Casa Nova

3.8K 319 96

Ele:Eae Loirinha!Sei que pareço grudento te mandando uma sms tão cedo mas é que estou com saudades...Saudades das minhas roupas :) Será que podemos nos encontrar?Assim você traz elas.
Bjs

Oh,fiquei meio decepcionada. Teria que devolver seu casaco,mas também estava ansiosa para vê-lo.Perguntei se podia ser amanhã às 13:00 da tarde.Ele confirmou e disse que me pegaria aqui em casa.Graças à isso,quase não dormi.Estava muito agitada.Fiquei pensando à noite toda em como seria amanhã.Ele se tornou meu melhor amigo.Claro que tenho outros melhores amigos mas me distanciei bastante deles nas férias,ainda mais que vou entrar em um colégio novo.Como será que vai ser o colégio? Como serão as pessoas de lá? Ai,que confusão,e para piorar eu ainda terei que alugar uma casa.Já sei!Vou procurar uma casa amanhã com o Natsu!Ótimo! Nesses pensamentos acabei adormecendo, dessa vez sem o casaco dele.Acordei 12:00.Dei um pulo e fui me arrumar o mais rápido possível.Tomei um banho rápido e botei qualquer roupa, quando fui pegar meu celular, lembrei-me de que eu não havia botado ele para carregar.Dei um tapa na minha testa.Lerda.Teria que sair sem meu celular.Peguei as roupas do Natsu e fui para a cozinha comer algo.Infelizmente minha mãe tinha saído para ir no mercado.Bufei.Teria que cozinhar.Fiz um sanduíche e bebi um copo de refrigerenate sem gás que estava na geladeira à semanas.Fui ver o horário e vi que faltavam 5 minutos para às 13:00 da tarde.Relaxei e fiquei esperando.De repente ouço a campainha tocar e vou correndo para abrir a porta.Quando chego nela não era o Natsu,era meu pai.Congelei na mesma hora.Minhas pernas começaram a tremer.Minha mão estava suando. Por que ele veio até aqui?Qual é o problema dele?Comecei a encarar seus olhos esperando que ele falasse algo,vendo que ele não iria falar nada,perdi a paciência e fechei a porta em sua cara.Subi rapidamente para o meu quarto e deixei que ele ficasse lá sozinho.Olhei pela janela para ver se ele já havia ido embora.Infelizmente isso não aconteceu.Ele ficou lá esperando meio impaciente,mas o Natsu acabou chegando e quando viu aquele homem em minha porta fez uma cara feia,porém os dois acabaram se cumprimentando.Natsu tocou minha campainha 3 vezes e eu forçadamente tive que ir atender.Quando abri a porta, ele deu um sorriso lindo e eu retribui com outro que logo sumiu ao ver meu pai.Cruzei os braços e disse ao Natsu para me esperar no carro pois já estava indo.Ele concordou meio contrariado.Quando o Natsu se foi olhei para o meu pai com uma cara debochada, ele vendo a situação acabou quebrando o silêncio:

-Agora está saindo sem a minha permissão?-Disse ele apertando meu braço. Tirei bruscamente sua mão de mim e respondi:

-E eu te devo alguma satisfação da minha vida?-

Ele não aguentou e me empurrou,me fazendo cair de bunda e bater a cabeça na maçaneta da porta.Então ele diz:
-Oh,você me deve sim.Sou eu que te banco!-
Finalizou dando um sorriso perverso.

Levanto rapidamente e corro em direção ao carro de Natsu dizendo ao meu pai para ele sumir da minha vida. Ele simplesmente diz que vai voltar pois têm contas a pagar comigo.Idiota.Eu estava sentindo um pouco de dor na cabeça.Passei minha mão no local afetado e vi que estava saindo um pouco de sangue pois acabei batendo ela na ponta da maçaneta.Sai do carro de Natsu e chutei uma pedra em minha frente.O Natsu saiu de seu carro e veio até mim dando um beijinho na minha cabeça. Resolvemos tratar do machucado primeiro e só depois sair.No caminho,fui explicando a ele quem era esse homem.Ele já sabia de quase tudo pois contei a minha vida inteira à ele nesses últimos dias.E ele concordou comigo em arranjar uma casa rapidamente sem comentar nada com ele.Acabei que esqueci de devolver as roupas à ele.Ele parece não ter ligado muito pois nem tocou no assunto.Fomos em busca de uma casa,até que encontramos uma perfeita.Combinei tudo com a dona e dei dinheiro o suficiente para pagar 4 meses de aluguel graças às minhas economias e dinheiro da minha mãe. Eu poderia começar a morar lá daqui à 2 dias.Suspirei totalmente relaxada.Agradeci ao Natsu e depois fomos ao restaurante que fica perto da minha nova casa.Eu estava sem fome e por isso comi apenas um pedaço se torta de maçã. O Natsu pediu um hambúrguer e refrigerante.Ele estava com muita fome,não deve ter comido em casa...Começamos a conversar e quis saber um pouco da vida dele.Ele perdeu seus pais em um acidente de trânsito à sete anos,desde então ele passou a morar com o Makarov,diretor de sua escola,porém se mudou da casa dele faz 1 ano.Ele falou que tem um gato azul chamado Happy e disse que o encontrou ainda filhote vagando na rua e acabou se apegando bastante ao bichano.Sorri.Com o embalo da conversa acabei perguntando:

-Por que você pintou seu cabelo de rosa?Era moda quando você era mais novo?-Pergunto.

Ele riu e me respondeu:
-Não! Eu nasci assim!Nunca iria pintar meu cabelo!-Finalizou ele com um sorriso envergonhado.

Ficamos um tempo em silêncio até que Natsu pergunta:
-Onde você estuda?Se eu não me engano somos do mesmo ano!Podemos estar na mesma sala!-Diz ele todo contente.

Eu digo que entrei em um colégio novo chamado Fairy Tail,mal termino a frase e ele diz que também é de lá!Fiquei ligeiramente corada e muito feliz!Dei um pulo e abracei ele.Ficamos assim por um tempo até que o celular dele toca.Putz.Ele não atende e diz que hoje vou dormir na casa dele pois tem medo de que meu pai me faça algo.Aceito.Saímos do restaurante e fomos direto à casa dele.Acabei adormecendo no caminho.

Acordo com algo úmido em meu rosto.Abro os olhos devagar e vejo que algo esta me lambendo.Dou um grito e pulo para trás e só aí vejo quem era.Era o Happy!Natsu deve ter me trazido em seu colo e me botou no sofá, espero que eu não seja muito pesada. Dei uma coçadinha em sua barriga e fui atrás do Natsu.Vi que ele estava na cozinha bebendo água.Só aí me questiono.Por que ele não atendeu aquela chamada?

-O que o senhor está escondendo de mim?Nem adianta mentir pois vi muito bem que você rejeitou aquela chamada.-

Ele revira os olhos e diz que era sua namorada a Lisanna.Olho meio brava para ele.Ele me diz que não gosta dela,só que não tem coragem de terminar o namoro.Fico com pena mas não digo nada,apenas vou para a sala.Oh que vida difícil.Pego o Happy e o boto em meu colo.De repente sinto um calafrio e lembro de minha mãe. Onde será que ela está?

Meu rosado - Fairy TailLeia esta história GRATUITAMENTE!