Olaaaaaaaaa amores, antes de começarem a ler o próximo capitulo queria apenas explicar-vos que como já se devem ter apercebido, ele vai estar dividido em duas partes porque só depois de eu o escrever todo reparei no tamanho dele, por isso vou publicar a primeira parte agora e a segunda depois. Boa leitura e até já.


------------------------------------------------------------------------------------


"Eu-" a minha voz para sem que eu tenha controlo nela e eu desisto de qualquer esforço que o meu corpo esteja a fazer

"Eu quero tanto odiar-te Zayn" baixo a cabeça e deixo os meus punhos baterem no seu peito

Consigo ouvi-lo soltar uma respiração pesada.

Eu não consigo.

Mesmo depois de tudo eu quero odia-lo mas eu não consigo.

"Não digas isso Emma" ele puxa de novo o meu queixo para cima e sinto-me perder tudo quando o encaro

O seu toque quente na minha cara molhada faz-me estremecer e todo o calor do seu corpo no meu faz-me sentir detestavelmente confortável.

"Nunca mais digas isso" ele murmura e vejo-o fechar os olhos

As suas pestanas juntam-se numa linha e consigo ver a linha de agua que elas formam por estarem molhadas.

Ele esteve a chorar.

Eu nunca o tinha visto chorar.

"Eu amo-te Em-" perco todas as forças

"Para Zayn" solto-me do seu aperto mas ele agarra firmemente o meu braço quando me tento afastar dele

"Para com isto! Tu nunca gostas-te de mim! Desde inicio tu nunca gostas-te de mim, sempre escondes-te tudo debaixo da merda desse mundo que criaste a tua volta e como eu fui estupida se alguma vez pensei que podia fazer parte dele" sinto lagrimas caírem pelas minhas bochechas e a minha garganta aperta-se num nó sufocante

"Mas tu fazes parte dele Emma! És a única coisa que faz-" ele puxa-me para perto dele mas eu tapo os ouvidos desesperadamente

"Para. Para. Para" tento soltar-me do seu toque mas ele agarra em ambos os meus braços

"Emma ouve-me por favor" ele implora e os meus soluços tornam-se ensurdecedores à nossa volta

"Eu ouvi Zayn. Eu ouvi o que tu disseste ao Stefan" a minha voz sai tão baixa e fraca que sinto que todas as minhas forças se foram com ela

"Eu entendo que te queiras vingar de quem matou o teu pai eu juro que entendo, mas já chega Zayn" deixo de fazer força em qualquer musculo que me esteja a prender a ele e encaro os seus olhos castanhos

"Não Emma. Não chega" ele aproxima o seu corpo do meu e eu não tenho forças para o impedir

"Larga-me-" peço

Apenas peço mas ele não o faz.

"Acredita em mim e ouve o que eu tenho para te dizer" ele murmura junto de mim e consigo sentir a sua respiração na minha testa

Eu quero tanto acreditar nele.

"Tu prometes-te Emma" sinto um tiro no meu coração

"Promete-me que quando isto tudo acabar vais ouvir a história da minha boca"

"Quero que me prometas que me vais deixar ser eu a explicar-te tudo quando isto chegar ao fim"


Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!