A semana passou a correr. Felizmente porque eu já não estava para aturar o Calum. Ele passou todos os dias afastado de nós e com um olhar de coitadinho sempre que os meus olhos passavam por ele. Arrependeu-se agora, foi? Tarde demais.

Peguei nas minhas coisas, pousadas na secretária, e coloquei-as na minha mochila assim que tocou para sairmos na sexta-feira.

-Adeus, pinguim de meia tigela!-Disse eu ao Luke enquanto me aproximava da porta da sala para sair.

-Amanhã vais ao ensaio?-Ele perguntou.

-Acho que sim, depende se me apetecer sair da cama ou não.-Respondi e ele riu um pouco, enquanto arrumava os seus livros na mochila.

-Então, até à próxima.-Ele despediu-se e eu saí da sala, caminhando em direção ao cacifo.

Demorei um bocado a pegar e a pousar tudo o que precisava no cacifo mas assim que o fiz comecei a andar em direção à entrada da escola

Saí do bloco onde me encontrava e avistei o Calum a poucos metros de mim, encostado a uma parede. Dois rapazes passaram por ele, começaram a rir-se e ele apenas olhou para o chão, triste. Passados uns segundos, quando os rapazes continuaram a andar sem o chatear, ele levantou a cabeça e os seus olhos estavam húmidos.

Não vás ter com ele, Maya! O Stanley ordenou mas eu ignorei.

Aproximei-me dele e ele olhou-me confuso.

-Fazes merda e depois arrependeste, é?-Ele perguntou, surpreendendo-me.

-Quem fez merda aqui foste tu.-Ripostei eu, não percebendo o que ele queria dizer.

-Mas foste tu e o teu irmãozinho aka pessoa que quer fazer sexo contigo que viraram a minha casa do avesso.-Ele afirmou.

Como é que ele sabe que fomos nós? Espera aí! O que é que ele quer dizer com "aka pessoa que quer fazer sexo comigo"?!

-A verdade é que tu mereceste, Cal. Tu magoaste-me.-Acabei por responder.

-Não sabia que eras tão vingativa, Maya.

-E não sou. Foi só uma partida pequena.-Disse e ele riu irónico.

-Pequena?! Achas que ter toda a escola a gozar comigo é uma partida pequena?!-Ele perguntou, arregalando os olhos.

-O quê?! Eu não fiz nada! Eu nem sequer sei porque é que aqueles gajos estavam a gozar contigo.-Expliquei eu.

-Vai perguntar o porquê ao teu namorado.-Ele começou a andar para a saída da escola.

-Namorado?!-Desafiei eu alto o suficiente para ele ouvir.-Eu e tu acabámos sabes? Tu foste um parvalhão e traíste-me, se não te lembras.

-Eu estava a falar do Ashton.-Ele esclareceu sem se virar para trás e continuando a andar.

Senti o meu telemóvel a vibrar do bolso de trás das minhas calças de ganga rasgadas e peguei nele. Assim que abri a aplicação das mensagens li o seguinte texto do Ash.

Hey, miúda! O diretor quer falar comigo sobre o que aconteceu na segunda com o Calum por isso ainda vou demorar um bocado. Se quiseres vai de autocarro que eu não me importo, boneca ou princesa ou lá o que é xD

Apressei-me a responder-lhe.

Eu vou de autocarro, miúdo. Estou cansada e quero ir para casa agora xD E é princesa não boneca. Não te metas em problemas com o diretor. Até logo, aberração.

Comecei a andar em direção à paragem quando caiu mais uma notificação no meu telemóvel.

Quer dizer, eu aqui a chamar-te boneca ou princesa e tu chamas-me aberração. Francamente, anormalidade. *abanando a cabeça negativamente* Até logo, roomie.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!