O som de passos nas escada fazem parecer o tic tac de um relógio na minha cabeça e assim que tomo consciência do meu corpo sinto uma pontada aguda em toda a minha lateral direita.

Tento abrir os olhos sem ter que encarar a claridade drástica da luz que entra pela janela do meu quarto e toda a minha dor sentida no momento anterior se desfaz assim que os meus olhos encaram o rosto do Zayn.

Ele continua a dormir na sua pose angelical. Os seus olhos fechados fazendo as suas longas pestanas baterem no topo das suas bochechas, os seus lábios fechados numa linha meiga e o seu cabelo deitado sobre a almofada.

Tenho o braço do Zayn na minha cintura agarrando firmemente as minhas costas para que o meu corpo fique contra o seu peito e ambas as nossas pernas estão enroladas numa confusão.

Respiro fundo ao olhar para ele e o meu estômago estremece. Ele é tão perfeito que às vezes pergunto-me se ele não passará apenas de uma mera alucinação. Não à um traço nele ou algum único pormenor que eu não goste.

Tento fazer a minha mão escapulir pela confusão que são os nossos corpos e sinto os meus pelos arrepiarem-se assim que o contacto com o frio atinge a minha pele.

Os meus olhos estão fixados no corpo à minha frente e o meu instinto é tocar-lhe. Toco levemente no seu cabelo e afasto algum da sua testa.

Os meus dedos descem pela sua testa até á sua bochecha e passo os meus dedos pela sua barba meio desfeita.

Vou ter que lhe contar assim que ele acordar

O meu estômago contorce-se.

Desço os meus dedos até aos seus lábios e passo o meu polegar pelo seu lábio inferior.

Como é que lhe vou dizer que o Harry está cá em casa? 

Uma suspiração pesada sai da minha garganta e encosto a minha testa levemente a dele.

Eu não quero estragar tudo outra vez.

"Que se passa?" a voz dele murmura do fim das profundezas e o meu coração aperta

"Bom dia" afasto-me ligeiros milímetros para encarar o avelã dos seus olhos e tento sorrir 

"Bom dia" ele retribui e deixa um leve beijo nos meus lábios

"Continua" ele ronrona e não consigo evitar sorrir

"Estavas acordado" passo as mãos para o seu cabelo voltando a acaricia-lo e ele fecha os olhos de novo 

"Que suspiro foi aquele?" a sua voz é rouca e sinto-me aliviada por ele estar de olhos fechados porque neste momento toda a minha expressão grita confusão

"Nada" sou breve

Merda. Merda. Merda.

"Podia ficar aqui o resto do dia" ele não insiste e aperta-me mais contra si

Deus ele desde que chegou têm sido tão amoroso comigo. Neste dias, nestes ultimas dias ele têm feito um esforço tão grande para tudo correr bem e por mais que eu espere que ele reaja bem, no fundo eu sei que ele não vais gostar da ideia.

Ter aqui o Harry vai mudar tudo. Mas ele é meu amigo, eu não lhe podia dizer que não. É ele não é o Dave. Ele é o Harry, não tem nada haver com o Stefan e os outros inimigos do Zayn, é uma pessoa que eu conheço e confio.

"Ainda tens os meus brincos?" ele abre um dos olhos

"Hum hum" aceno com a cabeça e destapo uma das minhas orelhas

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!