▦ Chapter XII.

38.3K 2.7K 4.4K

Louis voice: fish ball cat ( ͡° ͜ʖ ͡°)

-

"Você já me agrada, gatinho." Harry disse com um sorriso de canto que ainda sim era safado, porque não era como se ele também não estivesse borbulhante para que Louis o agradasse daquela forma, ele apenas não queria que o ômega fizesse algo porque se sentia pressionado a fazer, não era assim que as coisas precisavam ser entre eles.

"Não é assim que eu quero te agradar hoje Harry." O menor disse baixo, beijando a linha do maxilar tensionado do alfa, onde o osso da mandíbula estava tão marcado que fazia Louis tremer e seu membro mediano já despertado fisgar ainda mais. Então o alfa esvaiu e se deixou levar, porque aparentemente Louis estava convicto do que iria fazer, e parecia querer fazê-lo, Harry iria apenas aproveitar o momento em que seu omega estava safadinho, e desfrutar de tal acontecimento tão bom.

"Ah é?" O alfa murmurou rouco e o tom de voz manso, porém insinuativo fez Louis se afastar do maxilar do alfa, e encarar Harry nos olhos, observando o quanto o verde resplandecente estava sumindo ao redor da pupila dilatada, e o sorriso dianteiro com covinha era especulativo, que fez Louis sorrir junto e Harry achou que podia desmaiar porque ele nunca tinha visto o menor sorrir daquele modo, os lábios róseos postos ao canto direito, sem exibir os dentes e a sobrancelha direita arqueada, era apenas tão perverso que o pau de Harry latejou e o alfa não conseguiu conter um gemido baixo.

"Me deixa te agradar Hazz?" O ômega perguntou baixinho, tocando seus dedinhos no peitoral livre de Harry e dando reboladas curtas sobre o membro ereto do alfa, sentindo o comprimento contra suas nádegas e gostando da fricção. Harry engoliu a seco, porque não dava para ser um alfa dominante quando se tinha Louis Tomlinson sussurrando coisas como aquelas com sua voz docemente fina, mas agora de efeito tão pornográfico sobre o alfa.

"Como você vai me agradar Louis?" Harry juntou as forças que tinha e conseguiu que sua frase derrapasse garganta a fora, perguntando ao ômega, e Louis lhe deu um breve selar de lábios, que fez um estalo molhado no quarto, ainda procurando desinibição para fazê-lo, agradar o alfa daquela forma tão íntima, e Harry movimentou a cintura de Louis para frente e para trás ao que ele rebolasse sobre o pau do alfa com movimentos de pressão de sua bunda masturbasse o membro rijo do outro.

"Assim..." Louis disse baixo e se sentou sobre o meio das coxas de Harry, e o cacheado estranhou um pouco abrindo a boca para perguntar o que Louis iria fazer.

Mas o ômega foi mais rápido, colocando sua mão pequena sobre o pau endurecido de Harry, e fechando seus dedinhos curtos ao redor do pênis grande e viril do alfa, não conseguindo sequer rodar toda a extensão ainda de baixo do pano com sua mão pequena. E Harry não se aguentou gemendo algo desconexo mas que Louis acreditou ser apenas um "Porra", e em seguida o cacheado mordeu os lábios ao que Louis começou a mover sua mão lenta e dolorosamente, raspando o tecido envolvido junto de seu pau no aperto, e o roçar era tão lento e agonizante que Harry em rosnou para que o ômega aumentasse a velocidade, mas Louis não o fez, tentando se aliviar também ao se esfregar contra a coxa de Harry e masturbar o alfa sem entendimento algum sobre o que fazia, mas ele estava tentando, se arriscando acima de tudo, e sendo atrevido, ainda mais acima.

"Oh, por favor -oh- gatinho..." Harry resfolegou, quase que desfalecendo, enquanto seu estômago fisgava, e ele não estava próximo de ejacular, mas a musculatura de sua barriga de contraia pela urgência que ele tinha, logo algumas gotículas de suor formaram-se na testa e pescoço de Harry. O alfa investiu seu quadril contra a mão do ômega, o que fez Louis parar com os movimentos apenas apertando o membro de Styles, e Harry mordeu ainda mais seu lábio inferior, porque ele precisava de velocidade, contato direto com a mão de Louis, e mais do que tudo, precisava se aliviar.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!