(Leiam a nota de autora no fim por favor, obrigada e espero que gostem <3)

"Zayn..." a minha voz saiu fraca desesperada enquanto eu tinha os meus olhos fechados com muita força. Um nó na minha garganta gigante, os meus olhos a desistirem de suportar o peso da água e um grande aperto no meu coração.

Eu só queria o Zayn só queria que ele me tirasse daqui. Que ele me abraça-se e que disse-se que estava tudo bem, e que já tinha passado. Eu queria-o a ele.

No segundo a seguir os meus olhos foram abertos quase por vontade própria assim que senti o corpo do Stefan a afastar-se de mim. O meu corpo respirou em alivio mas esse momento acabou assim que vi o cenário seguinte.

O homem que antes estava a prender o Zayn encontrava-se agora deitado no chão enquanto tentava abrir os olhos e eu conseguia ver sangue vir da sua cabeça, talvez pelo tombo que ele tenha dado no chão. Também o Stefan se encontrava agora no chão mas este estava a ser soqueado pelo Zayn que parecia até agora não ter qualquer tipo de ferimento.

O Zayn dava pontapés ao Stefan tão fortemente que este via-se obrigado contorcer-se no chão. Eu queria ser capaz de olhar para eles, eu queria ser capaz de olhar para o Stefan e ficar contente por vê-lo a cuspir sangue enquanto o Zayn não parava com os murros e os pontapés, mas eu não era capaz o Zayn estava a bater-lhe com tanta força que ele iria acabar por deixar o rapaz inconsciente. Eu queria ir lá e dizer ao Zayn para parar, porque daquela forma ele iria acabar por mata-lo, mas eu não era capaz. Aquele rapaz que estava a bater ao Stefan não era o Zayn que eu conhecia, o rapaz que estava a bater ao Stefan estava cego, ele não via nada a não ser o corpo esmurrado no chão, ele não via nada a não ser raiva, e esse não é o meu Zayn.

Ele não parava, ele não deixava nem que o Stefan se levanta-se, ele dava-lhe pontapés, murros, ele parecia não ver mais nada à frente a não ser aquele corpo esmorrado no chão.

"Zayn-" o meu cérbero acordou assim que ouvi a voz do Stefan gemer o nome do Zayn enquanto tossia e cuspia sangue implorando para que ele para-se.

Por mais que eu não gostasse do Stefan, por mais que eu sentisse nojo dele eu não podia deixar que o Zayn o mata-se. Não pelo Stefan mas pelo Zayn, eu tinha que fazer aquilo pelo Zayn, ele não pode sair prejudicado de novo por me salvar.       

"Zayn para" eu disse assim que cheguei perto dele e quando dei por mim as minhas mãos já estavam nos seus ombros a fazer foça para que ele se afasta-se, mas ele parecia estar surdo, e cego de raiva. Ele ignorou completamente o que eu disse e continuou.

"Zayn por favor para!" eu pedi de novo mas as minhas investidas para o chegar para trás eram completamente em vão. "Zayn tu vais mata-lo se continuares!" eu disse quase a gritar para que ele me ouvisse mas ele não parou

"É isso que este cabrão merece" o Zayn sussurrou entre dentes e eu não o conseguia reconhecer, aquele não pode ser o Zayn.

De repente senti uma pessoa atrás de mim a puxar o Zayn, e assim que olhei em volta vi que já várias pessoas estavam ali a formar confusão enquanto tentavam socorrer o rapaz no chão.

"Larguem-me!" o Zayn gritou assim que vários homens se chegaram ao pé dele para o afastar.

Cerca de 3 ou 4 pessoas chegaram-se perto do Stefan incluído o segurança dele ajudando-o a levantar. O rapaz gemia de dor a cada movimento que fazia e tinha pelo menos um ferimento em cada zona do corpo.

Ouvi várias pessoas a pedirem umas para as outras para que chamassem uma ambulância, mas o Stefan negou tudo. Ele mandou toda a gente se afastar como se manda-se no mundo e como se fosse invencível e ainda teve a lata de olhar uma ultima vez para o Zayn.

"Podes vir Malik" o Stefan disse dando um sorriso e esticando os braços em volta de si.
Agora sim também me apetecia acabar com o Stefan como é que ele consegue ser tão repugnante, tão nojento e tão desumano ao mesmo tempo.  

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!