Capítulo 24: Seda destruída

34 6 3

Quando todas foram embora felizes com as sedas delas, Li Wei Yang ficou pra trás. Toda tarde, ela ficaria para trás para preparar chá para a Lao furen.

Lao furen estava realmente interessada no estilo de vida dela antes de voltar a mansão dos Li e iria sempre questioná-la sobre isso.

Em um voz gentil, Li Wei Yang iria recontar as histórias interessantes que ela tinha encontrado nos Li em Ping Cheng para a Lao furen.

No entanto, Lao furen balançaria a cabeça dela e diria, "San yatou, você não está falando a verdade."

Olhando para a Lao furen com uma par de olhos límpidos, Li Wei Yang finalmente disse depois de alguns minutos, "Lao furen, você realmente quer ouvir a verdade?"

Lao furen concordou. "Eu quero ouvir a verdade."

Li Wei Yang respirou fundo. Quanto a algumas coisas, se uma pessoa realmente quer saber, então ela descobrirá eventualmente a verdade. Então, não havia necessidade de esconder.

"Eu fiquei nos Li em Ping Cheng até aos sete anos de idade. A mansão do primeiro ministro ainda não tinha enviado ninguém para me buscar, então eles me enviaram imediatamente para a família Zhou vivendo no vilarejo. A matriarca da família Zhou era a Liu shi. Ela era muito severa e normalmente não me deixaria comer. Quando eu era mais nova, eu não entendia as coisas, então eu roubava comida da cozinha e ela descobria e me punia. " Li Wei Yang puxou as mangas dela, revelando cicatrizes nos pulsos dela. "Bem aqui, nas minhas costas, nas minhas pernas, todas têm cicatrizes."

Chocada, Lao furen encarou a Li Wei Yang, incapaz de acreditar. "Você não disse a ela que o seu pai é o primeiro ministro?"

Li Wei Yang riu. Ela sabia que a Lao furen não acreditaria nela, mas era a verdade. "Eu chorei e falei para a Liu shi que o meu pai era um cortesão na capital, mas ao invés disso ela iria zombar de mim. Eu fiquei com os Zhou por seis anos. No verão, era difícil dormir por causa das mordidas de mosquitos. No inverno, o quarto era como uma geladeira. A filha dos Zhou pensava em mim como uma casinha de brincar. Minhas mãos e meus joelhos estavam arranhados à ponto de sangrar. Meu dedos estavam cheios de feridas por semear e trabalhos domésticos. Até os meus pés são calejados. " A voz dela não estava alta, não havia angústia no tom dela — ela nem mencionou as vezes que foi quase espancada até a morte— e mesmo assim, o tom nivelado insinuava, dor, sofrimento e desamparo.

Ambas, Lao furen e a serva Luo, ainda estavam horrorizadas.

Lao furen encarou instintivamente para as pequenas mãos da Wei Yang antes de lenta e cuidadosamente alcançá-las. Foi quando ela notou que havia cicatrizes nas mãos delicadas. As cicatrizes eram imperceptíveis, então ela não tinha notado até agora, até que olhou mais de perto.

A serva Luo balançou a cabeça dela. Todas as xiaojies da mansão do primeiro ministro nasceram com colheres de prata na boca delas. Elas viviam no luxo e eram protegidas da dura realidade, mas a San xiaojie/ Li Wei Yang teve que viver isso. Nas veias dela, corria o sangue do primeiro ministro, mas ela foi maltratada por uma mera mulher de fazendeiro.

Encarando a Wei Yang, Lao furen sentiu dor no peito. Ela não poderia imaginar como uma jovem garota de sete anos de idade poderia ter sobrevivido dia após dia vivendo nesse ambiente, não poderia imaginar o que isso tinha feito com a maturidade dela.

Lao furen falou lentamente, "Criança, você sofreu gravemente. Eu não sabia que eles tinham sido tão duros com você—"

Li Wei Yang sorriu. Os olhos escuros pareciam estar refletindo sobre o rosto da Lao furen. "Não, eu não senti sofrimento daquelas coisas. A coisa que mais doeu em mim, era quando os festivais chegavam. Eu assistiria o Li laoye e a família dele saindo para celebrar. Eu queria o meu pai lá para ser mimada, queria admirar as flores e celebrar o festival das lanternas junto com ele, mas outras pessoas iriam gritar comigo e me repreender. Eles diriam que eu era uma órfã sem pais." Li Wei Yang não chorou, porque simplesmente havia certas coisas no mundo que, mesmo se você chorasse, não seria capaz de consegui-las. Essa lógica, ela conhece desde que era mais nova.

Lao furen segurou as mãos da Wei Yang e disse, "Criança, você veio para casa. De agora em diante, ninguém será capaz de maltratá-la mais."

As palavras da Lao furen e a simpatia nos olhos dela eram genuínas. Li Wei Yang segurou silenciosamente apertado as mãos da Lao furen. É verdade, agora ela voltou. De agora em diante, ninguém será capaz de maltratá-la. Se uma pessoa boa consistir em ser maltratada e pisoteada, ela seria uma pessoa má!

Lao furen sorriu, os olhos dela mostravam preocupação genuína. "Criança boba, vivendo aqui sozinha é muito solitário, você deveria vir mais vezes."

Li Wei Yang sabia que as palavras ditas pela Lao furen seriam a grande garantia dela. Iria garantir o futuro dela na mansão do primeiro ministro.

Retornando aos aposentos dela, ela foi cumprimentada imediatamente pela Zi Yan.

Li Wei Yang rapidamente olhou ao redor. Hua Mei estava do lado de fora com um espanador, limpando o quadro de madeira com uma estampa floral. Wei Yang não parou quando ela entrou.

Nas mãos da Bai Zhi e da Mo Zhu estavam dois brocados de uma seda extremamente bonitos. Bastava um olhar para a seda e invocaria satisfação.

Li Wei Yang permitiu que as duas servas colocassem a seda na mesa. Depois, ela falou para a Mo Zhu sair, enquanto a Bai Zhi ficasse.

Ela colocou a mão dela na seda, sentindo o luxo e beleza sob os dedos dela. Pelo canto da boca dela, saiu duas palavras, "Destrua isso!"

Bai Zhi não reagiu a tempo, apenas ficou meramente em pé no lugar, surpresa.

Li Wei Yang olhou para a Bai Zhi e disse calmamente, "O que você ainda está fazendo aí em pé, destrua-os."

Embora a Bai Zhi estivesse chocada, ela ainda obedeceu às palavras da Wei Yang. Pegando um dos brocados, ela tirou um grampo de cabelo da cabeça e com isso rasgou em pedaços a seda. A linda seda foi logo destruída em duas.

O sol, vindo do leste, brilhou através das janelas no quarto, deixando-o banhado em uma mistura de escuridão e luz. Na mesa, ficou a linda seda. Quando o som de rasgar continuou, os lábios da Li Wei Yang se curvaram em um vago sorriso.

Bai Zhi lealmente obedeceu às instruções de Wei Yang e um pouco depois, a seda estava destruída a ponto de não ser reconhecível, reunida em uma pilha.

Tendo isso destruído, de repente, Bai Zhi estava com medo. "Xiaojie, essas sedas foram mandadas pelo Da shaoye. São para serem usadas no Ano Novo, e se..."

Li Wei Yang piscou os olhos dela e disse,"Bai Zhi, encontre um cofre e tranque essa pilha de seda destruída."

Bai Zhi se abaixou sozinha imediatamente para ir embora. "Sim, eu entendi. " Embora, por dentro, Bai Zhi ainda estivesse desconfiada. Qual era o sentido de trancar a seda destruída?

Nesse momento, Hua Mei usou a desculpa de lavar e trocar as roupas dela para ir a Fu An Yuan. Ela estava sentindo-se inquieta por causa do caso exposto da última vez.

Mas, a Da furen não tinha intenções de repreendê-la, apenas simplesmente sorriu e disse, "Hua Mei, eu já te dei instruções para tomar conta da San xiaojie."

Hua Mei viu-se relaxada. Felizmente, a Da furen não estava brava.

A serva Lin se aproximou de Hua Mei e segurou gentilmente a mão dela. Em uma voz de ternura, a serva Lin relembrou, "As intenções da Furen, você entendeu?"

As entranhas da Hua Mei saltaram e depois ela rapidamente concordou com a cabeça.

A serva Lin parou. "Furen pode te perdoar dessa vez, mas não haverá uma segunda chance!"

Hua Mei conseguia sentir a mão da serva Lin ao lado dela, como uma cobra rastejando pela pele dela. Hua Mei fez um chiado silenciosamente e queria desesperadamente se libertar, mas a serva Lin beliscou-a, usando tanta força que parecia que as unhas dela estavam penetrando na pele da Hua Mei.

Hua Mei estava com tanta dor que ela não pôde evitar de gritar por misericórdia. "Sim, sim! Eu definitivamente observarei cuidadosamente a San xiaojie!"

As mãos da Da furen deslizaram pela seda coral vermelho com um rosto compassivo, quando a boca dela se curvou em um sorriso. 

Tradução: Domi
Revisão: Momoi

The Princess Wei Yang ( The Concubine's Daughter is Poisonous )Leia esta história GRATUITAMENTE!