▦ Chapter XXIX.

27.3K 1.6K 1.4K

twinkle, twinkle, little star, how I wonder what you are. (ᐤˊˋ)

-

Harry pôs no porta-malas as bagagens dos, ainda era de manhã, mas o alfa queria sair cedo de casa, quanto mais cedo saíssem mais cedo os dois iriam chegar no destino surpresa do maior. O céu era de um tom de azul claro e amarelo, os dois tons em cores pastéis suaves, numa mescla bem bonita na imensidão acima, junto de um brilho discreto do sol encoberto, mesmo assim estava frio e uma neblina gélida pairava no bairro. O alfa punha suas malas no carro e os demais carregamentos que iriam levar, como comida, dentre outras coisas que o maior tinha certeza que iriam usar e precisar. O cacheado tinha deixado o ômega dormir um pouco mais ao ver Louis relutar para acordar, mas agora que já havia posto tudo no carro, ele achou melhor acordar Louis, ou ele poderia apenas pegar seu ômega no colo e deitá-lo no carro, caso o menor resolvesse persistir em seu sono.

O ômega havia realmente tentado, em três dias Harry nunca havia visto seu ômega tão engajado em descobrir algo, mas é claro que Louis não conseguiu resposta alguma, nem mesmo uma dica para apaziguar sua mente, nada, Harry o deixou completamente agitado sobre o destino do seu "sequestro".

De qualquer forma, o cacheado acabou por ter que levar Louis embolado num cobertor para o carro, e o ômega foi transportado no colo do alfa, soltando alguns murmúrios de reclamação que eram sonolentos, sobre Harry deixá-lo dormir, ou então, parar se chacoalha-lo, mas por fim, Harry deitou seu ômega no  banco traseiro, ajeitou-o bem e forrou as laterais do corpo pequenino e todo encolhido com o cobertor quentinho, tendo que se despedir de Anne sozinho e ouvir sobre seus avisos, como a beta disse coisa sobre se alimentarem, e sobre terem cuidado, agasalharem-se e usarem camisinha, foi definitivamente esse o ponto em que Harry lhe deu um último beijo na testa e se despediu, porque se ficasse Anne passaria a tarde lhe dando avisos desse tipo. Então o alfa foi até o carro e começou a rumar até o destino em que pretendia levar seu gatinho sonolento.

Algum tempo depois, Louis acordou e é claro que ele fez Harry parar o carro no acostamento para que ele mudasse para o banco da frente junto do alfa, então logo depois eles voltaram a seguir o caminho. Que era longo, aliás, durante o trajeto o alfa e o ômega conversavam sobre diversas coisas, vez ou outra eles até discutiam sobre algo, nada sério, às vezes Louis voltava a cochilar, ou então se mantinha em silêncio lendo um livro, ou Harry cantarolava trechos de alguma música com suas voz rouca e bonita, o que também fazia Louis ficar quieto para poder ouvir e olhar para o seu alfa.

Quando o carro se aproximou de uma estrada coberta por árvores, Louis se sentiu animado e confuso sobre onde estavam indo, o céu mal era visto, as árvores altas cobriam toda a imensidão azul acima deles, deixando que apenas as frestas de luz solar passasse entre os galhos e folhas, de qualquer forma era bonito, e Louis não podia estar mais animado com aquilo, a sensação de não ter ideia de para onde estava indo mas ver que aquele lugar tão lindo poderia ser seu destino, animava o menor que afinal era naturalmente curioso. Aos poucos o carro deixou as árvores para trás, se aproximando de um caminho de folhas, terra e pedrinhas, Louis olhava pelas janelas animado, e Harry estava observando o menor vez ou outra pelos cantos de seus olhos, gostando de ver a expressão de ânimo do seu ômega. Quando o carro finamente parou, Louis não podia estar mais boquiaberto, ele via uma casa grande de madeira branca e um pouco desgastada, a casa tinha estilo de arquitetura americana, e em sua frente havia um lago enorme, o melhor era que não havia nada ao redor, estavam complemente sozinhos naquele lago e naquela casa, que ficava no meio de um paredão de árvores e a grama tão verde e bem cuidada, era tudo tão lindo que Louis mal podia acreditar. Os olhos azuis voltados para a residência com tamanha fissura, a forma como a luz batia contra a água escura do lago, o tom de alaranjado ali era bonito, dizer que o ômega estava apenas deslumbrado era pouco.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!