Problemas

3K 252 36

Acordei com o despertador tocando e o Plue latindo para o mesmo.Grunhi.Estou tão cansada...Tive que acordar mais cedo,graças à escola...Que droga!Fui finalmente desligar o despertador e em seguida tomar um banho e me arrumar para a escola.Tive que passar meu uniforme,infelizmente. O uniforme era uma blusa branca com gravata vermelha,uma saia azul e um casaco estilo moletom.Vesti minhas roupas,botei um laço lateral vermelho em minha cabeça e calcei minhas sapatilhas.Coloquei comida para o Plue e fiz meu café.Ainda tinha olheras em meu rosto. Quase não dormi a noite.Sonhei com meu pai.Aahhh.Algo vai acontecer.Tentei parar de pensar nisso,mas toda hora vinha em minha mente a imagem dele em um túmulo.Acabei por deixar isso para lá e fui arrumar meu material para sair de casa.Plue acabou por perceber meu estado emocional e pulou em meu colo me fazendo cair de bunda no sofá.Não briguei com ele,apenas fiquei acariciando sua cabecinha.Ele é tão fofo.Ele acabou por sujar um pouco meu uniforma,mas não liguei.Quando levantei ele veio junto me seguindo até a porta.Me agachei em sua frente de costa para a porta e comecei a fazer carinho em sua cabeca.

-Não se preocupe, volto logo.Não faça bagunça!-Falei com uma cara séria mas logo amoleci quando ele deitou de barriga para cima querendo que eu brincasse com ele.

Dei uma coçadinha nele mas logo me levantei e saí. Fechei a porta cheia de pena e fui a caminho.Peguei meu celular e botei meus fones e deixei a música me levar.No meio do caminho me encontrei com a Levi que estava toda apressada tentando fazer o trabalho que o professor passou ontem.Coitadinha.Nem precisei ajudar,ela já sabia de tudo e fez as contas rapidamente.

-Lu,por que está tão quieta?-Ela me pergunta enquanto guarda seu material.

-Ah,não é nada,só estou meio pensativa.-Forço um sorriso logo depois.

Ela não pareceu ter acreditado mas preferiu ficar quieta.Ficamos em silêncio até chegar ao colégio.Chegando lá, a Levi me olha séria e diz que quer conversar comigo no almoço.Ai que droga!Vou ficar curiosa até o almoço!Ela logo se despede e vai embora me deixando sozinha.Vou em busca de um banco vazio para me sentar.Por sorte encontro um e fico nele,ouvindo músicas e pensando nos últimos acontecimentos.Por algum motivo esse sonho me deixou tocada.Do nada sinto uma mão em meu ombro e paro para ver quem é.

-Bom dia Lucy!-Natsu abre um sorriso lindo e senta ao meu lado.

-Bom dia Natsu!-Logo abro um sorriso maior que meu rosto.Toda vez que vejo ele,mesmo estando mal humorada,abro o maior sorriso.

Fico olhando a letra da música que eu estava ouvindo,a música era Love Me Like You Do da Ellie Goulding.Eu amo essa música,ela parece que me define.Natsu começou a mexer em meu cabelo,olhando fio por fio me fazendo ficar meio desconfortável.Ele acaba puxando fortemente um fio de cabelo meu me fazendo gritar de dor.Meu couro cabeludo é muito sensível, qualquer puxadinha dói e me faz ficar com lágrimas nos olhos.Ele me olha meio surpreso e me dá um abraço me envolvendo toda e falando a palavra "desculpa" várias vezes.Me arrepio toda com seu abraço.Estranho.Quando ele me solta,acabamos trocando um olhar de 6 segundos até que eu viro a cabeça meio corada.Só nesse momento percebi como seus olhos são bonitos e intensos.Seus olhos são verdes tipo uma azeitona... Que fofos.Olho para ele que ainda estava a olhar para mim.

-Que foi!?Por que você me encara tanto!?-Perguntei meio confusa.

-Oh,desculpa,é que você fica bonita quando esta triste.Hahaha-Ele me responde coçando a cabeça.

-Realmente você é um insensível!-Levantei do banco,desliguei o celular e já estava dando o primeiro passo quando sinto sua mão segurando minha blusa,me puchando para ele.

-O que foi agora!?-

-Lucy, desculpa-Ele fez a cara mais linda do mundo,parecia a cara do Plue hoje de manhã quando eu estava indo embora.Ele fez um biquinho se levantou e me deu um abraço.

-Me solta!-

-Não, sabe qual o remédio para curar tristeza?Cócegas!-Mal ele terminou a frase e começou a me fazer cócegas no com seus dedos na minha barriga.Caí no chão de tanto rir,até que finalmente acho seu ponto fraco e viro o jogo.Agora ele estava no chão morrendo de rir.Quando vi que ele já não aguentava mais,parei e o ajudei a se levantar.

-Mas agora é sério, o que houve Lucy?-Me perguntou ele com um tom preocupado.

-Posso te explicar depois?Eu não quero falar sobre isso agora...-Pedi fazendo biquinho.Ele assentiu com a cabeça e não tocou mais no assunto.

-Natsu,ontem, quando deixei você e o Gray na enfermaria,o que ficaram fazendo depois?Por que não voltaram para a aula?-Perguntei.

-Ficamos conversando e brigando,não voltamos porque não podíamos, o diretor disse que não iríamos assistir às próximas aulas por causa do comportamento e Blá Blá Blá...-Me respondeu meio irritado.

O sinal acaba de bater e estamos indo em direção à sala,até que o diretor chega e pede para o Natsu seguir seu caminho pois queria conversar à sós comigo.Fiquei meio assustada pois dizem que esse diretor é tarado, e graças à isso,não fiquei muito à vontade com esse senhorzinho.Sim.Ele era muito baixo.Era menor que a minha metade.Seu nome era Makarov.Que nome feio.Ri da situação.Ele me conduziu até sua sala e pediu para que eu esperasse. O que será que aconteceu!?Será que fiz algo?Só de pensar nisso minhas pernas começaram a tremer."Por favor,não seja nada ruim" fiquei desejando enquanto esperava o diretor.De repente ouço o barulho da porta e vejo o diretor com mais alguém. Forço meus olhos para ver quem era.Não acredito.Era ele.Botei minhas mãos em meu rosto e arregalei meus olhos.Não pode ser....

Desculpa pelos meus erros de Português Estou com um pouquinho de pressa (como sempre) e não consegui revisar (como sempre).Obrigada mesmo pelos comentários e curtidas!Isso ajuda muuuito e me deixa muuuito feliz.Em breve postarei o próximo cap.Espero que gostem!

Meu rosado - Fairy TailLeia esta história GRATUITAMENTE!