.

"Não te preocupes querida, está tudo bem?"

"Sim está. Mas acabou por não me dizer onde estavam?" disse quase tão baixo e rouco que podia jurar que ele não me ouviu.

"Estamos na clinica médica de Bradford" a final ele tinha ouvido. E a sua voz era tão ou mais baixa, que a minha.

"Obrigado. Já há novidades?" o meu coração ansiava pela resposta. 

"Estamos á espera" 

"Ok, até já" disse quando ele derrubou com as minhas espectativas.

"até já querida." Ele falou e desligou a chamada 

"Estão na clinica médica" disse ao Zayn e este apenas assentiu. 


Encostei a minha cabeça ao vidro enquanto esperava que a viajem chegasse ao fim. O nó no meu coração apertava a cada segundo. Milhares de momentos de mim e do Niall passaram pela minha mente. O Niall era tudo para mim. Ele tinha sido o meu primeiro namorado, aquele com quem fiz todo pela primeira vez. E além de tudo era o meu melhor amigo. Aquele que me apoiava em todos os momentos, que nunca me deixou. Aquele que eu estava a deixar ir.

"Já chegamos." A voz do Zayn suou e ai eu apercebi-me que tinha estado 'adormecida' no meus pensamentos e que nem dera pelo carro parar. Desapertei rapidamente o cinto e antes de sair olhei para o Zayn e falei.

"Obrigado por me teres trazido"

"É o meu trabalho." Ele disse frio. De tudo o que ele podia ter dito agora esta foi a pior coisa. É obvio que ele só faz tudo por trabalho, a sua preocupação e o abraço que me deu foi só por trabalho. Porque não lhe convinha que a filha do patrão morresse de asma. Mas também estavas a espera de quê Emma? Que ele agora te disse "não custou nada, e vai correr tudo bem", sim Emma, a tua ingenuidade até a mim meteu piada.

Não lhe respondi. Apenas assenti pegando no meu casaco e mala e sai do carro fechando a porta.

Começei a andar mas rapidamente senti passos atrás de mim, virei-me e dei com o Zayn a seguir-me. O quê, veio cobrar-me o preço da viajem? 

"O que é que foi agora?" eu disse fria. O mais que consegui na altura.

"O que é que foi agora o quê?" 

"O que é que foi agora? Porque é que estás a vir atrás de mim?" eu disse como se fosse obvio.

"Porque vamos ao hospital" ele disse ainda fazendo-se mais obvio que eu. 

"Vamos ao hospital?" eu  disse irónica. " Não precisas de vir comigo, isso já não faz parte do teu trabalho" Disse atirando-lhe a cara. O trabalho dele era servir o meu pai nos negócios. Fazer de meu motorista. E proteger-me quando o meu pai tinha reuniões importantes que pudessem dar para o torto, ou em jantares de negócios que eu tivesse de acompanhar o meu pai. De resto não.

Ele deu um suspiro fazendo um sorriso irónico desviando os nossos olhares.

"Eu sei. Mas eu quero ir contigo á mesma." Ele disse mais sério fitando o meu olhar.

-------------------------------------------------

EYYYYY <3 aqui esta mais um capitulo <3  vá se lá compreender o Zayn... Digam-me o que acham, comentem, votem e um grande beeijinho para todas são muito importantes <3


Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!