Vão ler as notas de autora!!!

-------

O Ashton guiava pelas ruas da cidade ao som de uma música qualquer que passava na rádio. Tinha passado uma semana desde que eu descobrira que eu não tinha entrado na universidade, mas a verdade é que já me sentia melhor. Apesar de ainda querer ir para lá, a ideia de um gap year entusiasmou-me.

O que tu queres é ficar sozinha com o Ash para poderem ir para a ca... Cala-te.

Ele tinha falado com os rapazes e eles combinaram levar-me com eles se, por acaso, fossem em mais tours depois da dos All Time Low. Se eles acabassem por não ir a nenhum lado, o Ash disse que íamos fazer uma roadtrip, até já começou a poupar dinheiro.

Ele aproximou-se do local onde eu ia ter a aula de contemporâneo e parou o carro assim que lá chegou.

-Sai já do meu carro.-Ele ordenou, brincando.

-Estava a ver que nunca mais saía.-Alinhei na brincadeira e saí.

Dei a volta ao carro, pois o lado do passageiro ficava do lado da estrada e não do passeio.

-Afora vou trabalhar para conseguir o dinheiro para irmos numa viagem.-Ele sorriu, assim que eu me aproximei da janela do carro.-E vê se mostras àqueles estúpidos da universidade e da academia de dança que perderam uma grande aluna por não te aceitarem.

-Obrigada.-Eu sorri, afastando-me do carro.-Até logo.

Assim que me despedi dele, ele arrancou carro e começou a conduzi-lo em direção ao seu local de trabalho.

Fui em direção à entrada da academia e entrei na mesma.

O lugar já não era o mesmo. Não sem o Dylan. Ele podia não falar muito comigo nos outros dias, mas ele era meu amigo, e não ter mais amigos como ele neste lugar é mau. Quem me dera que aquele estúpido acidente não tivesse acontecido. Mas algum dia vamos ter de nos confrontar com a ideia de que nem sempre a vida corre da maneira que queremos.

Abri a porta do balneário e pus-me pronta para a aula. As raparigas que tinham aulas comigo falavam sobre qualquer coisa desinteressante e eu nem me esforcei para as ouvir. Sim, estava naqueles dias em que tudo o que se passa à minha volta é simplesmente irrelevante para a minha vida, mesmo que o que se passe relevante. Sim, naqueles dias confusos.

Saí do balneário e fui para a aula.

***

-Maya e Laura, preciso de falar com vocês.-A minha professora disse, depois de nos ter mandado ir embora no final da aula.-Vocês não entraram na NYU, pois não?

Eu e a minha colega aproximamo-nos dela.

A Laura era uma rapariga introvertida mas simpática. Tinha cabelos compridos e loiros e tinha olhos grandes verdes escuros. Também tinha sardas e era baixinha mas extremamente bonita. Ela dançava muito bem, mesmo.

-Eu não entrei.-Respondi.

-Nem eu.-Ela respondeu.

-Bem, há uma razão para isso.-Ela passou a explicar e o meu coração começou a bater mais forte, como se de repente houvesse mais esperança.-Só havia uma vaga para contemporâneo aqui na academia. Acontece que uma das academias de dança onde os representantes da universidade iam, fechou. Eles não vão fazer as provas lá e por isso há duas vagas para contemporâneo. Achei que vocês poderiam ir. Há só um senão.-Claro que há um senão.-Como não vão para lá, digamos, oficialmente, porque não estava previsto ir para lá mais ninguém desta academia, vão ter de fazer um estágio. De julho a setembro vão ter o estágio da universidade em Nova Iorque e se os representantes da universidade gostarem de vocês dão-vos as vagas. Se não vos derem as vagas, os primeiros nomes na lista de espera de alunos preenchem-nas. Não é garantido que possam ir para lá, mas podem tentar conseguir ficar lá, outra vez.-O meu coração começou a bater mais depressa, não sei porquê. Estava feliz, mas não completamente.-Vão ter tempo para pensar se querem aceitar esta oportunidade, mas aqui entre nós, eu não a perderia por nada. Podem ir.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!