Você Não A Ama

554 41 35

Eu havia perdido o apetite.Tentar adivinhar o que os dois falavam parecia ser mais interessante. Mal toquei na comida,ao contrário de Natsu,que pediu um monte de pratos e ainda comeu o meu.

Guloso.

Eles estavam um tanto sérios e os únicos sorrisos que eu via em seus rostos eram no máximo maliciosos.Não pareciam estar se divertindo ou tendo uma conversa romântica pois suas poses tensas eram notáveis.O que seriam capazes de fazer?Logo agora que pensei que minha vida iria começar a andar bem...

-Lucy,para de ficar os encarando.Principalmente com essa expressão irritada.Parece que você está com ciúmes.-

Nunca senti tanta vontade de dar na cara de Natsu como naquele momento.

-CIÚMES?CI-Ú-MES?FICOU DOIDÃO?- O olhei com reprovação e o mesmo abriu um sorriso sem graça.

-Me desculpe,é que para os outros deve parecer isso...

-E desde quando Natsu Dragneel se preocupa com a opinião dos outros??- O olhei desafiadora.

-É só que não parecemos estar juntos.- Ele revelou sem ao menos me olhar nos olhos.Estava focado em comer seu frango.

-Estamos...Juntos?- senti minhas bochechas corarem.- Tipo...Oficialmente?

Essa foi a única hora em que ele largou a comida e finalmente me olhou nos olhos.

-Eu realmente preciso confirmar isso?- O mesmo riu após soltar seu comentário.

-Óbvio.Fala logo.-

Senti minhas pernas ficarem dormentes e meu coração bater mais rápido.Eu sempre fui muito ansiosa.

-Então estamos juntos sim.É isso.-Ele sorri e volta a comer normalmente.

-É SÓ ISSO QUE VOCÊ ME DIZ?SEU SEM SENTIMENTOS.EU QUERO UM PEDIDO DESCENTE COM FLORES E ANEL.TÁ PENSANDO O QUÊ?-

Algumas pessoas do restaurante nos olharam assustadas.Afinal,não é todo dia que se vê uma loira histérica num restaurante.

Ele apenas sorriu e me olhou pensativo.

-Talvez.Vou pensar em algo.- E piscou para mim com um sorriso malicioso.

Argh.

Decidimos ir embora discretamente para que Gray e Lissana não percebessem nossa presença.

Pena que Natsu não compreende o significado da palavra "discretamente".

Ele havia amarrado seu cachecol no rosto,tampando sua boca e nariz e falava de uma forma estranha.

-SENHORITA,IMAGINE SE O PRETO FOSSE CLARO E O BRANCO FOSSE ESCURO.A NOITE SERIA DIA?-

Como não dei muita atenção e continuei caminhando como se não o conhecesse,o mesmo agarrou o meu braço e me puxou em sua direção.

-ESTÓI FALANDO COM VOCÊ.-

E claro,não prestou.Ele parecia um bandido com aquele cachecol,e infelizmente uma mulher pensou o mesmo.

-LADRÃO!!- Ela gritou do fundo do restaurante. Todos começaram a correr e a se esconder debaixo das mesas.Gray e Lissana vieram em nossa direção,provavelmente me reconheceram.

-HEY,SOLTE A LUCY.- Gray disse com raiva,se preparando para dar um soco.

-NÃO CALMA,ESPERA.GRAY,É O NATSU.-Gritei em meio àquela confusão.

Estava uma gritaria só.Nós quatro saímos do restaurante para que conseguíssemos conversar.

-NATSU!O QUE PENSA ESTAR FAZENDO?- Gray o repreende irritado.

-Tomamos um susto!Não acredito que você provocou aquilo.- Lissana o olhou com raiva.- Enfim...O que estavam fazendo aqui?

-Viemos almoçar.- Respondi seca.

-E vocês?- Natsu perguntou um pouco mais amigável.

-Bom,estávamos no restaurante,É ÓBVIO QUE VIEMOS PARA COMER,SEU IDIOTA.- Gray estava sem paciência e eu comecei a rir de seu comentário e da cara de idiota do Natsu.

-Bom...Vamos indo...Já estávamos de saída,não é,Natsu?- Tentei puxá-lo em vão para fora do restaurante.

-Espere um pouco mais,Lucy.Eles ainda não se explicaram.- Ele me olhou sério e na mesma hora senti um calafrio percorrer a minha espinha.

-E LHE DEVEMOS SATISFAÇÕES?- Gray disse com raiva,quase partindo para cima de Natsu.

-CALA A BOCA. Quero ouvir a Lissana.-O rosado cruza os braços e espera pela reação da vadia/puta/galinha.

-Ér...Foi só um almoço. Apenas isso.Somos amigos.Por que tantas perguntas?- Ela o olha desconfiada.

-Por quê...Por que,Lucy?- O rosado pergunta e sinto o olhar dos três sobre mim.

-Huh?Ah...Nada.Só havíamos achado estranho...- Respondi meio embaraçada.

-Lucy,não acha que está exagerando na sua mania de perseguição?Olhe bem,eu mal falo sobre você.Por que desconfia tanto de mim?Não tem confiança sobre o seu taco...?- Ela me olha de uma forma desafiadora.

-Não tenho confiança?Como assim?- Fico confusa.

-Diga à ela,Natsu.Diga as coisas que você me disse.Revele a verdade.Afinal,você disse que não a amava...- Ela sorri fraco e me olha com pena.

-ISSO FOI HÁ MESES ATRÁS.Não se encaixa em nossa atual situação...-Ele tenta se defender.

Eu não conseguia dizer nada.Estava um tanto....Perplexa.Passei esses meses sofrendo por causa dele e achei que ele sofria o mesmo por mim...Mas acabei de descobrir que em certo momento ele negou seus sentimentos sobre mim...Patético...Como sempre,eu faço o papel de trouxa.

Eu não sei explicar porque aquilo havia me abalado.Será que eu nunca tive controle da situação?

-Natsu...Vamos embora.- Finalizei e comecei a caminhar em direção à saída da loja,não queria ouvir mais nada.Só queria sair daquele local.

Ele me seguiu,também sem dizer nada.Pude apenas ouvir as risadas abafadas de Lissana e o Gray brigando com ela sobre isso.

(...)

Caminhamos até a minha casa.Nosdespedimos friamente e ele foi embora,restando apenas eu e a solidão. Me afundei no sofá e parei para refletir.Tenho me achado tão...Vazia.Senti meu estômago revirar ao lembrar de tudo que havia passado.

Seria esse o anúncio de que algo ruim está por vir?Droga.

Em meio aos pensamentos,acabei adormecendo com esse pequeno peso em minha consciência...

4 horas depois:

Acordei com um barulho em minha sala.Assim que abri meus olhos,vi uma figura de uma pessoa usando uma máscara preta.Eu estava me preparando para soltar o meu mais alto berro quando esse tal ser colocou algo sobre meu rosto que me fez perder todos os sentidos na mesma hora.

E agora,Natsu?O que irá fazer?

Meu rosado - Fairy TailLeia esta história GRATUITAMENTE!