Quinn Allman

547 67 55
                                    


Oiiii \o\

Nossa, hoje o wattpad decidiu me dar dor de cabeça, tô desde às 18h tentando postar isso aqui...

Enfim, primeiro quero me desculpar pela demora...

Fiquei doente - na real, tô completamente sem voz hoje kkkkkkkkkkkkkkkk Quer dizer que ainda estou me recuperando...

Cheguei até a 40º de febre... Então... Acho que mereço o desconto...

Segundo, esse capítulo conta com a participação de um personagem muito especial, criado pelas meninas do grupo e já é praticamente nosso mascote <3

Terceiro, sim, era pra ser um capítulo do Gerard, mas ficou melhor sendo contado pelo pov do Quinn então...

Enfim...

Boa leitura <3 Esperemos que gostem <3

-

-

-

- Se você fizer isso comigo de novo, eu te mato. - meu reflexo no espelho era horrendo, minha barriga estava enorme e eu tinha tantas olheiras que parecia ter levado uma surra... E não do tipo de surra que gosto de levar.

- Mas o que eu fiz? - os olhos azuis de Bert estavam em choque e ele pareceu realmente confuso.

- Me engravidou. – falei decidido enquanto atirava outra camiseta que já não servia para um lado. Como eu podia aumentar tanto em tão pouco tempo?

- Ah, mas você tá tão lindo assim... – se aproximou por trás e encostou a cabeça no meu pescoço, deslizando a mão pela minha barriga e a massageando, enquanto lançava seus feromônios pelo meu corpo.

Desgraçado.

O pior que isso não me deixava só mais calmo...

Me excitava.

O cheiro do Bert me parecia ainda mais gostoso que o normal. Que merda. Eu tinha vontade de ficar sentando nele a droga do dia inteiro...

Mas já tentou transar com alguém com uma barriga do tamanho de uma melancia? Porra, tem que ter todo um jeitinho... E tem que ser devagar... Sempre gostei de fazer mais bruto...

E ele ainda ficava todo cheio de cuidado...

Bert espalhou os feromônios por dentro das minhas roupas e o senti suspirar no meu ouvido...

- Lindo o caralho. – falei tirando suas mãos de mim e indo tomar uma água, gelada de preferência.

Queria voltar logo a minha forma antiga e ter meu menino nos braços.

Por que era um menino!

Eu vou parir, vai ser um menino! Não importa o que o Bert diga, e é isso.

- Quinn... Vem cá. - me seguiu até a cozinha e sentou-se em um dos bancos altos... - Já estivemos mais longe, não é?

Pensei por um instante e era verdade... Já estava prestes a parir e talvez por isso me sentisse tão nervoso.

E ainda tinha o maldito jantar com as mães de Bert... Por que elas exigiam me conhecer antes do bebê nascer... E bem... Elas eram duas velhas ricas e esnobes...

Não era um eufemismo. Nunca as conheci, contudo já ouvi Bert ao telefone... Elas me odiavam. Não sei se só uma, ou as duas. Sei que uma delas o tentou convencer que era um golpe... O que de certa forma, começou sendo...

Elas também o fizeram ter uma conversa comigo – onde ele ficou muito errado e sem graça – pra pedir que após meu parto, seja feito um exame de DNA...

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora