-Amanhã vamos ao memorial?-A Rose perguntou ao meu pai depois de todos termos jantado. A Amy já tinha ido embora e naquela sala estavam os primos do Ash, o tio e a tia, o meu pai, a Rose e eu.

Olhei para o meu pai e ele sorriu fracamente.

-Não costumo ir ao memorial neste dia.-Ele explicou cabisbaixo e eu mordi o lábio interiormente.

-Porquê?-Ela perguntou.

-A Bea não gostava do seu aniversário. Não vou lá neste dia porque ela não gostava dele. Porquê recordá-la quando ela nem sequer queria ser lembrada nesse dia? É por uma questão de respeito.-Ele explicou.

Devemos recordá-la porque ela é parte de nós. Respondi mentalmente à pergunta que o meu pai fez. Não faz sentido não irmos lá só porque ela não gostava. Devemos ir para tornar o dia dela mais feliz, se é que ela nos está a ver. Olhei para todos os cantos da sala para tentar encontrar um sinal dela, mas foi em vão. Em vez disso os meus olhos foram parar aos do Ashton que me lançou um sorriso fraco.

-Ok, então o que vamos fazer amanhã, alguns planos?-A minha madrasta perguntou.

-Eu e o meu roomie vamos passear pela cidade.-Respondi prontamente por tinha acabado de arranjar um plano.

-Sim, pois vamos.-Ele concordou mesmo não sabendo que íamos fazer aquilo.

É uma das coisas que eu adoro sobre a nossa relação suportação-ódio. Há confiança. Não precisamos de contar as razões que temos para fazer alguma coisa porque confiamos um no outro e alinhamos logo no que o outro diz. Ele não sabia que supostamente íamos passear mas disse que sabia. Por isso eu sorri-lhe e ele piscou-me o olho, discretamente.

-Aonde vão?-O Logan perguntou.-Eu também quero ir.

-É um passeio de irmãos.-O Ash leu-me os pensamentos mesmo não sabendo onde eu queria ir.

Mal ele disse aquilo o Jake tossiu fortemente de modo a toda a gente reparar e eu olhei para ele com um olhar desaprovador.

Nós só somos irmãos e não gostamos um do outro. Eu pensei percebendo o porquê do primo dele ter tossido.

-Tens algum problema?-Perguntei e ele negou com a cabeça olhando para as suas mãos de seguida.

-Bem me parecia.-O meu ex-inimigo completou por mim.

-O que é que se passa meninos?-O Chris perguntou.

-Nada.-Respondemos os quatro em coro.

-Ok.-Ele respondeu prolongando esta palavra pois estava confuso.

-Eu acho que vou para a cama.-Disse levantando-me.-Isto de dormir num saco-cama deu cabo de mim. Mal posso esperar por uma cama a sério.

-Eu também.-O meu meio irmão disse assim que eu cheguei à porta da saída.

Muito discreto, Ashton Irwin. Pensei e saí da divisão.

-Meninos, há alguma coisa que me queiram contar?-O meu pai perguntou mal saimos os dois da sala.

-Com o devido respeito pai, mas se quiséssemos já tínhamos dito.-Eu expliquei e fui até ao quarto onde eu ia ficar instalada com o Ash.

Assim que ele entrou, fechou a porta atrás de si e eu sentei-me na cama.

-Então nós vamos passear amanhã?-Ele questionou, sentando-se ao meu lado.

-Sim.-Respondi.-Vamos ao memorial.

-Mas pensava que a tua mãe não gostava do aniversário dela.-Ele lembrou.

-Eu sei mas eu tenho de ir lá.-Insisti.-Quero ir lá sozinha. Por favor leva-me até lá de carro e deixa-me lá. Vem buscar-me passado meia hora ou assim. Eu preciso de tentar ir lá sozinha sem me ir a baixo. Além disso é o aniversário dela, já que ela não gosta dele posso tentar alegrar o dia dela se ela me estiver a ver.-Eu expliquei com um pouco de esperança na voz.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!