Capítulo 49

779 86 4
                                    


Vanessa Aguiar

Acordo sozinha no quarto, mas tenho certeza que não foi assim que eu fui dormir. Me levanto e pego minha toalha e minha bolsinha para ir para o banheiro, preciso de um banho, porque ontem eu apaguei completamente.

Entro no banheiro e logo ligo o chuveiro deixando a água fria cair sobre o meu corpo, preciso pensar sobre o que eu vou fazer, agora eu estou muito mais calma e sei que preciso conversar com calma com o Elfo, a gente tem que se entender, agora, até vejo que me comportei muito mal, mas eu não vou me culpar, ele agiu como se mandasse em mim, e isso me irritou demais.

Suspiro, preciso agir com mais calma, estou ficando irritada e estressada com muito mais facilidade, eu não sou assim.

Termino o meu banho e vou para o quarto e me visto rápido, um short e uma camiseta, está ótimo, por enquanto, eu preciso arrumar alguma ocupação logo, acho que hoje eu já vou começar a pensar nas possibilidades porque realmente não dá para continuar a toa e sem fazer nada.

Primeiro que eu preciso de dinheiro e segundo que quanto mais eu ocupar a cabeça, melhor é pra mim.

Escuto uma batida na porta e sorrio ao ver que o Elfo que a abriu, ele entra e vem em minha direção e me abraça antes de dizer qualquer coisa e me beija suavemente. É quase espantoso o quanto eu estou gostando de estar com ele, o quanto os beijos e abraços dele me acalmam. Talvez eu esteja enlouquecendo um pouco, mas tudo bem.

— Bom dia — Ele me cumprimenta — Nós precisamos conversar sério.

— Bom dia — Respondo me afastando um pouco dele — qual o tópico do assunto?

— Nós precisamos conversar sobre o mesmo assunto de ontem, mas sem brigar, somos adultos Vanessa, é ridículo que a gente fique gritando um com o outro dessa forma quando deveríamos apenas conversar sobre as coisas e nós resolvermos — Ele fala sério e eu suspiro.

Eu sei que ele está certo, não existe motivo para continuar brigando, por isso eu respiro fundo e me preparo para conversar aberta as opções, como eu deveria ter feito ontem e não fiz. Felizmente, ainda tenho tempo para me corrigir.

— Certo, vamos conversar sim — respondo com calma — Você começa falando e eu não vou brigar.

— Ótimo — Ele concorda e me olha com seriedade — eu não mando você, e apesar de achar que as coisas seriam bem mais fáceis se eu mandasse...

— Elfo... — Falo em tom de aviso o interrompendo.

— Você não pode negar isso, sabe que é verdade — Ele acusa e eu reviro os olhos, mas não o interrompo novamente, melhor deixar ele falar tudo o que tem para falar e depois eu falo sobre isso — você é teimosa e tem uma memória muito curta, eu acho legal que você tenha alguém em quem confiar fora daqui, mas você precisa pensar com calma e com um pouco mais de juízo, você realmente acha que é uma boa opção sair de onde eu posso te proteger e correr o risco de cair nas mãos dos seus pais ou pior, nas mãos do Drogo? Entendo que queira falar com ela, mas acha que em um momento de tensão, vale a pena correr tanto risco?

— Eu achei que seria bom conversar com ela, não estava pensando realmente em ir para lá de vez, mas quando você começou a mandar em mim, e eu fiquei muito estressada com você me dando uma ordem daquela fora, e eu concordo com você que temos que resolver no diálogo — Digo me sentindo tranquila — eu não quero voltar para a vida na casa do meus pais, só achei que era uma boa ideia ir até lá falar com ela.

— Ainda não é o momento, a gente não sabe se ela é como os seus pais, se eles vão estar lá — ele respira fundo vindo na minha direção e segura no meu rosto, me fazendo olhar para ele — Eu disse que te protegeria e é isso que eu vou fazer, mesmo que eu tenha que proteger você de você mesma, e de suas próprias escolhas imprudentes.

— Eu odiei você falando como se mandasse em mim, mas agora eu entendo, mas Elfo, eu não vou passar a minha vida dentro do morro, então a gente precisa dar um jeito nisso logo — Falo séria e ele assente.

— Não se preocupe, eu vou dar um jeito de resolver tudo isso, só preciso que você coopere mais — Ele fala envolvendo a minha cintura com as mãos.

— Eu vou fazer o possível — Respondo com um sorriso pequeno e divertido.

— Não Vanessa, você tem que fazer mais do que isso — Ele responde revirando os olhos e eu rio baixo.

Ele me beija, me puxando para perto dele e eu retribuo enquanto passo os braços em torno do pescoço dele. Foi bom começar o dia assim, uma conversa como adulta e agora estar envolvida nos braços dele, beijando ele.

E o Elfo sabe como dar um bom beijo.

Sua mão desliza para dentro da minha blusa enquanto ele me puxa para mais perto dele, nossas bocas se encaixam perfeitamente enquanto sua língua brinca com a minha. Meu corpo inteiro está arrepiado, e implorando por um pouco do calor dele.

Ele se afasta milimetricamente quando o ar falta, ainda sinto seu hálito quente contra a minha pele e eu mal recupero o fôlego, sua boca já ataca novamente e eu cedo. É quase como se eu estivesse com sede e só ele pudesse satisfazer essa necessidade, ele me faz querer mais e desejar mais. Ele começa a me guiar em direção a cama e eu sorrio no meio do beijo.

Essa está sendo, realmente, uma forma maravilhosa de começar o dia, não me importaria que acontecesse mais vezes.

Ele me deita na cama e fica por cima de mim, me beijando com mais intensidade dessa vez, sua mão começa a subir por dentro da minha blusa fazendo a minha pele se arrepiar, minha respiração está desregulada, mas eu só quero ele.

Até que começa umas batidas na porta, nos assustando e fazendo com que a gente se afaste um pouco.

— Abram essa porta, o assunto é sério — Escutamos a voz da Manuela e eu fico confusa — Sério, depois vocês se comem.

— Vai lá — Eu falo baixinho para o Elfo que acena.

Ele se levanta e eu me sento na cama com as pernas cruzadas, e ele vai até a porta antes que a Manu definitivamente derrube ela.

— O que foi? Aconteceu algo para você estar nessa pressa ? — o Elfo pergunta um pouco entediado.

— Aconteceu... — Ela responde passando por ele — ...os pais da Vanessa fizeram a denúncia, está em todos os jornais, precisamos resolver isso agora!


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Insta: thainarro

Anatomia do Caos - MorroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora