☒ Chapter VIII.

33.7K 2.5K 3.9K

Look a att (^▽^)

"Niall me escuta, por favor..." Louis suplicava enquanto andava atrás de Niall pelo corredor do colégio assim que o sinal do almoço tocou.

Ele passou grande parte das aulas tentando inutilmente explicar a Niall sobre sua estadia na casa de Harry Styles, mas o irlandês tinha suas próprias (e erradas) conclusões sobre o porque Louis havia omitido aquilo. Então todos aqueles três primeiros períodos Horan ignorou e fingiu-se de surdo quando o ômega tentava falar algo sobre tal assunto com o beta.

"Eu ia te contar..." O menor começou a explicar mesmo que o irlandês o ignorasse, pelo menos se Niall deixasse de ser seu amigo, ele iria ter em consciência que tentou se explicar. Mas é claro que ele não queria perder seu único e melhor amigo, o ômega realmente não sabia o que seria dele se Niall o deixasse, e isso fez com que Louis fungasse e chorasse um pouco antes de dormir na noite anterior. "Eu realmente ia Ni, mas você me disse o quanto odiava o Harry e então eu não tive coragem, eu achei que se te contasse logo de cara você não iria querer ser meu amigo, eu não sei, isso importa agora? Porque de qualquer modo você não está querendo falar comigo..." Louis engoliu todo o acúmulo de lágrimas e seus olhos estavam marejados é incrivelmente mais azuis, mas não de uma forma boa, mas ele era frágil e delicado, como um autêntico ômega, não podia evitar chorar.

O ômega se virou e prontamente se ajeitou hesitou em movimentar as pernas antes de dar continuidade para o caminho direto ao refeitório, entregando a Niall um último olhar, e o beta olhava para o outro lado, parado diante de seu próprio armário. E de um bom modo, um era o único que o outro tinha.

"Lou volta aqui!" O menor pode escutar a voz carinhosa de Niall e se virou rapidamente, os olhos ainda brilhavam um pouco. O irlandês deu de ombros e esticou os braços para o menor, oferecendo/pedindo um abraço com um sorriso amigável nos lábios.

O ômega andou em passos rápidos e abraçou o beta rapidamente, o tipo de abraço que não se dá em qualquer pessoa, mas de qualquer forma, Louis e Niall se amavam, e não era pouco dizer que um já não conseguia mais viver sem o outro. Niall passou os braços sobre a cintura modelada de Louis e o apertou como se o ômega fosse seu próprio boneco de pelúcia, fazendo o ômega até mesmo se avermelhar pela falta de ar.

"Me desculpa por não te ouvir. Quer dizer, eu tenho receio por você Lou." O beta livrou o menor do aperto mas os dois ainda estavam juntos, abraçados apenas se encarando. O olhar de Louis entregava, ele não entendia o que Niall estava falando. "Você sabe, Louis, você é um ômega morando debaixo de um dos, se não do, alfa mais desejado de Holmes, eu sei que ele pode parecer encantador, mas o Harry só gosta de si mesmo!" Afirmou e Louis engoliu a saliva.

Ele estava se culpando? Aparentemente sim. Porque ele esteve deitado com Harry na própria cama do alfa, e pelo que Horan já disse antes, aquela cama foi usada pelo próprio cacheado e inúmeras outras pessoas, e Louis gostou tanto de estar deitado com Harry, mesmo que não tivesse feito nada, foi o suficiente, mais do que suficiente, pra ser sincero. Louis gostou de sentir os braços quentes e grandes em torno dele, a maciez da pele e o cheiro másculo do alfa. Ele gostou da forma, metaforicamente dita, de estar sendo protegido, aquecido e talvez até mesmo desejado, como ficava deitado na cama de Styles junto do maior. Mas ele não podia dizer muito, quer dizer, era óbvio, ele sempre via Harry com alguém, alguma ômega, alguma beta e até alguns betas, era fácil deixar-se enganar, mesmo quando o óbvio estava diante de seus olhos. E o óbvio era que: Harry Styles nunca se envolve definitivamente com ninguém. É ruim e decepcionante, mas é um fato.

"Não, Harry nem me nota na casa dele, ele mal fala comigo." Louis mentiu, muito mal, e Niall percebeu. Qualquer um perceberia.

"Conta outra Lou, você é oficialmente o ômega mais desejado do colégio, e mora na casa do Styles, é óbvio que ele tenta algo com você. Mas eu não quero que você se fo..." O ômega abriu os olhos esperando pelo "palavrão" vindo do beta, mas Niall mudou seu percurso. "Não quero que sofra pelo Harry porque não vale a pena entende, ele vai te fazer se sentir especial, e então vai se mostrar bastante atencioso e até carinhoso, então você vai se sentir único, ele faz isso com todo mundo, até ter o que quer. E ele quer foder com você, e só isso. Eu não posso te proibir de fazer algo, e também não posso te fazer sair da casa dele, mas não se engana, ok gatinho?!" Niall ressaltou novamente e Louis assentiu balançando a cabeça para cima e para baixo, de forma submissa.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!