Frank Iero

804 80 157
                                    

Oiii galera \o

Como vocês estão?

Espero que gostem desse capítulo, particularmente, o acho muito fofo <3

-

-

-

- Certo... Agora me fala, aonde exatamente nós vamos? - Gerard terminava de arrumar a mala que eu havia pedido e seguia me questionando.

- Amor, se eu te falar aonde vamos, deixa de ser surpresa. - o observei colocar uma toalha dentro da mala e revirar os olhos.

- Eu não quero surpresas Frank... Quero saber aonde vamos.

Contornei a cama de Gerard e o abracei por trás, colocando minhas mãos sobre sua barriga e dando um beijo em sua bochecha - Tenho certeza que você vai gostar da surpresa... Tudo pronto?

Ele se virou para mim, entrelaçando os braços em meu pescoço e selando nossos lábios em beijo breve - Só falta a comida da sua filha.

Ele apontou para Teffy que nos observava animadamente e eu sorri.

- Compramos no supermercado... Temos que levar alguns alimentos. - me olhou desconfiado e suspirou me abraçando de forma mais forte - Você não pode enforcar o pai do seu filho amor.

Eu e Gerard estávamos finalmente namorando há um mês... Mas realmente namoro... Nada de rolo, nem enroscamento... Era um namoro, real... Com direito a anel de namoro, jantares e tudo que um namoro tinha que ter... Naquele final de semana resolvi que teríamos alguns dias de paz, isolados...

Gerard me soltou e fez um sinal para Teffy entrar em sua caixinha de transporte, claramente ela o obedeceu, diferente de mim, que tinha de fazer malabarismos para convencê-la quando precisava leva-la ao veterinário...

- Como consegue? – questionei.

Ele se virou para mim e sorriu – Teffy é uma boa menina, ela não te obedece porque acha que você não tá falando sério. – disse pleno.

- Então, a culpa é minha por ela não me obedecer?

- Claramente. – respondeu Gerard pegando a caixinha dela e erguendo, sendo a única coisa que carregaria porque, conforme ele, não confiava em mim levando a Teffy...

"Vai que você resolve assustá-la e corre pelas escadas?" – dissera, preocupado com a possibilidade.

- Você sabe que isso é o mesmo que falar que eu sou um pai ruim não sabe? - peguei a mala de Gerard e a levei, a minha já estava no carro, sendo assim apenas seguimos pela porta com Gee trancando-a depois que passei pela mesma.

- Sim sei. - ele respondeu pleno - E acho que é melhor você ir mudando essa atitude antes que o Demian nasça por que não vou sair como o pai mau da história só por que você não tem pulso firme.

- Mas você fica zangado se eu grito com ela... – tentei me defender.

- Você me viu gritando com ela? – descemos na garagem e coloquei a mala dele ao lado da minha.

- Injustiça o nome! – falei enquanto ele prendia a caixinha da Teffy com o cinto de segurança.

- Ela tá tão animada... Se você não tivesse dito que é uma viagem longa, a levava no colo. – Teffy latia abanando o rabinho enquanto ele a acariciava por meio das frestas da caixa.

- Não é tão longa, mas prefiro todo mundo devidamente protegido.

Dei a volta no carro entrando e dando partida enquanto Gerard colocava o cinto.

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora