Olá, amores!

Mais um capitulo para vocês, sei que não gostaram do que a Beth fez com o Max, mas foi preciso, então não me matem, por favor!

Ótima leitura, A.B.

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Maxwell Werneck

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Maxwell Werneck

Eu não podia acreditar no que acabou de acontecer, parecia que estava em um daqueles pesadelos que é tão horrível que você quase suplica para acordar, mais não consegue de jeito nenhum? E quando consegue acordar fica até com medo de voltar a dormir, e com medo de voltar a ter um sonho ruim. Só podia ser um sonho, tinha que ser! Mais na realidade não era um sonho, era realmente a vida real, e quando as coisas não são fictícias dói demais, dói tanto sentir aquele sentimento que dá vontade de arrancar o coração do peito para assim ver se ameniza a dor.

Neste momento o carro de Elizabeth sumiu da rua, ela saiu cantando o pneu pela rua que algumas pessoas que passavam perto olharam para o carro assustado, até eu estou assim até agora. Eu estou sem entender o que está acontecendo, ela veio para Minas, continuamos o nosso namoro, mesmo com ela no Rio todos os dias se falávamos por ligação ou mensagem de texto, ela nunca reclamou da gente estar desse jeito e eu também não tenho do que reclamar, eu amo essa mulher e por ela esperaria o tempo que fosse.

Eu creio que ela deve ter ficado com medo, ficado assustada por eu estar indo muito rápido na nossa relação, eu deveria ter preparado algo mais romântico, ter cantado para ela uma musica romântica, ter cantado uma serenata de amor, ter ido mais devagar, mais eu quis apresar tudo, fui um completo idiota. Chegando em casa coloco as minhas chaves em cima da mesa de vidro e sento no sofá ainda sentindo a caixa com a aliança no meu bolso. Darei um tempo para Beth até ela melhorar e voltar a falar comigo, pois pela reação que ela teve de até chorar e sair disparada com o carro pela rua sei que não está pronta para querer formar uma família comigo.

Dava para ouvir o Liam praticamente berrando e Bianca cantando uma música de ninar para ele, mais nada estava adiantando. Levantei do sofá respirando fundo e entrando no quarto do meu filho, Bianca estava me encarando enquanto balançava Liam de um lado para o outro e nada dele parar de chorar.

Encontros Marcados #1 (Completo)Read this story for FREE!