3 capítulo

1.3K 84 34

                Estava trabalhando e descobri que posso escuta música. Então resolvi escutando Friends. Até que um babaca tira meu fone.

- Ou vamos almoça.

- Mais já. Vamos aonde?

- No Bob.

- Food truck.

- Aham. Vai me dizer que não gosta de hambúrguer, hein?- disse com uma sobrancelha levantada.

- Meu irmão tu tá falando com Aléxia. Óbvio que gosto de hambúrguer. Vamos logo- digo já com minha minha bolsa, puxando meu irmão para o elevador.

               Quando chegamos no Hall. Acabo batendo em alguém na minha frente.

- Oh querido sabia que não pode brinca de estátua no meio do Hall.- digo pra um homem de cabelo preto comprido, com olhos azuis e é mais alto do que eu.

- Ou princesa não faz barraco com meu amigo não.

- Quem é essa esquentadinha aí?- olhei pra ele com um olhar mortal.

- Esquentadinha é teu cu cheio de pênis dentro.

- Nossa hahahaha essa foi boa hahahaha princesa- diz o Matt morrendo de rir.

- Matt quem é essa anã de jardim.- eu ia bate nele só que o meu irmão me agarra.

- Acalma princesa. Bom essa é a Aléxia, ela  é minha...- Matt para de fala quando chegamos na fila pra pedir os hambúrguer.- Vou querer um x-tudo.

- Vou querer um X- Bacon e pelo jeito a anã de Jardim vai querer um X-salada.

- Que isso. Vou querer um X- tudo, um porção de batata e uma garrafa de 2 litro de Coca-cola- término de fala e dou um sorriso pro moço, vejo a cara dos dois ao vê me pedido kkkk.

- Cara Matt tem que controla a boca da sua namorada.

- OQUEEE nem aqui e nem na China o Matt é meu namorado.- digo com vontade de rir.

- Então o que vocês são irmãozinhos kkk.

- Sim Colin nós somos irmão. Ela é minha irmã do Brasil.

- Pera essa aí é sua irmã, caralho. Como...- é interrompido pelo moço nos chamando pra pegá o nosso pedido.

- Como?

- Como você atura ele, anã de jardim?

- Ah é simples, se ele me irrita ele sabe a consequência  e se continuar me chamando de anã de jardim, você nunca mais vai vê a luz do sol.

- Gostei dela.- desse o Colin

- Cara as ameaças dela são reais. Um dia eu fui na casa dela lá no Brasil e quebrei a xícara preferida dela. Meu irmão tive que pega cada pedacinho da xícara no chão e ainda por cima fiquei com uma marca roxa nas costas.- cara lembro desse dia fiquei pensando.

- kkkkk kkk pera como uma mulher consegue te machucar Matt.- disse o Colin.

- Atrás dessa cara de fofa, tem uma máquina de luta. Cara ela sabe usar armas, entendeu ARMAS.

- Aonde você aprendeu?

- É meu pai me ensinou e fiz várias aulas de lutas no meu tempo livre, desdo acidente.- disse com um sorriso triste.

- Nossa o que aconteceu?- perguntou o Colin. Eu virei pro meu irmão.

- Colin deixa pra outra hora, ela não gosta de lembra desse acidente. Mas mudando de assunto, você parou de dirigir né?

- Matt se um dia o sol sumi eu paro de dirigir minha moto e meu carro.

- Sua moto deve ser aquela motosinha de mulher.- eu e o meu irmão nos olhamos e começamos a rir.- Do que vocês estão rindo?

- Cara se um dia minha irmã dirigir essa moto, tu para de tocar. Ela dirigi uma Ferrari e uma Ducati.

- Caralho, gostei de você, mas só  acredito vendo.

- Colin falando que gostou de você, ele ficou impressionado.- começou a rir

-  Colin certo?-  ele concorda com a cabeça- Eu não sou mulherzinha de fica dirigindo uma motinha ou um carrinho. Prefiro minhas bebês que são melhor.

- Quero vê sua moto- disse parecendo não acredita direito.

- Tá bom. Vamos termina logo isso e já que te conheço que tal ir na minha casa hoje vou comemora minha chegada na empresa. - disse terminando de comer minha porção de batata.

- Tá, mas tenho que vê.

- Bora cara- disse o Matt

- Tá bom eu vou, mas como eu chego lá?

- Eu te levo, que tal? - disse Matt.

- Tá.- Matt deu um sorriso de felicidade e depois tentou pega minha batata.

- Tira suas patas imundas da minha batata- digo batendo na mão dele.

- Só uma. Sua pão dura.- Então eu só dou uma batata pra ele.

- Eu quero mais.

- Vai toma no teu cu e vai comprá batata frita pra você.

- Nossa kkkkk.- começou a rir. Depois de 8 minutos terminamos de comer e fomos até a garagem da empresa.

- Essa é minha bebê

- Então essa moto é sua.

- Aham.

- Cara você não é uma mulher patricinha?

- Deus que me livre. Só pra tu saber, sou difícil de usa vestido e saia tá.- Fasso um bico de triste. Acabando todo mundo rindo.

              Resolvemos que acabando o trabalho nos encontramos no Hall pra acerta a hora. Meu irmão chamou a Lisa e fomos terminar o trabalho. Acabamos de termina um projeto e resolvi entrega logo pro Gabriel. Bato na porta escuto um "entre" e entro.

- Boa tarde. Vim te entraga o projeto.

- Mas já?

- Sim.

- Então que sair comigo hoje?

- Não dá. Tenho compromisso com meus irmãos.- nem a pau que vou chama ele ainda.

- Tá bom. Deixa pra próxima então.

- ok.

             Saio da sala dele e vou pra minha mesa e começo a arrumar minhas coisas pra ir embora. Entro no elevado e percebo que  não estou sozinha. Me viro e vejo uma mulher com um baita de um peito, que com certeza é silicone.

- Boa tarde

- Boa tarde- disse com uma voz de nojo. Só o que me faltava. Chego no Hall e encontro o meu irmão, a Lisa e o Colin.

- Então daqui uma hora vocês vão. Há levem roupa de dormi, vocês vão dormir lá.

- Tá- disse Lisa

- Eu não vou dormi com ninguém- disse o Colin.

- Relaxa. E você vai sim, se não puxo seu cabelo todo.- ele me olha com espanto.

- Há Lisa quer quê eu vou com você na sua casa, pra você não ter que pegá táxi pra ir na minha casa e não aceito não como resposta. E Matt leva o Colin nessa localização, ok?

- ok.

- Tchau, vamos Lisa?

- Vamos, tchau

- tchau- diz os dois juntos.

Continua......

Desculpa pelos erros

Is it love? RyanLeia esta história GRATUITAMENTE!