-Bom dia, boneca.-O Ash disse numa voz suave tentando acordar-me.

-É roomie.-Corrigi e aconcheguei-me no saco-cama.

-Eu não queria ter de fazer isto mas...BOM DIA, ALEGRIA!-Ele exclamou e se eu estivesse deitada numa cama teria caído abaixo da mesma.

-Deixa-me dormir.-Pedi voltando a deitar-me.

-Maya, já são dez da manhã e hoje os Green Day vão atuar à tarde. Como é que consegues estar a dormir?-Ele questionou e eu abri um olho para o poder obeservar.

-Assim.-Respondi e voltei a fechar completamente os olhos.

-Oh vá lá.-Ele pediu mas eu não respondi e continuei deitada.

Passados uns momentos ouvi-o a levantar-se e a sair da tenda.

Finalmente paz e sossego. Pensei enquanto me aconchegava pela milionésima vez. Isto de dormir num saco-cama tem muito que se lhe diga.

Estava quase a entrar num sono profundo quando sinto um líquido extremamente frio a vir contra a minha cara.

-Aah!!-Gritei assim que aquilo me atingiu. Sentei-me num sobressalto e deparei-me com o Ash às gargalhadas.-Tu não acabaste de me atirar com água, pois não?

-Não.-Ele ironizou enquanto se ria, mostrando as suas covinhas.-Foi o papa.

-Eu digo-te o papa.-Levantei-me e andei até ao meu meio irmão que estava sentado no chão.-Acho que precisas de um abraço.-Disse abrindo os meus braços molhados e ele tentou chegar-se para trás mas caiu no chão.-Vamos ver se agora escapas.

-Vais beijar-me é?-Ele perguntou quando eu me aproximei dele para o abraçar.

-O que aconteceu ontem à noite foi só por causa da Sarah.-Eu expliquei deitando-me ao seu lado no chão.-Significou alguma coisa para ti?

-Não.-Ele simplesmente respondeu mas eu não consegui decifrar se ele estava a mentir ou a dizer a verdade.

Por um lado eu queria que não tivesse significado nada. Nós somos meios irmãos e seria esquisito namorar com ele. Não que eu já esteja a pensar namorar com ele, porque não estou, acho eu. É só que seria estranho, sei lá. Além disso imaginemos que a nossa relação não dava em nada e nós nos zangavamos, eu ia perder o meu melhor amigo.

Por outro lado, eu gostava que o beijo tivesse algum significado para ele. Não é que eu goste dele, porque não gosto, acho eu. É só que ele é o meu melhor amigo e a pessoa em quem eu mais confio e acho que seria bom se ele gostasse de mim, ou que o beijo tivesse significado. Isso significaria que ele gosta tanto de mim como eu dele. Eu não estou a dizer que gosto dele no sentido de namorado, mas gosto mesmo muito dele.

Eu estou confusa por isso mais vale não dizer o que sinto.

-Significou alguma coisa para ti?-Ele perguntou, acordando-me dos meus pensamentos.

-Não. Somos irmãos, por amor de deus.-Eu respondi, forçando um sorriso.-Mas se não significou nada porque é que ficaste exitado?-Eu questionei mudando um pouco de assunto.

-Eu não fiquei exitado.-Ele mentiu.

-Ash, eu senti.-Admiti olhando para os seus maravilhosos olhos que estavam um pouco verdes naquele dia.

-Tu sentiste a minha coisa?!-Ele perguntou incrédulo.

-Eu estava no teu colo, não era complicado sentir.-Eu expliquei.

-Achaste que era grande?-Ele questionou e eu arregalei os olhos.

-Eu não sei se era grande, mas sei que estava dura.-Respondi, erguendo uma sobrancelha.-Por isso, admite, eu deixei-te exitado.

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!