Finalmente

2.2K 187 29

Logo mudamos de canal e suspiro aliviada ao ver que o novo programa era de comédia.Nossa.Que situação.Natsu não comentou mais nada.De repente ouço meu celular tocando.Peço licença e atendo.Era Erza.

Erza:Lucy!?
Eu:Alô. Oi Erza.
Erza:Quero te falar umas coisas.Tem um tempinho?
Eu:Não, estou com Natsu.quando ele for embora eu te ligo.
Erza:Hm... Okay,se divirtam.

Ela desliga o telefone logo depois.

-Quem era?-Natsu pergunta.

-Erza,ela queria falar sobre um assunto comigo.-Respondo.

-Ah...-

Continuamos vendo o programa por algumas horas e depois ele resolveu ir para casa.Me despedi dele e entrei correndo para saber o que houve com a Erza.Disco seu número e espero ela atender.A puta não atende.Ligo de novo.E de novo.E de novo.Mais uma vez.Outra vez.E de novo.E ela não atende!Desisto e decido ligar para Levi.Vai que ela sabe de algo.Disco seu número e espero a mesma atender.

Levy:Alô?
Eu:Levy?Alô. Tem um tempo para falar comigo?
Levy:Ah!Olá,Lu!Não posso,estou com Gajeel.Estou ajudando ele com seu castigo escolar.
Eu:Como assim?
Levy:Ah,ele pegou detenção e teria que organizar vários livros da biblioteca, e por isso me chamou.
Eu:Então tá...

Desligo o telefone.Levy safada.Hahaha.Estou cansada.Tomo um banho e escovo meus dentes.Penteio meu cabelo e finalmente vou dormir...

Levy on:

Lucy desligou na minha cara.Hm.

-Levy!Venha aqui!-Gajeel me chama.

-Já vou!-Respondo.

Como vim parar aqui mesmo?Aé!Tudo começou quando ele trocou de sala com Natsu.Gajeel era grande,forte,alto,cabeludo e roqueiro.Era o meu contrário. Eu sou delicada,baixa,estatura pequena e tenho o cabelo curto.O professor falou para que ele se sentasse ao meu lado.Deve ter pensado que eu iria guiar ele para o caminho bom...Não adiantou.Ele fez a maior algazarra na sala.O professor pediu para que fizéssemos trabalhos em dupla e acabei sendo forçada a ficar com ele.Ele não me ajudou em nada.Nem com dinheiro. Eu estava brava.1 semana depois,quando cheguei na sala com o trabalho,ele começou a criticar.

-Gajeel!Chega!Você não me ajudou em nada!Você não pode me criticar!-Gritei para ele.Quando terminei de falar,chutei a sua canela e saí correndo.Não parei para ver se tinha machucado.

Corri por todo o colégio.Decidi me sentar embaixo de uma árvore que ficava solitária em um canto.Começo a chorar.Não chorei por pena.Chorei por que eu estava com raiva.

-Baixinha.Tudo bem?-Levanto o rosto e vejo ele.O mesmo se senta ao meu lado.

-Não. Não está tudo bem.-Respondo para Gajeel.

-Desculpa.-

-Como me achou aqui?-Pergunto.

-Eu adoro essa árvore. Foi por impulso.Achei que talvez você estivesse aqui.Até porque te vejo aqui várias vezes.-Ele me responde.

-Como sabe que eu venho aqui?-Pergunto de novo.

-Eu te observo.Você é diferente das outras garotas.E eu gosto disso.-Coro violentamente.

-Ah.Isso foi um elogio?-Dou um soco em seu braço.

-Foi.Vamos!-Ele me puxa pelo braço.-Temos um trabalho para apresentar.-Ele diz e me puxa até a sala.

Ele era bacana.Ficamos conversando durante a aula inteira.E conseguimos tirar a nota máxima no trabalho.E a partir desse dia,viramos grandes amigos.Eu acho ele a melhor pessoa desse mundo.Acredito que eu tenha alguns sentimentos por ele.Mas não tenho coragem para dizer.Hoje estou aqui ajudando ele.Como uma boba.Mas eu gosto da companhia dele.

Meu rosado - Fairy TailLeia esta história GRATUITAMENTE!