Olá, amores!

Chegamos ao então penúltimo capítulo, por esse motivo será grande. O capítulo 25 que será o final vou dividir em partes, não sei se vai ser somente duas partes ou mais.

Ótima leitura, A.B.

1 semana depois

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

1 semana depois

Elizabeth Moscovit

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Elizabeth Moscovit

Fazia 1 semana desde que Eva Carrara invadiu minha casa, me fez de refém, descobriu através de seu ex-marido que não era a filha legitima de William Carrara, que na verdade fazia pouco tempo que ele tinha descoberto está prova, caso precisasse usar no Tribunal se Eva quisesse alguma coisa de sua herança, já que foram casados. Era uma prova bastante importante que mostrava e comprovava que a mãe de Eva traia William com o motorista particular dele, que ela dormia com o motorista na tentativa bastante arriscada de conseguir engravidar e falar que o filho era de William.

A mãe de Eva não foi nada idiota pelas provas que foram reveladas, ela somente fez isso porque não queria ficar sem nada, já que William queria se separar dela e com uma gravidez não iria mais se separar. Não que a história de que gravidez prende homem seja verdadeira ou falsa, mais era que William sonhava em ter um herdeiro legitimo, com uma pessoa rica e de classe, e quando percebeu que a sua esposa estava grávida ele reatou novamente com ela, já que a única coisa que importava a ele era a criança, o seu herdeiro.

Fiquei anos sendo criada por outras pessoas que na verdade não eram nada meu. Cresci pensando o porquê dos meus pais não me amar, e o que tinha feito de errado para isso acontecer. Chorava as noites por nunca vê-los, sempre ficavam viajando por causa do trabalho e eu passava a maior parte do tempo com os empregados que ocupavam o lugar da minha família. Através do meu romance com Maxwell e a minha proximidade com a família de Lana fui me descobrindo da maneira mais simples que a vida poderia me proporcionar. Fui recebida por pessoas que, no entanto eram desconhecidas para mim, mais que fizeram um bem maior em mim.

A minha vida antiga, se assim posso dizer, era bastante certinha, mesmo quando Eleonor e Peter não estavam comigo, tinha regras a seguir ao pé da letra e até hoje não sei como eles descobriam quando não seguia suas regras. Era como se eu fosse uma menina perfeita, uma boneca de porcelana que a qualquer momento poderia quebrar se fizesse alguma coisa errado. Tinha que fingir que era feliz para os convidados, fingir que era feliz na empresa e mostrar bastante luxo para que os outros vissem que Peter poderia ser um ótimo aliado. Empurrava com a barriga meu relacionamento com João, no entanto achava que quem ama de verdade irá cuidar da pessoa, e por isso quando via noticias de João com outras, achava que se eu tampasse aquela noticia e o perdoasse, ele iria ver o quanto amava ele, e na verdade sempre que o perdoava ele voltava a me trair novamente, e nunca mudava.

Encontros Marcados #1 (Completo)Read this story for FREE!