-Já tinha saudades disto!-Confessou a Amy enquanto nos sentávamos numas das mesas do Starbucks, na tarde a seguir à nossa chegada a Nova Iorque.

-Eu também.-Disse enquanto pousava os tabuleiros na mesa e me sentava ao lado do Liam. A minha melhor amiga sentou-se à minha frente, ao lado do meu meio irmão.

-Desculpa lá, Ash, mas é muito estranho estar à tua beira.-Comentou o rapaz ao meu lado.

-Porquê?

-Porque tu és tipo o nosso pior inimigo, percebes?-Explicou a Amy dando o primeiro gole no seu café a escaldar sem se lembrar do quão quente aquilo estava.-Já devia saber que isto está a ferver, porra! Agora queimei a língua, outra vez!

Eu ri-me.

-Também era vosso inimigo? Pensava que era só inimigo da Maya.-Disse o rapaz de bandana.

-Sabes como diz o ditado: inimigo do nosso amigo, nosso inimigo é.-Respondeu o Liam.

-Isso não é um ditado.-Lembrei-lhe.

-E não é assim tão linear.-Acrescentou o meu ex-inimigo.-A Maya podia odiar-me e a Amy podia estar caidinha por mim, não é amor?-Ele piscou o olho à rapariga que se encontrava à minha frente.

-Como é que tu o suportas?-Perguntou-me ela revirndo os olhos ao rapaz ao lado dela.

-Tenho de o fazer.-Encolhi os ombros.

-A minha roomie adora-me, é o que é!-Ripostou ele.

-Roomie? Que fofos!-Comentou o Liam com um sorriso parvo na cara.

-Tu és mesmo gay, meu!-Comentei.

-Então isso faz de ti um rapaz? Sabes, é que tu já namoraste comigo...-Ele fez questão de me lembrar.-E tens alguma coisa contra os gays?!

-Não, nenhuma. É só que não esperava que o meu ex-namorado tivesse virado, mais nada.

Ele mostrou-me o seu dedo do meio e eu sorri-lhe e atirei-lhe um beijo.

-Ei! Nada de namoricos ok? Olha que eu digo ao Calum, Maya!-Ameaçou o Ashton.

-Devias preocupar-te era em não magoares o teu amigo, Ash.-Disse-lhe a minha melhor amiga.-Cá para mim ele ainda vai pensar que tu e a Maya namoram, porque vivem juntos, e vai se passar.

Ambos estremecemos com o pensamento de namoramos e os meus amigos riram-se.

-Fletcher!-Cumprimentou um rapaz aproximando-se da nossa mesa.

-Já te disse para não me chamares isso, Will!-Disse o meu ex-inimigo levantando-se para dar um abraço ao seu amigo.

-Estiveste fora tanto tempo que eu até me esqueci de que nome é que gostavas e que nome é que odiavas!-Defendeu-se o rapaz na brincadeira, afastando-se do abraço.

-Eu vim visitar-te no verão passado! Não é assim tanto tempo!

-Eu tenho memória curta. Olá!-Cumprimentou ele olhando para os meus amigos e para mim. Ia a olhar outra vez para o Ashton mas voltou a fixar o seu olhar na minha pessoa.-Não! Tu és a Maya! A rapariga com quem nós gozávamos no terceiro ciclo!

Olhei para ele com cara de poucos amigos e só depois me lembrei de quem ele era. Um amigo parvo do Ashton que eu também odiava.

Em minha defesa, ele cresceu muito e a cara dele está diferente, por isso não estava a ver quem era. Enfim, a puberdade faz mesmo milagres, ele está lindo. Pronto, subconsciente, já tiveste o teu momento, agora cala-te.

-Will?! Oh já me lembro, acho eu. Sabes, não me dei ao trabalho de decorar a cara de alguém tão insignificante!

-Continuas a mesma. Mas que raio é que estás aqui a fazer afinal, Mayazinha?

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!