Matt Pelissier

658 68 142
                                    

Yooo!!!

como vocês estão?

Então, primeiro nosso chá de bebê do Demian foi adiado para a proxima segunda, assim que podermos falamos o motivo...


Segundo esse capitulo é triste pra caralho e choramos horrores... Então coloquem sua melhor praylist bad (Sugerimos 'Cancer' e 'Disenchanted') e se joguem...


Espero que apesar dos pesares, gostem do capitulo. Bom choro...quer dizer...boa leitura...

-

-

-

Uma pequena fresta na cortina deixava que o sol entrasse pela janela... Um beijo em meu pescoço me fez arrepiar e sorri logo em seguida.

- Bom dia... - falei ainda com a voz rouca de sono fugindo da claridade que batia em meu rosto.

- Como dormiu? - Jeph se apoiou no cotovelo ficando a cima de mim e selando nossos lábios em um beijo de bom dia.

- Bem... Não... Tive nenhum sonho hoje. - observei o sorriso dele e envolvi seu pescoço com meus braços o trazendo para um abraço ao qual ele encaixou o rosto em meu pescoço.

Foram meses difíceis... De pesadelos, nos quais eu acordava simplesmente apavorado e apenas aquele abraço me acalmava.

Ter perdido nossa primeira filha foi muito mais doloroso do que imaginei que poderia ser, foi algo súbito no segundo mês de gestação, e superar aquilo fora impossível... Jeph estava comigo o tempo todo, claro... Mas ainda era eu que tinha que lidar com meus pensamentos e com o medo de perder nosso segundo bebê... E aquilo era desesperador...

Ela era uma menina... Uma menina alpha. O nome era Emma. Nós a enterramos... Pedi para passar por isso... Ter o meu luto... Jeph me acompanhou, ele era o único que estava ao meu lado já que havíamos optado por manter segredo, ao menos por um tempo.

Contudo, não conseguia parar de pensar... Foi culpa minha? Não me cuidei o suficiente?

Foi horrível ouvir do médico que isso 'era normal' e que eu 'já deveria saber dos riscos'.

Não me importava com porcentagens... Não queria tê-la perdido...

Nós não havíamos comprado muitas coisas, apenas um par de sapatinhos e um babador fofo que eu me apaixonara... Enterramos com ela...

Suspirei. Não podia ficar remoendo isso... Tinha de pensar no bebê em meu útero, que eu ainda não sabia o sexo ou gênero...

"Você vai ficar bem." – repeti como um mantra, levantando.

Jeph se afastou de mim olhando em meus olhos... - Me parece cansado... Talvez devesse pedir folga hoje e ficar em casa, não?

Parei por um instante e suspirei, me levantando e me sentando - Não... Hoje é o dia da gravação do videoclipe, a imprensa vai estar toda lá... Já viu, vai ser um caos.

Jeph não falou nada, mas eu sabia que ele era contra... Contra toda minha decisão de não alarmar a manada sobre nosso bebê e guardar segredo ao menos até termos alguma garantia de que ele nasceria bem.

Quando fui levado às pressas pro hospital acabamos inventando que tive uma crise alérgica muito séria, e assim mantivemos o segredo... Mas isso era por mim... Por que eu tinha consciência de que a vida de ninguém deveria parar por minha culpa.

Ou por simples capricho meu.

Me vesti e respirei fundo. Eu ia conseguir. Era só um videoclipe, faria meu trabalho e ficaria tudo bem.

You Are Not AloneOnde as histórias ganham vida. Descobre agora