Ambos saímos do carro eu apenas agarrei no me telemóvel e na mihna carteira colocando ambos no bolso do casaco e de forma calma limitei-me a segui-lo enquanto ele andava até a geladaria.

O Zayn abriu-me a porta para que eu entrasse e um pequeno flashback, daquele acontecimento surgiu-me na cabeça quando me lembrei da vez em que o Zayn insistiu para que eu almoça-se com ele, e da forma como ele me tinha aberto a porta do estabelecimento como agora.

Já era a segunda vez que vínhamos almoçar/lanchar os dois.

"O que é que vais crer?" a voz rouca do Zayn suou perto do meu ouvido por estar muita gente naquele pequeno espaço, fazendo-me acordar de todos os meus pensamentos.

"Não sei, o que é que tu vais pedir?" eu perguntei de volta vendo o Zayn a olhar para o balcão onde havia uma enorme variedade de gelados.

"Vou pedir de morango, e chocolate" ele disse virando a sua atenção para mim " e tu?" a sua voz perguntou enquanto eu tentava ver o que escolher.

"Pode ser caramelo, e... baunilha" eu disse depois de algum tempo

"Okay, então vai te sentando que eu-" ele interrompeu-se a si próprio "Fica antes aqui que depois vamos comer lá para fora" ele disse e eu apenas assenti enquanto o vi-a a passar por todas aquelas pessoas enquanto se tentava colocar na fila.

Nunca pensei que estivesse assim tanta gente visto que ainda por cima é um dia de semana. Mas compreende-se, este sitio é realmente bonito.

É uma pequena geladaria, as suas paredes são de tons de azul claro, tornado este sitio calmo e com vida, tem algumas mesas não mais de cinco, em tons de cinza enquanto as cadeiras variam entre as duas cores anteriores.

O Zayn parece conhecer muito bem esta zona, ainda no outro dia ele me levou a almoçar naquele café muito bonito, e agora ele trouxe-me a esta geladaria a qual aposto que ele deve vir cá muitas vezes.

"tu trazes sempre as tuas amigas a almoçar aqui"  A frase que o Stefan disse quando me atacou a mim e ao Zayn á porta do restaurante fez-se ouvir na minha cabeça.

O Zayn já me disse varias que só me pode dar diversão. Que eu sou só uma brincadeira. E eu tenho a perfeita noção disso.

Mas pensar nisso doí-me mais do que deveria doer. É uma sensação estranhamente má imagina-lo a trazer aqui mais raparigas. Não sei porque mas sempre que penso nos meus sentimentos, estes fazem-me parecer que estou a mergulhar em território desconhecido. É difícil, muito difícil descrever a sensação estranha que sinto com tudo isto.

Olho para o Zayn e vejo-o no meio das pessoas a falar com o rapaz que o está a atender no balcão. E apenas consigo ver o que penso ser o verdadeiro Zayn. Não consigo ver aquele que discute comigo, grita, e é capaz de me dizer tudo para me magoar no momento.

Apenas vejo aquele que eu quero acreditar que é o verdadeiro. Aquele que esta comigo agora.

Minutos depois vejo finalmente o Zayn dirigir-se a mim e dou-lhe um sorriso fraco assim que o vejo atrapalhado com ambos gelados nas mãos.

"Toma" ele disse entregando-me taça azul clara que logo acho ser demasiado pequena para tanto gelado, fazendo-o começar a cair e derreter quase de imediato, onde em cima tinha também uma pequena colher cor-de-rosa.

Agarro-a com ambas as mãos e murmuro um obrigada ouvindo a voz do Zayn logo a seguir.

"Vamos lá para fora" ele disse avançando até à porta e eu voltei a limitar-me a seguir.

Ele abriu a porta de novo para que eu passa-se e depois saiu atrás de mim. Fiquei quieta durante segundos até ele fechar a porta por completo mas assim que me apercebi que ele não se iria sentar na esplanada, comecei a caminhar ao seu lado.

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!