Sinto um toque leve e quente sobre a minha testa mas não quero abrir os olhos.

A minha cabeça lateja assim recupero os sentidos mas sinto os meus olhos demasiado dormentes para os abrir.

O meu corpo está quente enrrolado sobre os lençóis e consigo sentir de novo um toque calmo na minha pele.

Uma respiração pesada é soltada pela pessoa a minha frente e eu luto contra mim própria para abrir os olhos.

Sinto os arder de maneira quase doloroso e tenho que piscar várias vezes para conseguir focar a minha visão.

"Bom dia" oiço a voz rouca que eu tão bem conheço soa e encaro imediatamente ambas perolas castanhas que me encaram

"Dormiste bem?" ele pergunta e eu concentro-me nele

O seu cabelo já se encontra perfeitamente levantado. Uma camisola e um casaco desportivos estão colocados em cima do seu corpo e ele parece já ter acordado à horas.

"Hum hum" murmuro uma espécie de sim e ele sorri

Tento retribuir o gesto enquanto vejo os olhos dele brilharem na minha direção mas algo me faz parar.

Olho em volta vendo as paredes de madeira e a mobília moderna reconhecendo o sitio para onde o Harry e o Zayn me trouxeram ontem.

Nada disto foi um pesadelo.

"Com fome?" ele afasta o cabelo da minha testa e eu volto a depositar a minha atenção nele

"Não muita" a minha voz sair rouca e sinto a minha garganta arranhada

"Porque é que já estás vestido?" falo quando o vejo abrir a boca

"Porque vou ter que ir buscar o teu pai ao aeroporto" ele é breve e sinto um chuto no meu coração

Não quero que ele vá.

"Que horas são?" pergunto apertando mais os cobertores contra mim e ele afasta a mão do meu cabelo para retirar o seu telemóvel do bolso

"Faltam 10 minutos para as 14:00" ele volta a guardar o seu telemóvel

Eu dormi assim tanto?

"Porque é que não me acordas-te mais cedo?" tento clarear a minha voz

"Porque sei que não conseguiste dormir nada a noite toda" ele é breve e volta a passar as mãos no meu cabelo

Pensava que ele não tinha notado.

"Desculpa" murmuro. Provavelmente não devo ter deixado dormir nada de jeito.

"Não tens que me pedir desculpa" ele acaricia a minha bochecha e eu fecho os olhos

"A que horas acordas-te?" pergunto sem abrir os olhos

"As 10:00 eu acho" sinto mexer-se e abro os olhos para o ver sentar-se completamente no chão

A visão é agradável e quase sorrio ao ver o Zayn de pernas à chinês sentado no chão.

"O que estives-te a fazer até agora?" encaro-o e ele sorri

"Do que é que te estás a rir?" volto a perguntar quando ele não me responde

"Nunca percas esse lado curioso e perspicaz de ti" ele sorri

Ele apenas está a gozar comigo por eu fazer tantas perguntas, mas eu tenho que as fazer.

"Fui buscar o teu irmão ao hospital" sinto um murro no meu estomago

"O quê?" levanto as minhas costas imediatamente do colchão e sinto a minha cabeça latejar fortemente

"O Dave anda à nossa procura, ninguém te viu a vir para?" a minha voz saiu automaticamente e algum pânico preenche-me

"E onde é que está o meu irmão? Tu trouxeste-o para aqui?" volto a falar quando o Zayn abre a boca mas os seus olhos continuam igualmente calmos

"Têm calma Emm" fico ainda mais stressada

"Eu sai daqui pela garagem, entrei e sai do hospital pelo parque de estacionamento e troquei de carro 2 vezes, ninguém me viu" a sua explicação faz o meu coração abrandar

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!