Capítulo 62: Lesão ao vento

764 153 42
                                    

Após o incidente anterior, Da Furen havia trancado Zi Yan para vender. Quem sabia que Zi Yan escaparia, aproveitando a oportunidade para incomodar Li Min Feng, ameaçando-o de que, se ele a obrigasse a sair, ela revelaria tudo ao público, causando tanta comoção.

Da Furen franziu a testa: "Um bom banquete foi na verdade bagunçado por uma yatou infantil. Alguém, leve-a embora.

Imediatamente alguém foi levantar Zi Yan, Bai Zhi segurava firmemente a manga de Zi Yan. Com os dois lados puxando, as roupas de Zi Yan foram rasgadas ao meio. Da Furen trovejou: "Leve-a embora rapidamente!"

Bai Zhi de repente explodiu: "Olha!"

O olhar de todos seguiu suas palavras, ao ver a clavícula e os braços justos de Zi Yan, estavam cobertos de hematomas roxos azulados. Apenas um olhar, eles podiam dizer que havia traços de abuso.

Li Chang Le rapidamente deu uma olhada, girando de repente, fazendo o conjunto de rubis dos brincos de ouro em seus ouvidos tremer enquanto ela dizia friamente: "Ela deve ter feito algo sem vergonha, realmente uma devassidão!"

Um par de garotas respeitáveis, com aparência tão pura quanto jade.

O quinto príncipe disse imediatamente: "Da Xiaojie não deve olhar para essas coisas imundas, para evitar sujar os olhos!"

San Furen disse lentamente: "Como essa yatou já foi dado a Da Shaoye, então naturalmente deve ser tratado por você. No entanto, isso também é ..."

Seu significado era claro, embora Zi Yan fosse empregada doméstica, não deveria haver tal abuso. Sem mencionar esses incontáveis ​​hematomas, o filho de uma família conhecida deve ser educado com os outros, por ter feito essas coisas ...

Li Wei Yang soltou um longo suspiro, como se ela não pudesse suportar: "Dage, eu não estou culpando você, mas Zi Yan veio comigo de Ping Cheng, bem-comportada, obediente e sensível. Mas com você a levando até a morte, o que posso dizer?

Da Furen estreitou os olhos, as sobrancelhas arregaladas como os cantos afiados de um crescente, declarou: "Feng'er geralmente está ocupado com o trabalho, como pode prestar atenção a uma empregada? As criadas da família Li devem se controlar para servir seus senhores com facilidade. Zi Yan fornicou com um servo e incitou problemas. Com medo de culpá-la, morrendo assim.

Li Wei Yang sorriu e disse: "Ah, é mesmo?"

Li Min Feng era, é claro, a pessoa que mais sabia sobre essa situação. Zi Yan o incomodava para torná-la como concubina. Mas ele ainda não havia se casado, como poderia acolher uma yatou? Portanto, endureceu seu coração, ordenou que as pessoas amarrassem essa yatou à força e a matassem ou a vendessem. Inevitavelmente, essas pessoas haviam tomado algumas ações e tratado discretamente com Zi Yan. A questão principal era que o corpo deveria ter sido enviado para fora da casa, como apareceu no salão principal na frente de todos?! Obviamente alguém estava deliberadamente pregando peças! Pensando nisso, ele ficou vermelho no rosto, enrolou os dedos e zombou: "Em relação à morte de Zi Yan, eu realmente não sei de nada."

Da Furen gritou: "Leve-a rapidamente!"

Os criados começaram a mover o corpo. No entanto, quando eles estavam prestes a tirar o corpo, houve um som tamborilado, algo caiu dos braços de Zi Yan.

Li Wei Yang sorriu e disse: "Dage, esta é a bolsa que você carrega com você, agora foi suja por essa yatou, ou?"

Uma empregada misteriosamente cometeu suicídio, seu corpo cheio de traços de abuso, de seus braços, a bolsa de Da Shaoye caiu ... ... ao conectar tudo isso, o rosto de todos mudou.

Este Da Shaoye da família Li, sua moralidade estava realmente corrompida! Nenhum comentário sobre a lesão do vento, que ele ainda tinha esse hobby! Essa pessoa, quem ainda ousaria se casar com sua filha? Como poderia passar para a próxima fase? Para ingressar no tribunal como funcionário, isso simplesmente faria o primeiro ministro Li perder completamente a cara!

O rosto de Li Xiao Ran estava lívido, conteve a maior parte de sua raiva. Seu olhar estava rigidamente fixo em Li Min Feng, como se ele logo surgisse.

Os criados levaram Zi Yan. A expressão de todos voltou a ser calma, mas a corrente subindo no coração. Seus olhares direcionados para Li Min Feng pareciam tão estranhos e tinham um pouco de medo.

Nesse momento, Liu Furen de repente exclamou: "Su'er!" Todos olharam para ver uma criada trazendo Shaoye de oito anos de idade. Liu Furen se apressou, abraçando o garoto em seus braços e continuou chamando meu docinho.

"O que aconteceu?" Li Xiao Ran perguntou com uma careta.

A criada serviu uma reverência e disse: "Nubi viu Liu Shaoye nos fundos, ele estava procurando em todos os lugares o banheiro, perdendo-se..."

Todo mundo riu, mas logo após experimentar esse assunto, o riso foi insincero. Neste ponto do banquete, como ele poderia continuar? Todo mundo, sem jeito, propôs um brinde e depois saiu.

A família Li estava parada na porta, enviando os convidados. Da Furen e os outros estavam forçando um sorriso, apenas Li Wei Yang sorria como de costume. Tuoba Yu foi ao seu lado, sorriu e disse suavemente: "Muito bem."

O rosto de Li Wei Yang estava calmo como se não o ouvisse, saudando solenemente: "despedindo o sétimo príncipe".

Hoje ela sabia que, independentemente de Tuoba Zhen ou Tuoba Yu, ninguém acreditaria que Li Min Feng era esse tipo de pessoa confusa. Mas isso não importava, mesmo que eles não acreditassem. Os rumores eram mais temidos que os tigres. No dia seguinte, todos na cidade saberiam como as palavras e ações do principal filho da família Li foram corrompidas por uma moral perecível.

A partir de hoje, se era a carreira de Li Min Feng ou seu casamento, estava completamente arruinado.

Este foi o presente de retorno para ele por anteriormente tentar enquadrá-la.

Quando não havia pessoas de fora, Li Xiao Ran deu um tapa no rosto de Li Min Feng. A força era tão grande que seu corpo inteiro foi derrubado no chão, até um dente caiu, sua boca cheia de sangue.

Da Furen puxou-o rapidamente: "Lao Ye, você não vê, este incidente hoje foi deliberadamente organizado por alguém?"

Li Xiao Ran não se importava se era organizado ou não, só sabia que não tinha rosto na frente das pessoas. A boa reputação secular da família Li havia sido arruinada nas mãos de Li Min Feng; ele não pode deixar de gritar de raiva: "Armação! Quem o montou? O que ele é! Se ele era realmente inocente e claro, e ainda tentava seduzir a criada de sua irmã, é uma coisa sem vergonha!

Da Furen não conseguiu conter as lágrimas e choramingou: "Lao Ye, ele é nosso filho mais velho, como você pode não acreditar nele..."

"Acreditar nele? Eu vi com meus próprios olhos! O tempo todo para ser um constrangimento, tinha que fazer isso quando todos estavam presentes. É simplesmente uma lesão ao vento!" Li Xiao Ran mais uma vez chutou com força Li Min Feng.

Li Min Feng de repente virou a cabeça, encarando Li Wei Yang com olhos vermelho-sangue: "Sua puta! Foi você quem incitou essa yatou..."

Li Wei Yang olhou para Li Xiao Ran e disse com mágoa: "Pai, Dage culpa tudo em mim."

Li Xiao Ran estava no auge de sua raiva, apontou para Li Min Feng e disse: "Alguém, tranque o jovem mestre no salão ancestral para se arrepender por cem dias!"

O rosto de Da Furen ficou subitamente branco. De repente, ela olhou para trás, olhando para Li Wei Yang, com os olhos violentos como se ela a comesse, mas Li Wei Yang sorriu e olhou para Li Chang Le, que estava no mesmo lugar, sem palavras: "Dajie, estou cansada, voltarei ao meu quarto primeiro, por favor, vá embora.

Li Chang Le olhou para os olhos de Li Wei Yang como se ela tivesse visto o diabo subindo do inferno e depois involuntariamente deu um passo para trás.

Notas:
* O título significa corromper a moral pública.

Tradução: JJ
Revisão: Momoi 

*Lembrem-se de comentar para apoiar a Staff* 

The Princess Wei Yang ( The Concubine's Daughter is Poisonous )Onde as histórias ganham vida. Descobre agora