Frank Iero (Parte II)

1.4K 165 207
                                    

Boa tarde babys...
Como vocês estão??

Espero que todos bem...



Então estamos de volta com o capitulo 3 e a segunda parte do capitulo do Fran...

Como sempre aquele agradecimento mais do que especial para a Mika e para a Keroline<3

A Mika escreve Destinados que é de onde surgiu todo esse universo onde se passa You Are Not Alone. Então se quer saber mais sobre esse mundo maravilindo corre la.

A Mika também é cooautora de Yana... Então esse mundinho lindo é construído por nos duas... As vezes mais por ela....😂😂😂
Mas são duas cabecinhas pensantes trabalhando nele e escrevendo cada coisinha...

Perfil da Mika: https://www.wattpad.com/user/MikaKamya
Link Para Destinados: https://www.wattpad.com/541222401-destinados-sem-controle

E a Keroline escreve frerard..<3  e nós ajuda na última revisão de cada capitulo💙💙💙

Perfil da Keroline: kottps://www.wattpad.com/user/threecheersxx
Fic da keroline: https://www.wattpad.com/529521101-where%27s-my-love-frank



Espero que todos gostem do capitulo... Particularmente eu adoro ele...

-

-

-


Ainda estava muito em choque com o que havia acontecido. Ver Gerard saindo em disparada enquanto segurava meu casaco contra o peito e me estendia à língua de dentro do elevador fora, de longe, a coisa mais engraçada que acontecera em minha vida nos últimos anos.

Estava rindo comigo mesmo, lembrando-me de toda a situação quando a porta foi novamente escancarada. Porém não teve Gerard entrando correndo e roubando peças de roupas aleatórias... O que teve foi um Bert escandaloso, um Matt nervoso, um Bob complacente e um Jepha sorridente adentrando meu quarto, minha manada inteira unida com o único objetivo de fazer uma intervenção.

- Você mordeu um ômega? – Bert, como sempre, muito discreto.

Bert não era apenas o vocalista da No Angel, era meu melhor amigo e de longe, o membro mais antigo de minha manada. Ele fingia ser o líder para evitar assédios desnecessários a mim, além de, muito claramente, adorar toda aquela atenção extra que recebia e que eu detestaria ter. Nos conhecíamos desde crianças e mordi seu pulso – a forma com a qual se formava um laço de manada – há muito tempo. Como com qualquer membro daquela manada, renovávamos a irmandade de tempos em tempos. Contudo, se tinha alguém que eu possuía total certeza que permaneceria ao meu lado por toda a vida, me dando cobertura e rindo da minha cara, era ele.

- O que você acha? - perguntei sorrindo amistosamente, eles já sabiam, não precisava de uma confirmação, olhei para Matt que começara a me encarar. Matt, por outro lado, era membro há, relativamente, pouco tempo. Na realidade, fora o último a entrar, talvez por isso, sempre se surpreendia com as merdas que eu fazia - Você está bem? - talvez tenha sido uma pergunta idiota, porque ele bufou e começou a falar com seu tom irônico.

- Se estou bem? Deixe-me pensar. - ele fez uma pose de reflexão - É ÓBVIO QUE NÃO! - gritou, verdadeiramente puto. Acho que ultrapassei alguma linha invisível de Matt, ele estava furioso - Você perdeu COMPLETAMENTE a cabeça, Frank? - me olhou plenamente desesperado, e me questionei se já o vira daquela forma antes...

"Hm... Acho que quando dancei e cantei 'Oops I did it again' no programa da Oprah...".

É, foi o mais perto que já o vi assim.

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora