Gerard Way

676 88 237
                                    


Olá \o

Agora sim, capítulo <3

Espero que gostem <3

-

-

-


A escuridão me cercava e a única coisa que conseguia ver, era a mim.

Eu sabia que não era real... Não era possível ser... Não existia uma escuridão como aquela no mundo real...

- E eu com certeza não brilho no escuro... – murmurei tentando ver qualquer coisa, mas era impossível.

Foi quando comecei a ouvir vozes...

David?

Pisquei. Reconheci aquela voz imediatamente... Era Frank.

Não.

Era a minha voz agora... Reconheci aquela conversa...

Matheus?

Foi a primeira vez que perguntei se ele lembrava meu nome... Por que estava recordando disso agora? Corri para o lado contrário de onde vinham as vozes...

Não...

Pablo?

Merda. Merda. Merda. Eu não queria ouvir aquilo...

Que droga!

Corri o máximo que pude...

Por que ele só me quer quando está bêbado?

Eu não sei!

Nunca descobri... Talvez ele ficasse mais atiçado pelo meu cheiro?

Parei de correr.

Naquela época... Eu realmente pensava sobre isso... Sinceramente? Estaria mentindo se dissesse que nunca cogitei em usar meus feromônios para fazê-lo me morder...

Sim... Aproveitar aquelas brechas e fazê-lo me morder... Que horrível, não? Sempre me senti mal por esses pensamentos...

Como eu poderia amar tanto alguém que meu senso de certo e errado anuviasse dessa forma?

Contudo, eu consegui evitar... Naquela época...

– Ah, acho que não o deixei tão claro, não é?

Sim... Lembrava perfeitamente agora... Foi só eu beber um pouco, que meu senso morreu...

Ri sem achar graça...

Por que estava revivendo isso? Eu não queria.

Não queria lembrar que era a droga de um acidente para ele e que no fundo, a culpa sempre foi minha. De alguma forma, insisti em um amor que nunca teve chance...

Corri novamente...

Gee...

Ouvi a voz dele me chamando... Mas... Eu não queria voltar... Não queria voltar para ele...

Não queria mais...

Não queria mais sentir tudo que ele me passava...

Um calor se apossou de meu peito...

Gee... Por favor...

Esse sentimento...

Parei de correr.

Um espelho apareceu diante de mim e vi um reflexo... Contudo, não era o meu.

Era Jamia...

Estiquei uma de minhas mãos e ela esticou na minha direção...

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora