Bert McCracken

764 97 111
                                    


Olá <3 Tudo bem? É a Mika aqui <3

Capítulo surpresa <3

Espero que gostem desse cap <3 Boa leitura ^-^b

-

-

-

Gerard queria falar comigo...

Aqueles meses angustiantes os quais eu vinha passando haviam sido amenizados pelo carinho e apoio que Gerard me fornecera. Ele parecia a mãe de todos da manada... E para mim que há muito perdera meus pais, aquilo era reconfortante.

Mas confesso que ouvi-lo chamar-me de Robert fizera meus pelos na nuca eriçarem.

"Preciso falar seriamente com você, ROBERT".

Foi a única frase que ele falara quando atendi ao celular.

Por isso, fui extremamente tenso para o apartamento de Frank. Ao chegar, bati na porta, sendo recebido por um Gerard visivelmente cansado e uma Teffy muito animada.

- O que houve? – perguntei ao entrar e fazendo carinho no pompom branco.

- Enjoo. Insônia. Às vezes ainda tenho... – ele suspirou – Sem contar que estou com vontade de comer melancia... – fechou a porta e foi sentar no sofá.

Pisquei – Melancia? – fui atrás dele e sentei ao seu lado.

- Não pergunta. Isso é muito louco... Eu simplesmente acordo morrendo de vontade de comer alguma coisa... – respirou fundo – Pelo menos, o Frank sempre vai atrás, enfim, não era sobre isso que queria falar com você.

- Hã, sim, você disse que precisava falar seriamente... – continuei fazendo carinho na Teffy, apesar dela já não parecer tão interessada. Desconfio de que eu não era bem quem ela queria ali.

- Por que você ofereceu uma recompensa pelo Quinn, Robert?

Ele me questionou sério e senti um tiquinho de medo pelo olhar que Gerard me lançara.

Maldito Frank bocudo.

- Não foi o Frank que me contou, Bert.- Gee voltou a usar seu tom maternal e aquilo me quebrou...

Quando passei a pensar no porque de ter feito aquilo, a vontade de chorar me pegou com tudo e um vazio se formou em meu interior.

- Sinto falta dele, Gee. – larguei Teffy no chão – Sei que foi culpa minha tudo que aconteceu, que fui distraído, de novo, mas... Eu o amo... E estou ficando desesperado, sabe? – respirei fundo – Mentira. Já estou desesperado. – olhei meus pés – Não queria que tivesse sido dessa forma... Se... – engoli o seco – Se não vamos mais nos ver... – só falar aquilo, já me agoniava – Queria conversar direito... E... – segurei uma de minhas mãos com a outra – O filho é meu também... Queria... Sabe... Ao menos conhecê-lo...

- Bom, você ouviu isso, né? – Gerard falou alto, o que me fez olhá-lo e em seguida, me virar para a direção que ele observava, onde vi Quinn, de braços cruzados, me fitando diante da porta – Acho que devem conversar. – levantou – Vou beber um chá... Nossa... Que enjoo horrível... – saiu para a cozinha, me deixando ali... Com Quinn...

Tantas coisas se passavam pela minha cabeça, mas não conseguia abrir minha boca para nada...

- Oi, Robert. – o tom dele era congelante, o que me fez permanecer parado em meu lugar, apesar da vontade de abraça-lo.

-... - permaneci com meus olhos cravados em Quinn...

Ele não havia mudado nada nos três meses que se passara, porém, sua face estava cansada, olheiras escuras eram visíveis abaixo de seus olhos e ele parecia abatido.

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora