"Lar doce lar" o Niall disse assim que entrou em casa apoiado pelo pai que o ajudava a andar, eu e Kate íamos atrás destes e por fim Maura vinha atrás de nós atarefada em fechar a porta e conseguir agarrar no saco de medicamentos e nas folhas medicas que trazia.

 Há. E o Zayn estava lá fora no carro. Eu disse que ia demorar, mas pela primeira vez na vida ele disse que tinha tempo e que estava a espera.

Mas continuando, tínhamos acabado de chegar do hospital, o Niall pelos vistos já se sentia melhor apesar de estar com o braço ao peito, por ter levado pontos no braço porque, devido ao choque com o vidro da porta do carro tinha feito um corte profundo, ele tinha também um grande corte na testa, que só não se agravou devido ao airbag, e tinha um cicatriz na zona do peito do lado esquerdo por ter sido operado, operação esta que só correu bem devido aos pulmões do Niall, não serem pulmões de um fumador. Quer dizer. Pelo menos agora, ele tinha deixado de fumar a algum tempo.

"Bem eu vou ter que ir andando, mas mais logo eu ligo-te Niall" a Kate falou quando já estávamos todos na sala.

"Ai sim já vais embora?" Niall perguntou e esta assentiu "E tu Emma ficas?" ele perguntou desta vez olhando para mim. A sua voz saia tão rouca que era quase irreconhecível, e o esforço que ele fazia para falar era notório.

"Se quiseres ir descansar eu posso ir, se não eu gostava de conversar um pouco contigo" eu disse e um pequeno sorriso cresceu nos seus lábios

"Sim Emma fica" ele disse e eu retribui o sorriso. Foi um sorriso fraco, mas foi um sorriso.

"Então anda que eu levo-te lá para cima e ela fica lá a fazer-te companhia" o Bobby falou ainda segurando no braço do Niall pelos ombros.

Todos nos despedimos da Kate, e o Bobby ajudou o filho a subir a escadas para o seu quarto enquanto eu passei pela cozinha para saber se Maura precisava de ajuda em alguma coisa, mas esta negou e disse que já ia lá a cima levar um chá ao filho.

Caminhei até ao quarto do Niall e bati a porta.

"Entra Emma" ele disse do outro lado. Respirei fundo e preparei-me para rodar a maçaneta. Esta ia ser uma longa conversa.

"Já estás melhor?" Perguntei assim que abri a porta e a fechei atrás de mim. Ele estava deitado em cima da cama mas assim que me viu sentou-se.

"Sim já estou melhor"" ele disse com um sorriso olhando para mim. Tentei retribuir o sorriso e caminhei até a cama dele e sentei-me no fim desta. "muito melhor do que naquela cama de hospital" ele voltou a falar e eu demorei alguns segundos a responder.

"Só foste lá parar porque quiseste" eu sussurrei baixo. Mas não tão baixo para que ele não ouvisse, enquanto olhava para as minhas mãos sem coragem para o encarrar.

"Porquê é que dizes isso Emma?" ele perguntou e eu virei os meus olhos para ele. E tudo o que restava do azul dos seus olhos azuis olhava para mim com uma expressão confusa na cara.

Ele não vai admitir o que fez.

"Porquê?" eu começei "Porquê pergunto eu Niall." Eu disse e a sua expressão de confusão aumentou ainda mais, juntando-se a esta, acho que nervosismo. Sim ele estava a começar a ficar nervoso pela maneira com que eu estava a falar com ele.

"Não percebo o que estás a dizer" ele disse endireitando-se mais na cama, mas assim que se esforçou os seus olhos fecharam. Ele devia estar com dores. E começo a achar que esta não é nem de longe a melhor altura para termos esta conversa.

"Niall não te faças de desentendido" eu disse em frustração abanado a minha cabeça negativamente. Eu estava a tentar manter-me calma. Mas um aperto no coração já que começava a formar dentro de mim.

"Emma..." eu começou mas interrompeu-se a si próprio "Emma do que é que estas a falar?" ele perguntou passando a mão pela testa, um ato que faz quando está nervoso, ele já entendeu que eu sei o que ele fez, e agora o azul dos seus olhos começaram a perder o brilho. Ele sabe tão bem como eu como vai acabar esta conversa.

Mas porque é que ele não confessa de uma vez?!

"Do que é que eu estou a falar Niall?!" Eu disse levantando-me da cama e dando um sorriso irónico enquanto passava a mão pelo meu cabelo. "Estou a falar da merda das corridas Niall!" eu disse elevando o meu tom de voz.

"eu não-" ele ia começar mas eu interrompi-o. Com é que ele ainda ia negar?
 
"Não vale apena negares Niall! Eu tenho quase a certesa que este acidente só aconteceu porque tu voltas-te, tu voltas a merda das corridas. Porquê Niall? É pelo dinheiro? Eu sei que não é. Porque é que tu fazes isto? Explica-me de uma vez" eu disse olhando para ele enquanto este não era capaz de me encarar. A sua expressão começou a ficar cada vez mais vazia. E ele simplesmente não me respondia.

"Não me vais responder? Niall tu podias ter morrido graças a isso, ou alguém podia ter saído morto, tu achas isso normal?! Tu sabes muito bem que foi por causa destas corridas que nós acabamos Niall! Tu sabes muito bem disso, e tu prometeste-me que não ias voltar, tu pediste-me para confiar em ti." Eu disse olhando para este. Os meus olhos já deveriam começar a ficar vermelhos, e o aperto na minha garganta estava a tornar-se cada vez maior a cada segundo que passava.

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!