Sabertooth

2.4K 189 26

Lucy on:

Estava em uma casinha de madeira.Não estava sozinha.Plue estava comigo...Era uma casa na árvore, era bem alta, olho pela janela e sinto enjôo ao ver uma casa tão pequena lá em baixo.Tento ficar o mais longe possível dessa janela.Olho para meus pés, eles são pequenos,assim como minhas mãos. Vejo o tamanho do meu cabelo,está mais curto.Plue ficou grande ao meu lado...Acho que tenho 8 anos.De repente meu pai entra na casa,ele primeiro me encara.O que ele faz aqui?Ele não diz nada.O que quer?

-Pai,o que o senhor deseja falar?-Pergunto com medo.

-Preciso conversar com você sobre um assunto sério,Plue não pode continuar conosco.-Ele foi direto,e atingiu meu coração em cheio.

Meu pai se levanta e tira um saco preto de seu bolso,junto com uma corda.Ele amarra a corda na coleira de Plue e o arrasta para dentro do saco.

-Pai,o senhor não pode!Ele vai morrer sem ar!-Grito.

-Me desculpe, mas é o único modo.-

Ele consegue finalmente botar Plue dentro do saco, mas não por muito tempo, vou para cima de meu pai e puxo o saco,fazendo com que Plue caísse no chão. Ele não se machuca,mas,começa a morder meu pai.Os dois começam uma briga feia,e eu não conseguia me mover.A janela ainda estava aberta.E eu já previa o que aconteceria a seguir.Plue acaba por derrubar meu pai,fazendo-o cair pela janela em direção ao chão em uma grande velocidade.O barulho do seu corpo batendo no chão foi perturbador.Plue continua latindo para meu pai da janela.Desci da casa com pressa,e quando vou para perto dele,vejo uma grande poça de sangue.Ele caiu de barriga para baixo. Viro seu corpo para cima,e vejo que está todo roxo.Encaro ele assustada e vejo de repente uma larva saindo de sua boca.Minha visão embaça e caio para trás...

Acordo gritando.Aquelas imagens não saíam da minha mente.Isso foi um pesadelo.Se acalme Lucy,foi apenas um pesadelo...Olho para os meus membros conferindo se estavam do tamanho normal,e estavam.Foi apenas um sonho.Me levanto da cama e vou ver como Plue está.Ele ainda continua tremendo, mas parece não fazer muito efeito pois ele ainda continua agitado.Pego meu celular e digito o número da minha mãe:

Ela:-Alô?
Eu:-Mãe, pode levar o Plue ao veterinário hoje?
Ela:-Claro,de tarde passo aí,separa logo a carteirinha dele e a coleira.Beijos.
Eu:-Okay,obrigada mãe. Beijos.

Desligo o telefone aliviada, não vou precisar faltar a aula.Brinco um pouco com ele e começo a me arrumar para a escola.Tomo meu café e vejo o horário.Oh.Estou adiantada para minha surpresa.Me sento na mesa e fico olhando para o teto esperando a hora passar.Vejo que tem uma caneta e alguns papéis em cima da mesa.Hm...Tive uma ideia!Tem uma coisa que eu sempre quis fazer,e essa coisa é escrever um livro.Amo livros, vou começar hoje!Tenho 1 hora e 40 minutos. Bom...Sobre o que vai se tratar o livro?Ah!Vai ser romance com um pouco de suspense.Boa!E qual vai ser o título? Hm...Fico mordendo a caneta enquanto penso em um bom título...De repente começo a bater meu pé esquerdo no chão.Bom...Acho que vou ver o título quando eu tiver acabado o livro.Na minha opinião, o título é o mais difícil.Começo a escrever apresentando a personagem principal e como sua vida é. Bom.Olho meu relógio e tomo um susto.Só escrevi 17 páginas e já se passaram 1 hora e 20 minutos.Tenho que ir.Infelizmente. Gostei de escrever.Deixo as folhas na minha mesa e saio de casa.No caminho,como tem um rio em frente à minha casa,decido ir de barco.

-Olá!Poderia me levar de barco até o colégio Fairy Tail?-Pergunto para um moço que estava com seu barco em minha frente.

-Oh!Olá!Claro!Mas vai custar dinheiro.-Ele responde receoso.

-Tudo bem,estou disposta a pagar.-

-Pode entrar!-Ele sorri e me estende a mão para me ajudar a entrar no barco.

Meu rosado - Fairy TailLeia esta história GRATUITAMENTE!