Gerard Way

1.8K 122 344
                                    


Oieeeee!!!!


Como vocês estão??


Espero que bem... 


Gente... Yana não está sendo atualizada na sexta, não oficialmente pelo menos...

O que aconteceu é que estive ocupada nos dois últimos sábados e não poderia postar... E hoje estou ansiosa porque a Mika está para voltar de viagem e eu vou ter a minha irma, conselheira e amiga de volta...


E para esse capitulo temos musiquinhas...

Primeiro::: The Only Hope For me is You <3 My Chemical Romance.

Segundo:::  You Are Ny Sunshine - Johnny Cash (tem uma versão cantada pelo Frank \o\)


Esperamos que gostem do capitulo...

.

.

.


Abri os olhos, e novamente estava nos braços de Frank... Já havia se tornado, praticamente, uma rotina. Desde o dia que bebemos juntos e ele me fez dormir em seu quarto, passei a ficar ali todas as noites, e de alguma forma acabava agarrado a ele e acordando em seus braços pela manhã.

Observei a pilha a minha frente. As roupas que escolhi. Eram muitas agora... Na verdade, já eram o suficiente. Meu estômago embrulhou.

- Você está tenso. – ele murmurou em meu ouvido, indicando que também já havia acordado e arrepiando os pelos de meu corpo.

- Um pouco... – respondi, suspirando, e pensando em o quão difícil estava sendo lidar com aquela situação de ter Frank tão próximo a mim.

Dormíamos e acordávamos juntos, sentia seu cheiro constantemente e se não fossem minhas dores, juro que teria cedido à tentação. Contudo, minhas costas haviam me incomodado bastante, e Frank parecia estar disposto a esperar tranquilamente até minha recuperação. Apesar de sempre ir para o banheiro de manhã e depois de darmos alguns amassos mais quentes.

Estava pensando em ver como me sentiria naquela manhã, se por um acaso, eu o deixava tão excitado assim... Logo cedo.

Mas, como sempre, hesitei em testar minha teoria, porque fiquei sem graça. Movi um pouco meu corpo... É... Não doía mais... Mesmo com alguns hematomas visíveis.

Já fazia onze dias que estava na casa de Frank, conseguia sentir meu cio próximo. Não seria naquele dia, contudo, talvez no dia seguinte ou depois. E meu problema seguia sendo o fato de não conseguir montar o ninho.

Sabe quando você está diante de tudo necessário, que entende exatamente como fazer, entretanto, não consegue pôr em prática? Era exatamente o que estava acontecendo comigo em relação ao ninho.

Isso me deixava tenso. Pela primeira vez tinha tudo em minhas mãos, e não conseguir seguir em frente era um pouco frustrante.

O senti me abraçar por trás, mas, não ao ponto de tocar todo o corpo em mim, o que me levava à teoria inicial sobre ele estar excitado – Por que você não esquece um pouco o ninho, hm? Vem ver a gente gravar algumas músicas... Você pode convidar aquele seu amigo, Ray, ou talvez a tal Kelly, se distrair um pouco... Da última vez, te fez bem se distrair.

Era verdade, havíamos bebido e jogado algo bobo de adolescentes. Depois daquilo, consegui terminar de separar as peças de roupa, qual ficaria em cada circulo, e até tinha uma imagem mais nítida do que faria, mesmo que ainda estivesse absurdamente travado.

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora