▨ Chapter XXXXIII.

25.3K 1.2K 1.1K

When you can't sleep, I'll be your temporary fix. You control me, even if it's just tonight. You can call me when you feel like (•́ᄌ⃝ก̀๑)*:.

-

Louis estava num dia ruim, já tinha entrado em três meses, e sua barriga parecia mais bonita, redondinha e dura a cada dia. No entanto, naquele dia em especial, as coisas estavam difíceis, primeiro ele mal dormiu durante a madrugada, acordando 4 vezes no meio da noite para fazer xixi, mas Harry acordou também na última vez que o menor precisou ir ao banheiro, quando voltou o maior afagou sua barriga até que o ômega voltasse a dormir, no entanto, Louis dormiu pouco, e é claro que no café da manhã ele estava mal humorado, pela confusão de hormônios e a sonolência, deixava seu corpo pesado. Louis estava afastando Harry a cada vez que o cacheado tentava beija-lo, virando o rosto, rejeitando-o, bufando, ele apenas queria um pouco de espaço para comer e alimentar os filhotes, mas parecia que o alfa podia dar-lhe o espaço e tornando impossível que Louis tomasse seu café adequadamente, segurando sua nuca e rindo ao tentar beija-lo no rosto ou nos lábios, então o menor acabou empurrando o peito do maior, levantando da mesa, o que atraiu a atenção de todos os Styles reunidos para o café da manhã, mas Harry deixou-o em paz quando ele saiu da cozinha, criando um clima silencioso e pesado entre eles enquanto o alfa levava-os para o colégio. Então quando já estava no colégio, Louis começou a sentir dores da região do abdômen, persistentemente e com força, empalidecendo e os lábios secaram, ao mesmo tempo que ele começou a suar frio, sendo liberado pela professora de física para a enfermaria, e é claro que Harry foi anunciado também, correndo até a enfermaria onde Louis estava sentado numa poltrona, curvado para frente, enrolando e apertando a bainha do suéter entre os dedos tremulos, pálido e exalando seu aroma cítrico ao suar, bastou para que o cacheado entrasse em nervos apenas por vê-lo daquela forma, completamente nervoso, ele fez com que o seu ômega se deitasse na maca confortável, afagando com uma mão a barriga ressaltada e com a outra mão acariciando a bochecha macia do menor, tentando distraí-lo com uma conversa calma e levemente beijando os lábios do menor quando achava necessário, porque provavelmente era uma cólica forte.

Porém, no horário do intervalo o menor já estava melhor, mais disposto e menos irritado, o alfa segurou-o pela cintura, sentindo através do tecido grosso do moletom que o menor usava, cujo o moletom era seu mas Louis gostava de usá-lo para se esquentar e sentir seu aroma. O casal se reuniu como de costume com os amigos, e Harry tentou de todas as formas fazer com que o menor comesse um sanduiche de peito de peru, alegando que Louis precisava alimentar os filhotes, mas o menor não cedeu, mordendo duas ou três vezes o sanduiche e largando-o, tomando apenas uma água, com receio de que sua barriga voltasse a doer. E a resistência do ômega irritou o cacheado, tornando a deixar o clima entre eles pesado, o maior totalmente fechado, não falando e bravo porque Louis havia se negado a comer, e o menor irritado pela persistência e forma como o alfa estava sobre ele, quase forçando-o a comer, ele não estava com fome e não queria passar mal, os filhotes estavam bem e saudáveis, pesando suas gramas ideias, não havia problema em pular aquela refeição, então a carranca no rosto do maior era inútil, para Louis pelo menos, porque como um bom alfa protetor, e com seu instinto paterno reluzente, ele não queria que o seu ômega dispensasse aquela refeição e consequentemente também não queria que seus bebês perdessem-na, irritava-o porque Louis não pensou sobre os filhotes, ele poderia não estar com vontade, mas deveria comer pelo menos mais um pouco para nutrir os fetos, que cresciam cada dia mais. Então os dois mal se olharam ou tocaram no intervalo, Louis conversou com Nick e Niall, e Harry encarou seriamente sua bandeja todos os longos minutos que restaram.

Quando o intervalo de saída tocou, Louis empurrou suas coisas dentro do armário, arrumando suas apostilas espalhadas, quando três garotos mais jovens, provavelmente do segundo ano passou por ele, parando juntos um pouco distante do ômega, passando a fita-lo, aquilo incomodava o menor e deixava-o constrangido, como pareciam percorrer os olhos por suas pernas e a ondulação de sua bunda proeminente. O menor focou dentro de seu armário, ouvindo a conversa mais alta dos garotos ao que o corredor evacuava, até que um deles chamou atenção do menor ao simular um gesto obsceno para o amigo, não olhando diretamente para o ômega, mas Louis tinha uma sensação de que era sobre ele, os outros dois riram, e então de certa forma as suspeitas do menor foram confirmadas quando depois de rirem olharam para o de olhos azuis, piscando para ele. Louis respirou fundo, aborrecido e constrangido, porque pelo amor de Deus, ele estava gravido, que pelo menos respeitassem isso. O ômega guardou o restante de suas coisas, puxando uma mochila pequena com pouco de seu material para leva-los para casa fazer os deveres e suas vitaminas, quando começou a andar pelo corredor, inconscientemente chacoalhando o quadril, ele pode ouvir um comentário rude de um deles, que dizia "Harry Styles é um puta sortudo, até gravido ele é gostosinho. Ele deve gemer e rebolar como uma putinha, não é à toa que esta gravido." E então os murmúrios concordando com o garoto e risos. Louis contorceu a expressão enojado, apertando os olhos e os lábios com as sobrancelhas sobrepostas, ele olhou sobre os ombros e os três ainda observavam-no, então Louis tornou a olhar para frente, caminhando como se não houvesse escutado as chulices dos garotos.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!