▦ Chapter VII.

31.2K 2.6K 3.1K

(ATT? ATT!)
( ◕ฺ))): *

Louis desceu as escadas ainda notando o frio matinal, era sábado e ele realmente não era obrigado a acordar pela manhã, mas ele acordava de qualquer modo. Ele vestia como de costume um suéter de lã verde menta com um bege no tom creme e rosa claro, como um marshmallow. E nas pernas uma meias sete oitavos também bege, nos pequenos pés uma pantufa de pelinhos rosa clara, que era extremamente quente e confortável para o ômega.

Ele trazia consigo seu celular enquanto descia as escadas notando o silêncio predominar por toda a casa, mas ele tinha noção de que Anne provavelmente estava no andar de baixo. Ele passou pela sala em silêncio e quando chegou à cozinha foi pego pelo cheiro agradável de ovos mexidos e bacon que fez seu estômago roncar, a beta anfitriã se virou e sorriu graciosamente para Louis.

"Bom dia meu doce." Ela o cumprimentou delicadamente, dando-lhe um casto beijo nas têmporas, que Louis respondeu apenas com um suspiro e um sorriso meigo. Um ômega realmente exageradamente adorável.

"Eu deveria acordar Harry?" Ele perguntou voltando seus brilhantes olhos azuis para Anne enquanto se aproximava da mesa para puxar uma caneca e preenche-lá com um pouco de chá de laranja e canela. E ele esperançosamente desejou que ela concordasse.

Era sábado, no entanto, Harry não perderia aula se não acordasse. Mas a beta não era ingênua, por isso assentiu, fazendo com que Louis sorrisse timidamente e vibrasse por dentro. Porque ele gostava de acordar Harry.

"Seria bom, assim podemos todos tomarmos café da manhã juntos. Você pode acordá-lo querido?" Ela sorriu segurando entre os dedos delicados uma caneca, e bebericou seu chá morno. O ômega assentiu rapidamente largando com cuidado a caneca agora com chá sobre a mesa mais uma vez.

Ele pulou para fora da cozinha em passos derrapantes até a escada perto do hall, os passos leves foram até o corredor no andar de cima. Quando Louis chegou diante da porta do quarto do alfa, ele suspirou. Entra ou não? Cogitou. Mas por fim acabou abrindo a porta com cuidado, escutando um leve ruído da madeira e encostando a porta mais uma vez timidamente adentando o cômodo quente que cheirava a um perfume masculino amadeirado, e menta, era um ótimo cheiro.

A cortina estava sobre a janela, deixando apenas uma fresta iluminar o quarto, o sol aparecia abertamente naquele dia, mesmo assim era frio. Louis encarou o corpo grande deitado na cama, e o tronco de Harry estava, como da última vez, coberto até o pescoço, onde apenas os cachos castanhos eram vistos sobre o travesseiro branco. Louis sorriu minimamente e enrolou-se em seus próprios pés, acanhado sobre acordar o alfa.

Ele deu passos curtos até chegar na beira da cama, encarando o rosto de Harry, as pálpebras tremendo enquanto o alfa estava inconsciente, Louis sorriu encarando-o daquela forma e agora o cacheado não tinha mais hematomas ou arranhões, e o ômega o preferia dessa forma. Sem dúvidas.

Harry não estava realmente dormindo, ele sentiu o cheiro de Louis assim que o ômega entrou em seu quarto e aquilo o despertou-o rapidamente, isso fazia-o sentir-se estranhamente inquieto e trêmulo. Ele viu o menor parado diante dele, as coxas roliças sendo minimamente amostra, apenas uma faixa da pele bronzeada e macia, e o restante ou coberto pelo suéter comprido ou pela meia, mas isso só aumentava o teor de sensualidade que o ômega dispunha. Harry espiava-o por debaixo dos cílios tendo uma visão um tanto embaçada. Quando o ômega desviou olhar para outro ponto no quarto, o alfa se levantou abruptamente puxando o corpo leve pela cintura e Louis arregalou os olhos tremendo pelo inesperado puxão que o alfa lhe deu.

No outro instante Louis já estava deitado sobre a superfície quente e macia, o corpo de Harry inclinado sobre o seu enquanto o alfa sorria de olhos inchados e lábios avermelhados, as covinhas estavam presentes e Louis se permitiu sorrir sem expor os dentes, esticando delicadamente os lábios finos e róseos que Harry desejava chupar desde que foram recostados a alguns poucos dias.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!