Acordei no domingo de manhã às dez horas, sentindo a luz do dia a entrar pela janela, onde, na noite anterior, ficara a ver as estrelas. Costumava fazer isso em memória da minha mãe, cada vez que olhava lá para cima e sentia a luz das estrelas a iluminarem-me, sentia a minha mãe comigo.

Abri os olhos, observando o meu quarto pintando a uma luz suave, e levantei-me da cama onde estava deitada. Depois de ter vestido um robe, fiz o meu caminho até à cozinha, onde vi o Ashton vestido e a preparar-se para sair.

-Bom dia, boneca!-Cumprimentou ele, sorrindo de lado enquanto acabava de comer o seu prato de ovos mexidos.

Ele não vai mudar. Revirei os olhos irritada.

-Bom dia.-Cumprimentei desanimada.-Onde é que vais?

-Trabalhar.-Respondeu, enquanto pegava num prato com ovos mexidos ao seu lado.-Toma.-Ele disse entregando-mo.

-Também fizeste para mim?-Questionei surpresa mas também contente, pegando na refeição.

-Não, isso foi o que sobrou.-Desprezou ele.

-Tu trabalhas?-Questionei, respirando fundo para não me irritar com o que ele tinha dito anteriormente. O problema nem era o que ele tinha dito mas a forma como o dissera.

-Sim. Tenho de fazer pela vida.-Ele pressionou os lábios numa linha reta.

-A um domingo?-Perguntei pensando que ele poderia ter escolhido um dia melhor.

-Sim, e às quartas depois das aulas. Trabalho na loja de vídeo, que fica a cerca de quatro quarteirões da escola.-Informou ele, acabando de comer e pondo o seu prato e talheres na banca.

-Fixe. Então, vai lá.-Sorri eu enquanto ele pegava nas suas coisas e passava por mim.

-Xau, Maya.-Despediu-se, aproximando-se da saída.

-Xau, Ash.

Ele saiu e fechou a porta atrás dele.

***

Não fiz outra coisa ontem senão passar todo o dia a ver televisão até o Ashton voltar do trabalho. Quando ele chegou estivemos a jogar wii.

Hoje de manhã acordei cheia de sono. Eu não sou uma pessoa de segundas-feiras. Vesti-me e vim para a escola.

A campainha tocou, finalmente! Saí da aula de Matemática juntamente com o Calum e o Luke.

-Eu vou ao meu cacifo, mas já volto.-Disse o moreno assim que saímos da sala, indo pelo corredor fora.

-Aproveito para falar contigo.-Disse o loiro.

-Ah! Sim, o que é que querias dizer?

-Eu queria pedir desculpa por causa de sexta-feira.

-O quê?

-Fomos para o armário. Sabes?-perguntou envergonhado.

-Luke, eu estava tão bêbada como tu. Além disso foi uma consequência não é preciso pedir desculpa.

Ele sorriu.

-Só não quero que o ambiente fique estranho entre nós os dois, Maya.

-Não vai ficar. Tu és um querido, sabes?-Disse eu sorrindo um pouco.

-Obrigado.-disse ele com um ar gabarola.

Ele abraçou-me durante um bocado.

-Ei!-disse o Calum chegando à nossa beira.- Também quero.

Juntou-se ao abraço.

-Isto é demasiado lamechas, pessoal. -comentei.

-Somos lamechas e com orgulho!-disse o rapaz de olhos azuis.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!