Sentámo-nos na esplanada de um café numa das ruas daquela cidade. Era um local agradável e o ar quente do que ainda restava do verão preenchia o ambiente, apesar de uma leve brisa se fazer notar.

-Boa tarde, eu sou o John. O que é que vai ser?-Perguntou o empregado do café, assim que chegou à mesa onde nos encontrávamos.

-Boa tarde. Ainda estamos à espera de uma pessoa, se calhar pedimos depois, não achas?-Questionou-me o Ash.

-Sim, depois pedimos.-Concordei, sorrindo para o empregado do café.

-Está bem, eu volto daqui a pouco.

O John deu meia volta e voltou para dentro do café.

-Com licença.-Pediu o Ashton, levantando-se.-Eu vou à casa de banho, já volto.

Ele saiu, deixando-me na esplanada. Suspirei, olhando para todos os lados daquela pequena rua. Gostei do facto do meu meio irmão me incluir, pelo menos estava a tentar aproximar-se de mim e me aproximar daquela terra, ao contrário do que eu esperava que ele fizesse.

Passado um bocado, a namorada do meu meio irmão passou pela esplanada. Ela trazia umas calças de ganga e uma camisola de manga comprida cor-de-rosa salmão , os cabelos doirados esvoaçavam ao vento e os seus olhos de um imenso azul procuravam o lugar onde eu e o Ash estaríamos.

-Jane!-Chamei eu, erguendo um braço e acenando-lhe, chamando a sua atenção.

Ela olhou para mim e aproximou-se com um sorriso aberto, o primeiro que ela me lançou desde que me viu. O sorriso deu-lhe vida, os seus olhos iluminaram-se mais e, de repente, a rapariga que eu conhecia como ciumenta desapareceu.

-Olá, Maya!-Cumprimentou ela, sentando-se na cadeira à minha frente.

-Oi!-Respondi sorrindo, tendo um ânimo repentino por perceber que ela estava a ser simpática.

-Olha, eu peço desculpa ter reagido como reagi ontem quando o meu namorado nos apresentou. Eu sofro um bocado de ciúmes.-Explicou ela com um ar envergonhado e percebi que estava a ser genuína.

-Não tem mal. Acredita, entre mim e o Ashton não se vai passar nada.-Assegurei-lhe como se fosse a mais certa das certezas.

-Sabes, ele antes era do tipo que curtia com todas. Eu tenho noção disso e às vezes tenho receio que ele volte ao mesmo.-Confessou com um ligeiro tom de tristeza na voz.

-Se calhar ele mudou, não?-Sugeri.

-Sim, mas ainda assim... Tenho receio que está relação não dê em nada. Tenho receio que seja em vão e eu seja só mais uma na vida dele.

-Se a vossa relação não for a lado nenhum é porque não tinha de ser. O que tiver de ser, acontecerá. Não te tens de preocupar com isso, apenas aproveita o agora.

Ela sorriu para mim.

-Pareces o tipo de pessoa que é boa a dar conselhos.-Reparou, agora mais brincalhona.

-Há quem diga que sim.-Concordei, olhando para cima e sorrindo gabarola.

-Nem te perguntei. Estás sozinha?-Questionou subitamente.

-Não. O Ash foi à casa de banho mas já deve estar a...

Ia acabar a frase mas olhei para o lado e vi o rapaz de bandana a chegar. Ele aproximou-se de nós e deu um beijo calmo nos lábios da Jane antes de se sentar na cadeira ao lado dela.

-Então, estavam a falar sobre o quê? -Perguntou ele animado e sentando-se na cadeira de uma forma confortável.

-Coisas de gaja.-Respondeu a sua namorada, sorrindo -Suponho que não queiras ouvir.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!