☒ Chapter XXXXV.

27.1K 1.2K 1.9K

It's a beautiful night, we're looking for something dumb to do. Hey, baby, I think I wanna marry you ♡( ૢ⁼̴̤̆ ꇴ ⁼̴̤̆ ૢ)~ෆ♡

-


Louis e Harry entraram em casa depois da cerimônia de entrega dos diplomas, e o ômega estava exausto, no entanto, estava falante, ele desenrolou o cachecol do pescoço e puxou as luvas das mãos, enquanto Harry adentrava em casa logo atrás, desabotoando o sobretudo e logo depois ajudando seu ômega a retirar o seu, então pegando Louis pelo quadril e esfregando sua barriguinha redonda, Anne e Gemma entrando logo atrás também agasalhadas. Faltando poucos dias para o natal, então provavelmente começaria a nevar, e Louis amava tudo aquilo, como a época perto de seu aniversário era tão aconchegante e familiar, ainda mais agora que a família iria crescer em ambas as partes.

O ômega resmungava algo junto de Gemma, os dois conversavam sobre a cerimonia mais cedo, não foi nada realmente grandioso, no entanto, foi algo bastante emocionante porque eles estavam definitivamente se despedindo do colegial e dos antigos amigos, partindo para uma nova fase de suas vidas, embora a cerimonia não tenha tido muita agitação e baderna, mas a festa teria, porém Louis não quis ficar porque seus pés estavam inchados no tênis, tudo o que ele queria era estar em casa, comer alguma coisa e se aconchegar contra Harry, e possivelmente conversar com os seus filhotes, e é claro que o alfa se opunha as vontades de seu gatinho gravido, ainda mais quando no final da cerimonia Louis passou a reclamar no quanto sua barriga estava dolorida, e que possivelmente ele poderia sentir os filhotes se mexerem em breve, e Harry ficou completamente maluco com isso, assentindo e perguntando algumas vezes se o menor tinha sentindo-os pelo menos darem indícios de que iriam se mexer naquela noite. E para Anne, como a mais velha, era emocionante ver seu filho e o genro tornando-se domésticos, ela pegava-os falando sobre coisas para os bebês, sendo realmente pais, discutindo preços, cuidados e segurança, e ela até mesmo já pegou Harry pesquisando sobre empréstimos bancários, porque ele pretendia comprar um apartamento para quando os bebês viessem, e por isso ele teria que usar metade do dinheiro que tinha até então em sua conta e pedir uma ajuda a mais ao banco, e de certa forma aquilo trazia para a beta mais velha uma sensação de "dever cumprido", e é claro, envelhecimento, mas esse não era o ponto.

Alguns dias depois Harry acordou extremamente cedo, a neve tinha chegado adiantada então tudo o que entrava pela janela era uma claridade branca absurda. O alfa apressou-se ao levantar da cama, sentindo o ambiente um pouco mais gélido, então ele fechou as cortinas e voltou para a cama, onde Louis ainda estava embaixo dos edredons, dormindo serenamente, com uma mão inconscientemente protetora sobre a protuberância em seu ventre. Harry não costumava acordar mais cedo que o menor, seu ômega sempre foi mais matinal, no entanto, o alfa estava um pouco agitado, já que ele teria que ir buscar as irmãs de Louis no aeroporto, e é claro, sua sogra. Elas ficariam num hotel por alguns dias, passariam o natal e o ano novo junto deles. O alfa suspirou passando o edredom quente novamente pelos ombros, abraçando a barriga de seu ômega levemente e sorrindo ao tocar seus dedos ali e sentir a região dura, esfregando e suspirando ao tocar a pele, como se pudesse tocar seus filhotinhos, Harry cheirou o pescoço do menor que se remexeu na cama, amassando o cobertor, o cacheado beijou-o sobre sua marca, fechando os olhos novamente para voltar a dormir um pouco mais, enrolando suas pernas na do menor e abraçando-o protetoramente, como o grande alfa e papai cuidadoso que ele era. No entanto, quando ele definitivamente relaxou seu corpo no colchão, Louis se remexeu espreguiçando, então o alfa teve que abrir os olhos novamente, vendo o menor apoiar-se nos pulsos e sentar-se na cama emitindo alguns grunhidos delicados ao pressionar levemente a barriga.

"Hazz, você tem buscar a mamãe e as meninas, daqui a pouco amor..." Louis balbuciou ao que o alfa voltou a fechar os olhos tentando parecer desacordado, o menor apoiou-se sobre o cotovelo, dessa vez virando-se para frente ao cacheado, e então colocando sua barriga contra a do maior, cutucando delicadamente o rosto de Harry, então o alfa abriu os olhos dando-se por vencido e puxando o ar pelas narinas. "E bom dia papai..." Louis relembrou, então cumprimentou o maior, e Harry sorriu ainda fechando os olhos esverdeados, meio preguiçoso, esparramado na cama confortável, o menor sorriu graciosamente ao ver seu alfa levar a mão grande mais uma vez para sua barriga, murmurando um bom dia e se curvando para beijar seu ombro nu pela camiseta de pijama larga e surrada, o ômega segurou delicadamente o alfa pelos cabelos compridos e puxou seu rosto, selando seus lábios brevemente por não terem escovado os dentes ainda, e o maior bufou quando não ganhou um beijo de verdade. "Sabe, mamãe me ligou ontem e disse que está animada para conversar com você sobre os bebês." Louis zombou do seu alfa e Harry apertou os olhos, jogando-se novamente no colchão e fingindo chorar, sorrindo quando pode ouvir os risinhos animados do seu ômega.

➹ Begin ✽ aboLeia esta história GRATUITAMENTE!