Jantámos cedo em casa e depois disso eu e o meu roomie entrámos no carro, indo em direção ao local onde ele me ia levar. Pus a venda nos meus olhos e esperei uns trinta minutos até o carro parar, enquanto falava com o meu meio irmão.

Assim que ele parou, consegui ouvir uns barulhos de fora do carro, pareciam gritos misturados com gargalhadas e música.

-Chegámos.-Ele anunciou e ao contrário do que tinha feito no dia anterior, tirou-me logo a venda.

Estávamos virados para umas árvores, num parque de estacionamento cheio de carros e eu não conseguia ver nada para além da escuridão.

-Sempre quis vir aqui.-Ironizei com cara de poucos amigos.

-Não reclames e vê primeiro onde estás.-Ele pediu, tirando o seu cinto.

Fiz o mesmo e ambos saímos do carro.

Olhei à minha volta e ao fundo do parque reparei num clarão de luzes. Também vi uma estrutura enorme que girava. Nas suas suas pontas tinha assentos que estavam ocupados por pessoas que gritavam de adrenalina e de medo. Vi uma roda gigante que também tinha pessoas a andar, assim como uma montanha-russa. Vi uma série de diversões e um sorriso apareceu na minha cara.

-Diz que me que também há farturas.-Pedi ao meu melhor amigo.

-E churros, recheados ou não.-Ele completou e começámos a andar pelo parque.-Bem vinda a este novo parque de diversões.

-Eu quero um com chocolate!-Exclamei. Ele riu e pôs um braço à volta do meu ombro.-Da última vez que puseste um braço à volta do meu ombro foi porque eu estava tonta. Estás a por agora porquê?

Não que me estejas a incomodar, de todo.

-Porque sei que gostas.-Ele sorriu.

Olhei para ele e ergui a sobrancelha e ele apenas me mandou o sorriso mais aberto do mundo de.volta. Abanei negativamente com a cabeça mas não disse nada, limitando-me a colocar o meu braço à volta da sua cintura.

Continuámos a andar até chegarmos à entrada da feira onde várias pessoas também lá chegavam.

-Onde queres andar primeiro?-Questionei sorrindo para ele.

-Tu é que escolhes.-Ele disse sorrindo de volta.

-Montanha-russa!-Exclamei e comecei a dirigi-me para lá, assim como o Ash pois ele estava com o braço à volta do meu ombro.

-A sério? Queres andar naquilo?-Ele questionou receoso e apontou para a atração.

-Tens medo?!-Perguntei surpreendida.

-Não.-Ele apressou-se a responder.-Só fiquei surpreendido por seres tão radical.

-Se achas que aquilo é radical então não sabes nada sobre montanhas-russas. Também não te censuro, estás cheio de medo.-Reparei.

-Não, não estou!-Ele ripostou.

-Então consegues andar sem gritares.-Eu deduzi.

-Estou a andar agora e não estou a gritar.-Ele reparou, olhando para os seus pés.

-Quando estiveres a andar na montanha-russa.-Eu esclareci com uma poker face.

-Eu não sou uma menina, consigo não gritar na boa.-Ele garantiu.

-Veremos, Irwie.-Eu disse e aproximamo-nos da atração.

-Chamaste-me Irwie?-Ele perguntou sorrindo de lado.

-É a tua alcunha.-Sorri também e, como não havia fila para entrar, eu e ele entrámos na montanha-russa.

-Aqui vamos nós.-Ele declarou.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!