Problemas Prt.2

2.6K 237 24

O diretor trazia consigo meu pai e mais uma pessoa.Um policial.Meu pai estava algemado.Olhava atentamente cada detalhe dele.Meu pai estava meio machucado e olhava diretamente para mim.Eu estava sem palavras.

-Lucy,seu pai foi condenado à prisão por roubar.Ele era um dos chefes dos ladrões que mais roubaram em nosso país,já que ele era político, simplesmente desviava dinheiro de empresas muito grandes e do povo para sua conta com ajuda de seus comparsas. Ele estava sendo procurado,e o encontraram hoje indo em direção à sua casa.-

Ouvia cada detalhe atentamente.E a cada palavra,meu olhar de desgosto sobre meu pai aumentava.Ele ainda não tinha abaixado a cabeça.Sempre orgulhoso.Fomos em direção à delegacia.Enquanto esperávamos,ninguém trocou uma palavra.Assinamos alguns papéis e tiraram fotos dele para divulgar na internet e televisão.Ai que vergonha.Levaram ele para uma cela e o trancaram.Ele ficou em pé, parado,nem ele acreditava no que estava acontecendo. Olhei para ele com pena.

-Lucy, eu...Eu...Eu...-Antes que ele terminasse a fala o delegado pediu para que eu demorasse pouco tempo,no máximo 5 minutos.

-O que pai?Olha o que você fez!Eu não estou acreditando! Eu tenho um pai ladrão. E o pior,ele roubava não só dos ricos,mas também dos pobres!-

-Lucy,eu fiz tudo isso por você.-
Encarei ele furiosa.

-Por mim?!Por mim!?!!Você fez apenas para você!Eu não desejei uma vida de luxo,eu desejava seu amor,seu carinho,sua atencão!-Meus olhos já estavam vermelhos e cheios de lágrimas.

Ignorei seu comentário seguinte,e falei que iria visitar ele 1 vez por semana.Apesar de ele ser um babaca,ainda é meu pai.Ele concordou.Fui embora sem olhar para atrás.A primeira lágrima rolava pela minha face,queimando todo seu percurso.Aquilo não eram lágrimas de tristeza,eram lágrimas de raiva,ódio. Assinei mais algumas coisas na delegacia.Nossa,ainda haverá julgamento, com certeza ele será condenado.Logo depois me pus à caminho da casa de minha mãe. Lá era o único lugar onde eu queria estar.Fui de táxi.Enconstei a cabeça na janela do automóvel e olhei para fora.Eu estava chorando muito,soluço atrás de soluço. Agora sim,essas eram lágrimas de tristeza.Enquanto olhava para fora do carro vi uma menina e seu pai passeando na rua.

-Papai!Me leva no colo!?Por favor papai!-

-Ah...Deixa eu pensar...Claro que sim!Venha,levante os braços!-
Ele pegou a mesma em seu colo,colocando à em seu ombro,sentada.

Ela fazia festas no cabelo de seu pai.Por um momento aquela menina me viu.Ela sorriu para mim,e acenou.Sorri de volta e deixei mais lágrimas caírem. Quando finalmente cheguei na casa de minha mãe, ela não estava,ótimo!Me sentei no sofá esgotada e acabei adormecendo....

-Lucy,acorda,você têm visitas!-
Minha mãe começou a me sacudir.Arregalei os olhos meio espantada,quem serão?Pulei do sofá e fui em direção à cozinha pois tinha ouvido vozes de lá.Quando cheguei,Levy,Natsu,Gray e Erza me esperavam.Natsu e Gray estavam brigando como sempre, enquanto Levy e Erza conversavam com minha mãe.Quando me viram,todos se calaram.

-Oi...O que vieram fazer aqui?-

-Prazer em te ver também Lucy!-Disse Natsu todo sorridente.

-Oh desculpe Lucy,viemos te apoiar,ficamos sabendo da notícia no intervalo, e quando a aula acabou,viemos correndo para a casa de sua mãe. Claro passamos antes em sua casa,mas como não havia ninguém lá, deduzimos que talvez estivesse aqui.-Disse Erza toda orgulhosa.

Depois de todos me cumprimentarem, pedi um abraço geral.Ficamos abraçados por um tempo.

-Gray, sai para lá!Você está tampando a Lucy!Deixe um espaço para que eu poça abraçar também!-

-Cala a boca Natsu!Você que é muito lerdo!-

Os dois ficaram discutindo sobre quem ficaria com a maior parte de mim.Nossa,isso é estranho. Acabamos jantando em casa mesmo,e na hora da partida pedi que alguém viesse comigo essa noite até minha casa.Natsu,não podia,ele tinha que alimentar o Happy,o Gray disse que teria que estudar e Erza disse que iria organizar suas coisas hoje,sobrando apenas a Levi.Ela aceitou e veio comigo.Me despedi de minha mãe com um longo e caloroso abraço.Fomos de táxi, e conversamos bastante sobre alguns livros que tínhamos em comum.Chegando em minha casa,logo ouvimos Plue latindo.Quando saí do carro vi que ele estava à minha espera. Logo que abri ele pulou em cima de mim me lambendo toda.Como já estava tarde,pedi a Levi que dormisse em minha casa essa noite.Ela resistiu um pouco mais logo mudou de ideia ao ver minha coleção de livros.Ficamos até tarde apenas conversando.Arrumei o sofá para ela dormir e alimentei o Plue.Me deitei antes e comecei a chorar.Sou muito sensível. Fiz uma posição fetal ,deitando de lado me encolhendo toda enquanto chorava.Plue estava na sala tomando conta de Levi.De repente ouço alguém abrindo a porta.Levi.

-Lu,onde é que ficam as...Lu!O que houve!?-Ela veio sentando em meu lado e me abraçando.

Me sentei para que pudéssemos conversar melhor e comecei a explicar tudo.Falei a minha vida toda para ela.Ela no final, apenas segurou minha mão e me consolou. Acabei dormindo enquanto ela me abraçava,e depois não vi mais nada....

Vocês acham que a vida da Lucy é problemas!? No próximo capt. será comprovado o contrário!Notícias boas chegarão na vida de Lucy.O que será?Hm...Será que tem a ver com o Natsu?...

Meu rosado - Fairy TailLeia esta história GRATUITAMENTE!