"Marihana" chamo assim que entro na cozinha

"Menina" consigo sentir o tom espantado da pequena mulher

"Sabe se temos pipocas cá em casa?" começo a caminhar até à despensa

"A menina não vai sair com o menino Harry? Ele disse me que iam lanchar" ela limpa as mãos no seu avental

"Não. Decidimos ficar cá por casa" começo a abrir algumas prateleiras

"Ainda bem menina. Sendo assim em preparo-vos um lanche" oiço-a respirar fundo depois da primeira frase 

Não intendo esta¡ implicância com o Harry. 


"A Marihana não gosta muito do Harry pois não?" inclino a minha cabeça e ela desvia os olhos dos meus

"Eu gosto do menino Harry" ela mente e eu inclino a cabeça para o lado contrário

"Apenas não acho que seja rapaz para a Emma" a voz de Marihana soa doce e sincera da

Ela sempre se preocupou comigo. Apesar de nunca se interferir nas minhas amizades e nas minhas relaçõea. Mas na verdade ela nunca apoio a minha relação com o Harry

"Acho que a menina merecia antes um rapaz como o menino Niall por exemplo" ela passa por mim e volto a caminhar atrás dela

"E o que o que acha do Zayn?" pergunto e ela olha diretamente nos meus olhos

"O menino Zayn é diferente" ela volta a recolher o resto das coisas em cima da mesa

"Apesar de no inico vocês brigarem muito o menino Zayn é boa pessoa e preocupasse muito com a menina. Ainda hoje ele ligou para o telefone de casa bastante preocupado porque a menina não atendeu o telemovel" a voz da Marihana faz o meu coração aquecer

"E aliá" ela caminha de novo para a cozinha

"Além daquelas tatuagens todas, e aquele ar sério, o menino Zayn é um jovem como à  poucos, ele têm um grande coração lá¡ bem no fundo. Ele é muito responsavel, sempre foi educado comigo, é uma pessoa em quem a menina sabe que pode confiar e eu sei que o menino gosta muito de si" a sua voz fica suspensa no ar


"Menina?" a voz da Marihanna acorda-me dos meu pensamentos

Nós tivemos aquela conversa no dia em que o Zayn voltou da viagem. Estava tudo bem na altura.

"eu sei que o menino gosta muito de si "

O meu subconsciente ri.

"Desculpe"

"As pipocas não estão na gaveta dos talheres menina" a doce senhora ri e eu junto-me a ela quando me apercebo do que estava a fazer

"Segunda porta do armário de cima" ela fala como se fosse um segredo e é impossível não sorrir

"Deixe que eu faço. Vá antes ver o que o menino Harry anda a fazer" o pacote é retirado das minhas mãos e eu assinto com a cabeça que essa será¡ a melhor ideia

Abandono a cozinha e caminho para a  sala.

Os olhos verdes poisam imediatamente em mim e ele sorri de forma instantânea. 

"Preciso que me ajudes a escolher entre dois" ele olha para a televisão

"Eu confio no teu gosto" aproximo-me do sofá¡ onde ele está

"Não, eu preciso mesmo da tua ajuda" sento-me afundando um dos lados do sofá¡

"Qual preferes? Este?" ele coloca os lábios entre os dedos enquanto pensa 

Ainda não perdeu aquele tique.

"Ou este?" ele vira o olhar na minha direção 

Fire || Z.MLeia esta história GRATUITAMENTE!