-Estou farta de esperar, será que ele nunca mais chega?-Perguntei passado cerca de uma hora e meia sentada no lugar do passageiro, até já me doía o rabo.

-Antes assim, Maya. Pelas minhas contas, os pais do Calum iam demorar duas horas a chegar, já passou uma e meia, quando os pais dele chegarem vão apanhá-lo em flagrante.-O Ashton disse dando outro gole na cerveja que tinha aberto.

-Sim, pode acontecer isso ou apanharem-nos a nós em flagrante.-Reclamei, pegando na cerveja dele e dando um gole visto que a minha já tinha acabado.

-Quando estás nervosa bebes mais, é? Já sei como te levar para a cama. Ponho-te nervosa, embebedo-te e depois prontos, cais nos meus encantos.-Ele gozou.

-Ponto 1: lá por estarmos os dois solteiros não significa que te podes atirar a mim. Ponto 2: tu tens encantos?!-Perguntei gozando com ele também.

-Tenho.-Ele admitiu com um olhar gabarola.

-Ora aí está uma coisa na qual eu não acredito.

-Queres que eu tos mostre?-Ele perguntou aproximando-se de mim, mas rapidamente se afastou.-Desculpa, eu não tos consigo mostrar. Gosto demasiado de ti para foder contigo.-Ele riu um pouco.

-E quem te disse que ias acabar por foder comigo?! Eu não deixaria. Além disso, isso não faz sentido. Supostamente tu irias para a cama com alguém que gostes, logo se gostas muito de mim poderias ir para a cama comigo.-Relembrei-lhe e ele olhou para mim perplexo.-Se eu deixasse, claro.-Acrescentei.

-Falando a sério, roomie. Tu és minha amiga, és a minha melhor amiga, eu acho que não iria conseguir fazer isso contigo não porque ia ser constrangedor, porque na minha opinião aposto que ia ser ótimo, mas porque não quero estragar a nossa relação suportação-ódio, percebes?-Ele explicou.

-Sou a tua melhor amiga?!-Perguntei espantada.

-És. Daí ser estranho se eu fizesse sexo contigo.

-Não!! Acabei de ser posta na friend zone!!-Ironizei, brincando com ele e fingindo que estava sem ar.

-Tem calma, Maya!! Inspira, expira, inspira, expira...-Ele alinhou na brincadeira e depois desatou-se a rir, tal como eu.

-Tu adoras-me.-Acabei por dizer.

-Apenas te suporto.-Ele corrigiu, sorrindo para mim.

-Olha uma coisa, Ash.-Disse, mudando de assunto.-E se o Calum pensar que foi assaltado? Ele pode ligar à polícia!!-Comecei a ficar preocupada.

-Relaxa que eu tratei de tudo. O Luke fez com que o telemóvel do Cal ficasse em casa do loiro "por esquecimento".-Ele disse fazendo o sinal das áspas.-Logo o único telemóvel que ele pode usar é o de casa e esse está no quarto dele. Logo ele apenas vai dar continuidade à partida se quiser chamar a polícia.-Ele sorriu e eu acalmei-me.

De repente ouvimos o barulho de um carro a estacionar à frente da casa onde o meu ex-namorado morava. Felizmente, foi o moreno que saiu de lá e não os pais dele.

-Pega nas cola e nos mentos que eu pego no spray de queijo e na manteiga.-Sussurrei ao meu meio irmão e a ansiedade em mim começou a crescer.

É agora! Pensei eu quando vi o rapaz a entrar em casa e a fechar a porta atrás de si.

-Vamos.-Sussurrou o Ashton e saímos os dois do carro, indo em direção à parte lateral da casa onde, metros a cima de nós, se encontrava o quarto do Cal com a janela que o meu meio irmão tinha deixado aberta, propositadamente.

-Agora é só esperar até ouvir um balde a cair na cabeça de alguém.-Avisei e o rapaz de bandana riu baixinho.

-Um balde a cair na cabeça de alguém.-Ele repetiu a frase que o tinha feito rir.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!