*Psst* Notice anything different? 👀 Find out more about Wattpad's new look!

Learn More

Capítulo XLVI

Começar do início

-Calum.-Interrompi eu, pegando na mão dele e entrelaçado os nossos dedos enquanto sorria.-Tem calma, o meu pai não morde.

-Desculpa.-Ele pediu olhando para o chão envergonhado.

-Tu pareces bom rapaz, Calum.-Começou o meu pai sorrindo.-Trata bem dela ou eu parto-te a cara.

O meu namorado olhou para ele assustado.

-Tem calma, rapaz.-O meu pai deu-lhe um murro no braço, a brincar.-Eu estava a gozar contigo, mais ou menos. Aliás tu já deves cuidar bem dela. Para ela ter relações sexuais com alguém é porque essa pessoa a trata bem, ela não vai para a cama com qualquer um, não é filha?-Ele lançou-me um olhar de morte e eu anui.-Bem, eu e a Rose vamos pousar as nossas coisas no quarto e já voltamos.

Dito isto eles os dois subiram as escadas, deixando-me a mim e ao Calum na cozinha.

-Tu contaste ao teu pai sobre a nossa vida sexual?-Ele perguntou incrédulo.

-Não. Quer dizer sim. Nas férias de Natal digamos que um dos primos do Ashton e o Ashton me denunciaram.-Expliquei eu.

-Foi um momento muito esquisito este não foi?-Ele perguntou rindo e colocando os braços à volta da minha cintura.

-Esquisito é dizer pouco.-Comentei e fomos os dois para a sala.

Sentámo-nos no sofá e começámos a ver uma série que estava a dar.

***

-Agora explica-me lá.-Disse o Dylan chegando à minha beira depois da aula de dança.-Tu dás-te com o Ashton Come-todas Irwin?

-Ele é meu meio irmão.-Expliquei.-E sim, dou-me com ele, só que estamos zangados.

-É, eu percebi pela maneira como ele te tratou no festival.

De repente o meu telemóvel vibrou e eu apressei-me a ver a mensagem que tinha caído.

Vou chegar atrasado para te ir buscar, o meu patrão quer que eu o ajude a arrumar umas cenas aqui na loja. Daqui a meia hora estou aí, se quiseres podes boleia ou vais a pé. Tu decides, mas diz-me aguma coisa. Ashton.

-Parece que vou ter de esperar mais um bocado até me virem buscar.-Comentei começando a escrever uma mensagem para o meu meio irmão a dizer que eu esperava por ele.

-Queres vir comigo ao café que tem ao fundo da rua enquanto ele não chega?-Perguntou o rapaz ao meu lado.

-Pode ser.-Respondi, começando a andar até ao estabelecimento onde íamos lanchar enquanto mandava a seguinte mensagem ao meu ex-inimigo.

Estou no café à beira da academia de dança, vem aqui ter. Maya xx

Quando chegámos lá pedimos o que queríamos e sentámo-nos numa das mesas que lá tinha.

-O que é que aconteceu entre ti e o Ash para não gostarem um do outro?-Perguntei-lhe eu.

-Eu estava a passear na rua, à noite, no verão passado e vi-o a beijar a minha namorada. O mesmo de sempre. Porque é que vocês estão zangados?-Ele perguntou.

-Nós não gostávamos muito um do outro quando eu vim para aqui o início do ano letivo, mas à medida que nos fomos conhecendo começámos a dar-nos bem. Só que ele acabou com a namorada e agora está um come-todas outra vez e desiludiu-me. No início do mês passado tivemos uma discussão e nunca mais falamos direito.-Mal eu acabei de contar a história um empregado do café chegou à nossa beira com os nossos pedidos e depois saiu de lá com um sorriso.

-Oh, não lhe ligues, ele não presta.-Ele comentou dando uma trinca no seu pão com manteiga.

-Não, Dylan. Ele presta, até demais.-Ripostei eu pensando em todas as coisas que ele fez por mim.-E foi por isso que estas atitudes me desiludiram.

-Sim, claro.-Ele ironizou.-Porque uma pessoa que dorme com uma diferente todos os dias é uma pessoa que tem respeito pelos outros. Ele nem sequer pensa nas raparigas que está a usar, Maya!

-Ele tem os seus motivos!-Insisti eu pensando no que o meu ex-inimigo me disse.

-Ai, sim? E quais são?

-Não sei, ele não me diz. Talvez ele faça isso para esquecer o que já passou, sei lá.

-Por amor de deus, não o defendas! Ele só faz aquilo pelo prazer que sente! E faz aquilo porque não quer ter de lidar com uma relação a sério, mas quer poder ir para a cama com alguém!

Levantei-me da mesa, pousei lá o dinheiro suficiente para pagar aquilo que eu tinha pedido e peguei no meu bolo de arroz.

-Desculpa sair assim, Dylan, mas eu não te admito que fales assim dele.-Virei costas e ia sair quando o rapaz com quem eu estava me chamou.

-Oh, Maya, vais dizer que nunca pensaste isto dele?

-Já pensei, já. Mas a verdade é que eu não o posso julgar. Ele não é perfeito, de todo, mas também não é tão sem sentimentos como tu o fazes parecer.-Desta vez, virei costas e fui embora do café.

Mandei esta mensagem ao meu ex-inimigo assim que saí de lá.

Eu vou de autocarro até casa, Ash. Não é preciso vires buscar-me. A tua meia irmã xx

Pus os meus fones enquanto caminhava até à estação de serviço. Obrigada por estares aqui, música.

Estou confusa. O Dylan tem razão no que diz sobre o Ashton mas eu sei que há algo que o faz agir assim. É óbvio que ele podia, simplesmente, não destruir os corações de todas as raparigas, não as usar e aprender a lidar com o que quer que seja que lhe tenha acontecido no passado mas ele não faz isso. Ele precisa de ajuda, no entanto, ninguém parece ver isso. Mas eu consegui ver. E eu vou ajudá-lo, tal como ele fez comigo.

-------

Oii!

O que acharam do pai da Maya a conhecer o Calum??

E da discussão entre o Dylan e a Maya?

Está a aproximar-se a revelação.

Quando é que acham que a zanga entre meios irmãos vai acabar?

Comentem o que acharam xD.

Queria dedicar este capítulo à estefanialeite ❤ Obrigada por acompanhares a fic e por comentares e votares!!

Eu vi o vídeo que os 5sos publicaram do Japão. Ahahahah O nosso Michael estava tão feliz e fofinho!! Eu adoro-o!! Punk!! Pika!! Pika!!

Shipam Muke, Cake, Lashton, Malum, Mashton ou Cashton?

Obrigada a todas as leitoras e leitores, vocês fazem os meus dias por causa dos comentários e votos.

Bjs xx

Roomies || 5SOS [Editing]Leia esta história GRATUITAMENTE!